Como explicar o 25 de Abril às crianças de forma simples e verdadeira

Como explicar o 25 de Abril aos miúdos e celebrá-lo em casa!

explicar o 25 de abril às crianças Foto por Chayenne Tessari Zanol no Unsplash

Mãe, o que é o 25 de Abril?

Mãe, porque é que houve um senhor que meteu um cravo na ponta da espingarda?

Pai, o que é a liberdade?

Avô, porque é que estás sempre a dizer que no teu tempo não era assim?

Estas são algumas das perguntas que costuma ouvir sobre a grande revolução dos cravos? Não sabe de que forma pode explicar o 25 de Abril às crianças?

Defendemos sempre que as crianças devem conhecer o mundo e a verdade como eles são: crus, com pessoas boas e outras menos, com realidades diferentes daquelas que vivemos, com a consciência da sorte e do privilégio que, na maioria das vezes, nos toca.

Criar nos nossos filhos a consciência da importância da Liberdade, dos direitos humanos e individuais, faz parte da nossa responsabilidade enquanto pais e cidadãos – para garantir que nunca lhes retirarão o direito de ser.

Explique-lhes a História para que a História não se repita: com precisão, mas também com a simplicidade de linguagem que o seu contexto de vida e entendimento lhes permitem ter.

Explicar o 25 de Abril às crianças

O segredo é descomplicar. Aproveite a ocasião para lhes introduzir conceitos que não conhecem, mas faça-o de forma a que, ainda assim, os miúdos entendam os acontecimentos.

No dia 25 de Abril de 1974 um grupo de militares derrubou a ditadura em Portugal e devolveu a liberdade à população. Mas as pessoas não eram livres?

Existiam palavras que não se podiam dizer, locais aos quais não se podiam ir e reuniões entre amigos que eram olhadas com suspeição. As pessoas eram presas e torturadas por terem opiniões diferentes das dos senhores que governavam.

A grande maioria da população era pobre e não tinha dinheiro para aceder às necessidades mais básicas. Houve também uma Guerra, em África – na altura, alguns países africanos faziam parte do território português, mesmo estando geograficamente longe. Muitos dos nossos avós, tios ou primos mais velhos estiveram nessa guerra, e sofreram muito, ao lutar por algo que não os beneficiava.

Cansados da Ditadura e de toda essa situação de vida difícil, alguns militares juntaram-se em segredo, correndo um grande risco pessoal, para organizar uma revolução que devolvesse a Liberdade aos portugueses, e afastasse do poder estas pessoas.

Mas o que são a Liberdade e a Ditadura?

Uma forma interessante de explicar às crianças a diferença entre a Liberdade e a Ditadura é aproximar esses conceitos da sua própria realidade.

Na escola, as crianças fazem composições, onde têm a liberdade de escreverem aquilo que querem, e ditados, onde são forçados a escrever exatamente aquilo que é dito pela professora – se o fizerem de forma diferente, ou com erros, são penalizados.

Qual a origem do termo a “Revolução dos Cravos”?

Os militares portugueses conseguiram derrubar o Estado Novo sem recorrer à força – ou seja, não houve violência e ninguém morreu. Foi uma guerra pacífica, e os Cravos simbolizam essa conquista.

O povo, muito feliz por não ter existido sangue derramado, ofereceu flores (cravos) aos militares, que os colocaram nos canos das armas. Em vez de balas, que matam, havia flores por todo o lado, significando o renascer da vida e a mudança.

Viva a “Livrodade”

Nada melhor do que oferecer à sua abobrinha algum destes livros sobre o 25 de Abril, escritos para crianças – além de servir como um excelente complemento às aulas de História, estará a incentivar a leitura e a dar-lhe a conhecer a memória do país e da sua gente.

Era Uma Vez o 25 de Abril, de José Fanha

era uma vez o 25 de abril

José Fanha viveu o 25 de abril de 1974 com espanto, alegria e felicidade, como muitos outros jovens de então. Com o passar dos anos, percebeu que os jovens de hoje pouco sabem desses dias distantes.

Resolveu então contar a história de como era Portugal antes da Revolução dos Cravos, como se desenrolaram os dias do 25 de abril e como surgiu o Movimento das Forças Armadas que o fez acontecer.

Não quis fazer um livro de História. Quis antes falar desse período como quem conta uma história fantástica e complexa, heroica, divertida e contraditória, mas maravilhosa e verdadeira. Uma história que mudou a História.

O 25 de Abril contado às Crianças… e aos Outros, de José Jorge Letria

o 25 de abril contado às crianças e aos outros

“Todos os anos têm um mês de abril e todos os meses de abril têm o dia 25. Porém, o dia 25 de abril de 1974 foi um dia especial para os portugueses. Porquê? Porque o País e os seus habitantes voltaram a viver em liberdade, depois de quase 50 anos de tristeza e de silêncio.”

A Revolução do 25 de Abril explicada aos Jovens, de Vítor Tavares

a revolução do 25 de abril explicada aos jovens

Ao dividir a linha do tempo no antes e no depois do 25 de Abril de 1974, este livro fala do Estado Repressivo e do Estado Democrático e das suas diferenças.

Quem foi Salazar? Quais as instituições repressivas? Como se deu o tardio desenvolvimento económico do país? E Marcelo Caetano, de onde veio? Como é que se preparou a Revolução? E a descolonização? Todas as respostas para tantas perguntas estão aqui.

25 de Abrir – o Abril que nos fez, de Alexandre Honrado

25 de abrir

“Memórias são coisas que ficam do tempo que passa. Coisas que recordamos. Há muitos anos, um dia cheio de vontade de mudar as nossas vidas ficou para vir a ser uma memória. A tua memória. A memória de todos nós. Falo do 25 de Abril do ano de 1974.

Foi há muitos anos, mas o que aconteceu continua a ser tão importante, que vale a pena ir à História para contar esta história. Foi o dia de uma Revolução.

Mas uma revolução em que as flores foram mais fortes que toda a força do Mundo. Sem este dia não podíamos viver a Liberdade. Nem gritar Viva a Liberdade. Foi um dia de abrir novas memórias.”

Livro Livre, de Francisco Bairrão Ruivo

livro livre

O Livro Livre é uma outra forma de comemorar o 25 de Abril, dando a conhecer a crianças e jovens este marco da História de Portugal e o seu legado.

Tomando como referência este momento de conquista histórica, fruto da luta e do trabalho de muitos, militares e civis, o Livro Livre apela ao espírito da liberdade e convoca o leitor a participar numa atividade criativa, como co-autor do livro.

Desafia-o a resgatar as memórias de quem viveu este período e registar estas experiências. Através de breves enquadramentos históricos, ilustrações sugestivas e propostas de atividade diversificadas, este livro constrói um espaço para a reflexão sobre o significado do 25 de Abril.

Explicar a revolução com Animação

Neste vídeo da RTP os miúdos podem aprender em menos de 2 minutos como se vivia durante o estado novo e como se aconteceu a revolução.

Para os mais velhos

Se o seu filho for mais velho sugerimos que lhe mostre este video da TVI24. Sabemos que as imagens e a linguagem são um bocadinho mais fortes, mas a partir de uma certa idade torna-se importante mostrar como foi a realidade na qual viveram tantas pessoas.

Celebrar a Revolução com Atividades

Proponham aos miúdos exercícios imaginativos: como seria a sua vida se não tivessem a liberdade de estar, ser e fazer o que quiserem? Na verdade, este período de isolamento em que todos passamos tanto tempo em casa pode servir como base de comparação para uma realidade que era ainda mais restrita e difícil.

Escrevam, os mais velhos, composições sobre aquilo que mais valorizam na sua liberdade, ou façam simplesmente desenhos de cravos e espalhem-nos pela casa. Podem também preparar este DIY fofinho e muito fácil que encontrámos e substituir a ida à florista por uma atividade divertida!

Encontrámos o passo a passo no site iCreative Ideas.

Desejamos que todas as Famílias Pumpkin celebrem o 25 de Abril com muita alegria, risos e liberdade.  🙂

Foto de capa: Chayenne Tessali via Unsplash

Como Celebrar e Entender a Liberdade? Com eventos:

Vejam as nossas sugestões por local: Lisboa | Porto | Outros locais

Lisboa

Abril em Lisboa – Celebrem em Casa

Abril em Lisboa é sinónimo de celebração na rua, mas este ano a EGEAC alterou o convite: festejar em casa, com música, humor, fotografia, video mapping e muito mais.

4 comentários em “Como explicar o 25 de Abril aos miúdos e celebrá-lo em casa!

  1. natividade Abril 23, 2020

    Obrigada. Foi muito útil para mim

    1. Dani Gonçalves - Equipa Pumpkin Abril 23, 2020

      Ficamos contentes, Natividade!

      Beijinhos abobrinhas 🙂

  2. chay tessari Abril 27, 2020

    podiam creditar a foto do cravo à autora, colocar a fonte. 😉

    1. Dani Gonçalves - Equipa Pumpkin Abril 29, 2020

      Olá, Chayenne 🙂

      Colocámos uma nota no final do artigo.

      Saudações abobrinhas!

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (9  votos, média:   3,11  em 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *