Família > Crescer > Desenvolvimento

6 formas para incentivar o raciocínio lógico nas crianças

6 formas para incentivar o raciocínio lógico nas crianças

Afinal, treinar o raciocínio trata-se de exercício e, quanto mais a criança for treinada, melhor será o seu desempenho.

Um aspecto interessante em relação ao raciocínio é que esse estímulo não precisa ser enfadonho ou cansativo, porque através de algumas atividades agradáveis e estimulantes, os pais podem ajudar os seus filhos no desenvolvimento desse raciocínio.

A Happy Code partilha algumas formas de trabalhar essa competência nas crianças.

Apresentem-lhes jogos de sequência lógica e tabuleiro

A capacidade de identificar padrões é uma competência que contribui para o desenvolvimento do raciocínio lógico nas crianças.

Desta forma, os jogos sequenciais são uma excelente alternativa para a criança desenvolver competências. É possível trabalhar com cores, animais, personagens, números, entre outros elementos.

Além dos jogos de sequência lógica, jogos de tabuleiro como damas, xadrez, batalha naval, entre outros, também favorecem o raciocínio lógico, isso porque todos eles exigem a elaboração de estratégias para que se consiga alcançar a vitória, fazendo a criança pensar de diversas formas.

Estimulem o contato com a literatura

A literatura é uma arte que contribui de diferentes maneiras para o desenvolvimento da criança. Além de estimular a expansão do seu vocabulário, a assimilação da gramática correta e a competência da leitura, também permite o despertar de competências que vão além da comunicação.

Os livros favorecem a criatividade e a imaginação, permitem a construção da opinião, a aquisição de cultura e conhecimento do mundo, a fim de ter um pensamento mais crítico e bons argumentos. Tudo isto favorece o desenvolvimento do raciocínio lógico.

A literatura possibilita a interacção do leitor com a obra, fazendo com que ele participe no que está a acontecer através da análise dos factos e ainda estimulando o seu pensamento para os possíveis finais da história.

Para que o desenvolvimento do raciocínio lógico aconteça de forma mais expressiva, podem optar por obras juvenis que trazem aventura e suspense, ou apresentar clássicos como Sherlock Holmes, que trazem desafios para a mente.

3. Inscrevam-nas em aulas de programação e robótica

Há que perceber que as novas gerações nasceram inseridas num mundo digitalizado e tecnológico. Desta forma, o desenvolvimento das suas competências também se deve relacionar com a aquisição de conhecimentos acerca dessas inovações.

Por isso, as aulas de programação e robótica são uma excelente alternativa para contribuir com o desenvolvimento do raciocínio lógico nas crianças. Afinal, esse saber envolve áreas diversas de conhecimento e ainda traz vários desafios que precisam de soluções criativas.

Há que perceber que, para elaborar um software, aplicação ou jogo através das aulas de programação, a criança precisa de pensar em todos os detalhes, em cada comando e no que acontecerá segundo as acções do utilizador.

Na criação de robots, além de criar toda a programação que ele deve cumprir, a criança ainda deve projectar a estrutura da máquina, para que esteja apropriada à sua finalidade. Ou seja, é fundamental que pense de forma lógica para que consiga encontrar as soluções para o problema apresentado.

Permitam jogos electrónicos

Aos poucos, os jogos electrónicos estão a perder a sua má fama, embora ainda sejam associados a eventos negativos no desenvolvimento infanto-juvenil. No entanto, os jogos de vídeo é um excelente recurso que estimula o raciocínio lógico nas crianças e adolescentes.

Quando explorados de forma correcta, estes jogos fazem o utilizador pensar de uma forma estratégica, e diversas competências cognitivas estão envolvidas no ato de jogar. Porque, além de pensar no que é preciso ser feito para atingir as metas e objetivos, é preciso que a criança tenha:

  • uma boa memória;
  • coordenação motora;
  • pensamento rápido;
  • atitude para tomar decisões;
  • concentração;
  • percepção de padrões;
  • inteligência emocional.

Até mesmo para fazer um personagem saltar um obstáculo, por exemplo, é preciso que a criança pense de forma lógica para cumprir essa acção. Afinal, se fizer isso cedo ou tarde demais não vai conseguir transpor o desafio.

Desta forma, permitam que os vossos filhos joguem videojogos e tenham contacto com outros tipos de jogos electrónicos. Lembrando que é essencial optar pelos que são adequados à sua faixa etária e sempre sem exageros, para que a actividade seja sempre positiva.

Ofereçam-lhes blocos de montar

Existem blocos de montar com formas muito variadas, desde aqueles pequeninos até a opções com peças bastante grandes, com o objectivo de dar resposta às crianças de diferentes faixas etárias, em função do benefício que oferecem para o desenvolvimento infantil.

Através dessa atividade de encaixar, as crianças criam as formas mais variadas e tentam reproduzir aquilo que observam ao seu redor. Com a sua percepção, observam o formato das coisas, e a lógica do seu raciocínio permite encontrar as peças ideais e o encaixe perfeito para construírem o que pretendem montar.

Por isso, este tipo de brinquedos pode ser oferecido aos vossos filhos desde a mais tenra idade, evoluindo a sua complexidade conforme eles ficam mais velhos. Aproveitem para participar da atividade e criem desafios divertidos, como montar veículos, objetos, animais, entre outros, a fim de estimular ainda mais a competência da criança.

Explorem a tecnologia

Como já foi dito, as nossas crianças nasceram no mundo tecnológico, por isso, não podemos evitar que elas tenham contato com esses equipamentos e recursos. O ideal, na verdade, é saber tirar proveito dessa situação para explorar as ferramentas em prol do melhor desenvolvimento dos mais pequenos.

É importante que os vossos filhos saibam como trabalhar com um telemóvel, tablet, computador e até mesmo aparelhos como a televisão, o DVD, entre outros. Além de conhecer o mundo ao seu redor, isso também lhes permite o desenvolvimento do raciocínio lógico.

O contato com a tecnologia permite-lhes conhecer o modo como as coisas funcionam, o que faz com que cada máquina trabalhe, quais as acções que são necessárias para que executem os seus comandos, entre muitos outros detalhes.

Além disso, as aplicações para tablet e telemóvel trazem entretenimento e fazem as crianças desenvolverem muitas competências. Afinal, existem diversos jogos que são educativos e exigem estratégia, memorização, concentração, criatividade, resolução de problemas, cálculos, entre outros, para passar as diferentes fases e vencer os desafios.

Portanto, os pais incentivarem desde muito cedo os seus filhos, com práticas lúdicas que reforcem sua capacidade cognitiva, estimula o desenvolvimento do raciocínio lógico nas crianças. Mas além dessa competência, há também outras que são despertadas, favorecendo a aprendizagem e influenciando positivamente o seu futuro.

Sobre a Happy Code

A Happy Code é uma escola de programação, tendo como missão formar pensadores e criadores do século XXI. Com uma metodologia de ensino baseada no conceito STEAM (“Science, Technology, Engineering, Arts and Math”), os cursos leccionados incidem sobre a programação de computadores, desenvolvimento de jogos e aplicações, robótica com drones, bem como produção e edição de vídeos para o YouTube.

Tendo como premissa de actuação os valores da responsabilidade, da confiança, da inovação e da consciência social, a Happy Code lecciona os seus cursos em centros próprios ou em escolas, empresas, municípios, projectos sociais, centros de estudo, ATLs, entre outros, estando já presente em várias zonas de Portugal.

Pedro

  • Gratuito

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *