O poder das boas ações: a gentileza é contagiante! - Pumpkin.pt

O poder das boas ações: a gentileza é contagiante!

O poder das boas ações: a gentileza é contagiante!

Porque a felicidade está em pequenos gestos que viajam de coração em coração, hoje falamos do grande poder que existe em cada um de nós.

Quando alguém segura a porta para passarmos. Quando nos fazem um elogio sincero. Quando chegamos a casa e alguém arrumou carinhosamente as nossas meias. Quando nos oferecem, sem particular motivo, um bolo quentinho ou um abraço doce. São estas pequenas boas ações, tão grandes na sua gentileza que, muitas vezes, fazem a felicidade.

Na realidade, elas são tão importantes que existe um dia especial para as celebrar: a 17 de fevereiro, comemora-se o Dia dos Atos Espontâneos de Gentileza desde 1995, com o objetivo de espalhar positividade e fazer do mundo um lugar melhor para todos. Adaptando a famosa frase, podemos dizer que o lema deste dia é “Faz o bem que queres ver no mundo”.

Os Atos Espontâneos de Gentileza passam pelos mais variados gestos: desde cumprimentar o motorista do autocarro a levar doces para os colegas de escritório ou a ouvir o desabafo de alguém que está a ter um mau dia, estes gestos, embora pequenos, podem subir drasticamente o ânimo de alguém.

Afinal, somos seres sociais e não há nada melhor do que sentir-nos cuidados – exceto, talvez, cuidar dos outros.

 

o poder das boas ações

Demasiado frequentemente subestimamos o poder de um toque, um sorriso, uma palavra amiga, um ouvinte, um elogio sincero ou o mais pequeno acto de cuidado, todos eles com o potencial de mudar uma vida.
– Leo Buscaglia, Autor e Orador Motivacional

Os Efeitos Químicos das Boas Ações

Ser gentil torna o mundo mais colorido, faz bem à saúde e é contagiante. Quantas vezes uma boa ação nos deixa inspirados e despoleta em nós inúmeros outros atos de gentileza para com os outros, para com o mundo ou mesmo em relação a nós próprios?

Isto acontece porque o ato de fazer algo bom por alguém provoca uma sensação de bem estar. Esta sensação é maior ainda do que aquela que sentimos quando alguém tem um gesto gentil para connosco e, por este motivo, somos levados a repetir as boas ações.

Uma boa forma de explicar às abobrinhas é sublinhando a ideia de que a gentileza gera gentileza, um pouco como as sementes geram flores que geram novas sementes. Quando fazemos uma boa ação por alguém, estamos a plantar uma semente de gentileza no coração dessa pessoa. Assim, cresce uma flor gentil dentro da pessoa, que vai produzir uma nova semente – uma nova boa ação, que vai ser plantada no coração de mais alguém.

Boas ações das quais devemos fazer um hábito

As boas ações vêm em todas as formas, tamanhos e feitios. A forma como decidimos espalhar a gentileza pelo mundo está ao nosso critério – só importa fazê-lo com o coração. Estas são algumas dicas de gestos que podemos incorporar no nosso dia a dia para que ele seja mais colorido:

  • Cumprimentar, sempre. Os amigos, os professores, os lojistas e até os desconhecidos que frequentam os mesmos espaços. Um “bom tarde”, um “como está?” ou um “tenha um bom dia!” fazem toda a diferença e podem ter um impacto gigante no dia de alguém.
  • Ajudar. Quer seja o amigo que tem dificuldades com os trabalhos de casa, a avó que não sabe utilizar o computador, o vizinho que carrega as compras pesadas para casa ou o sem abrigo que pede algo para comer. É importante sentir que alguém se preocupa o suficiente para nos estender a mão.
  • Ouvir. As boas ações nem sempre têm uma forma ativa: muitas vezes são passivas, como o ato de ouvir alguém que precisa de desabafar. Ao oferecermos a nossa compreensão, estamos a transmitir às pessoas que elas são importantes e merecem ser ouvidas.
  • Elogiar. Quantas vezes pensamos algo positivo sobre alguém e não o comunicamos, por vergonha? Se é sincero, devemos sempre manifestar! Quer seja a camisa bonita do pai, a nota da abobrinha na mini ficha de Matemática ou a incrível capacidade do colega para cantar música pimba, o reforço positivo tem impactos importantíssimos na nossa saúde e auto estima.
  • Oferecer. Melhor do que comer uma bolacha, é oferecer metade à irmã e ver o sorriso dela por querermos partilhar a nossa felicidade. Fazemo-la sentir amada, importante e feliz – quem não fica feliz com bolachas?
  • Perdoar. Muitas vezes, ser gentil passa por nos colocarmos no lugar do outro, entender que não errou por mal, e perdoar. Trata-se de um ato importante não só para a relação com os outros como para o nosso crescimento enquanto pessoas.
  • Sorrir. Claro que não temos de estar sempre a sorrir, nem de sorrir para toda a gente. Mas às vezes, quando cruzamos o olhar com alguém, um simples sorriso torna o dia deles mais agradável. Afinal, também os sorrisos são contagiantes.

Iniciativas do Bem

Existem algumas iniciativas que se dedicam a espalhar a bondade pelo mundo. Falamo-vos um pouco de algumas delas e partilhamos recursos super úteis para ajudar na vossa jornada de colorir o mundo com boas ações!

O Movimento Gentil do Zig Zag

boas ações movimento gentil

O Movimento Gentil foi criado pelo Zig Zag da RTP com o objetivo de reforçar que a gentileza é um valor importante na nossa sociedade e que a devemos fomentar. O Movimento pretende também reduzir o bullying nas escolas e contribuir para um mundo melhor!

Mas como? O Movimento Gentil conta com vários embaixadores das mais variadas áreas profissionais em Portugal e com um Capitão da Gentileza, o Rodrigo Paganelli, que viaja de escola em escola para conhecer os projetos de gentileza que existem por todo o país com o Desafio Escolas do Movimento Gentil.

O Zig Zag disponibilizou vários materiais didáticos para as abobrinhas explorarem os atos de gentileza de forma divertida. No site do Movimento, podem encontrar um Quantos-Queres Movimento Gentil, Vales do Movimento Gentil, uma Agenda Semanal e vários Marcadores de Livros. Todos estes recursos podem ser descarregados no site do Movimento Gentil, e são ideais para explorar os Atos de Gentileza com as abobrinhas em casa ou na sala de aula.

Calendário Movimento Gentil

Ser gentil não custa nada e todos os dias podemos fazer alguma coisa para mudar para melhor o dia de quem nos rodeia. Por isso, o Movimento Gentil construiu o Calendário da Gentileza! Podem descarregar aqui os desafios para o mês de fevereiro.

Calendário de Fevereiro 2020: Movimento Gentil

Para obterem o calendário completo gratuitamente, basta visitarem o site do Movimento Gentil. Imprimam-no e pendurem-no num sítio bem visível – no frigorífico ou na sala de aula, por exemplo! – e rumo a fazer do mundo um lugar melhor!

Random Acts of Kindness

A Random Acts of Kindness Foundation é uma pequena organização sem fins lucrativos que se dedica a fazer da gentileza a norma. A RAK zcredita que todas as pessoas se podem interligar através da bondade e que a gentileza pode e deve ser ensinada.

boas ações random acts of kindness

Aqui na Equipa Pumpkin somos todos fãs dos Calendários das Boas Acções. Podemos não precisar de um calendário para nos lembrarmos de ser gentis, mas a verdade é que as recomendações de cada dia são sempre uma pérola em forma de lembrança. Para além de sugerirem boas ações que nem sempre nos passam pela cabeça, estes calendários também nos relembram da importância de refletir sobre a forma como interagimos com os outros, com o mundo e connosco mesmos.

No nosso escritório, pendurámos o calendário da Random Acts of Kindness, que também podem descarregar gratuitamente no site da instituição.

Para além do maravilhoso calendário, a RAK tem um site incrível, com recursos gratuitos para professores, imensos conteúdos positivos para inspiração e um blog – o The Kindness Blog – dedicado a notícias relacionadas com a gentileza e o bem que há no mundo. Se estão a precisar de uma lufada de positividade, vale muito a pena visitar o site! Está em inglês, mas alguns conteúdos, como os vídeos, têm mensagem universais.

Depois deste artigo sentem-se decerto com uma vontade muito grande de espalhar o bem. Força, comecem já a colorir o mundo com as vossas boas ações!

Conhecem outras iniciativas que incentivem à gentileza? Contem-nos tudo nos comentários!

Também vos pode interessar:

Como criar crianças gentis? A Universidade de Harvard explica!

– Jogos pedagógicos para a cidadania e vida em sociedade

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *