Família > Crescer > Pais em crescimento

Meditação: uma disciplina para toda a família

Meditacão: uma disciplina toda família

Historicamente, o processo meditativo foi praticado por civilizações muito antigas, como a Grécia e o Egipto. Mas a meditação tem cada vez mais adeptos em todo o mundo, e de todas as idades, por ser um método simples e eficaz de educar a mente, que pode ser praticada em casa, no trabalho ou no intervalo de almoço num jardim, por exemplo.

Não sendo uma disciplina de origem cultural europeia tem cativado, longe do Oriente, muitas pessoas que procuram reduzir o ritmo acelerado do dia-a-dia e o stress, combater riscos cardiovasculares, abrir o processo da alma e fortalecer o sistema imunológico, entre outras vantagens reconhecidas pela ciência e pela medicina.

Ao procurarmos refúgios em locais e hobbies que realmente preenchem o nosso ser, estamos na verdade a recorrer ao processo meditativo. Seja a jogar golf, a fazer yoga, a praticar alpinismo ou a andar a cavalo na mata. 

Após uma prática regular e algum tempo de treino, os resultados são bem visíveis. Pensamentos desinquietos, picos de emoções dão lugar a calma e a paz interior e, fruto desta troca, a intuição, clareza e as atitudes mais assertivas passam a ser uma constante.

As aulas de meditação para grávidas (e seus companheiros) são, desde há décadas, uma prática recorrente em países com os EUA. Nestas aulas são ensinadas técnicas de postura, respiração e paz interior, que não só colocam a futura mãe em contacto consigo, em união com o pai e ambos em sintonia com a criança. O bebé sente a paz e harmonia que vem dos pais, uma vez que a energia de ambos fica unificada. Na prática, a meditação na gravidez proporciona:

· maior controlo no momento do parto

· redução dos momentos de ansiedade, dores e stress

· menor tensão muscular

· sono regular,

· melhoria no relacionamento inter-familiar

· redução do número de parto por cesariana ou anestesia geral

Os primeiros meses da vida de uma criança são normalmente agitados para todos, não só porque porque cuidar de um bebé é algo muito exigente, mas também porque sobra pouco tempo para o casal e para cada um deles individualmente. Famílias que abraçam a técnica da meditação têm uma ligação energética mais forte e mais eficaz para ultrapassar todos os momentos de tenção. Todo este clima gera melhores momentos e registos de felicidade. Mais saúde de todos os envolvidos. 

A meditação com crianças é feita com base em técnicas de postura, respiração e educação mental, bem como exercícios de criatividade, pois as crianças não conseguem estar em meditação tanto tempo seguido como os adultos. Sempre que o estado meditativo de uma criança é exercitado, o estado criativo é desenvolvido. Por este motivo, além dos exercícios meditativos são efectuadas actividades lúdicas criativas, como construção de mandalas, pintura ou moldagem. A criança aprende, assim, a estimar o corpo físico, a comer bem, a dormir bem e a ter uma disciplina regular de exercício. Na prática, a meditação em criança ajuda:

· a uma maior maturidade emocional

· à estabilidade na aprendizagem

· a uma saúde mais forte

· à estabilidade no sono

· no redireccionamento das energias hiperactivas

· na estimulação da criatividade

· a uma maior disciplina e bons relacionamentos

 

“Se a criança não receber a devida atenção, em geral, quando adulta, tem dificuldade de amar seus semelhantes.”

Dalai Lama