Ensinar as crianças a destralhar antes do natal - Pumpkin.pt

Ensinar as crianças a destralhar antes do natal

Ensinar as crianças a destralhar antes do natal

Destralhar é retirar das nossas casas o que não tem utilidade, o não precisamos e nunca iremos precisar, o que não nos faz falta e simplesmente ocupa espaço. Com o natal a chegar é importante preparar o espaço a ser utilizado para as decorações natalícias e para as novas prendas que entram em casa. Tal como os adultos, as crianças também podem apender a destralhar. 5 dicas para ensinar as crianças a destralhar antes do Natal.

1. Explicar antes de começar.

 Quando as crianças têm grande apego aos brinquedos e objetos pessoais, pode ser missão impossível pedir à criança para escolher o que vai doar. É então essencial começar a explicar que o que ela já não precisa ou já não brinca pode ir para a caixa de memórias (caso seja muito, muito importante) ou pode ser doado para alguém que precise. O destaque deve ser dado às vantagens de ter menos coisas em casa: é fácil encontrar os brinquedos favoritos, mais espaço em casa para brincar, mais espaço para a decoração de natal, e ainda preparar um local para guardar os novos brinquedos a chegar pelo natal. Por outro lado pode ensinar desde cedo a importância dos valores e partilhas com outras crianças carentes.

2. O que fazer com o que não precisa?

Prepare uma folha de papel muito grande e canetas coloridas. Comece a fazer um plano em conjunto com os filhos, sobre o que fazer com o que será destralhado. Liste todos os pertences e depois registe o que fazer: dar, lixo, guardar, trocar, etc. Para cada opção defina os critérios. Por exemplo, dar os brinquedos que já não têm interesse para a criança, que já não são próprios para a idade, que estão a ocupar muito espaço, mas que ainda estão em bom estado. Colocar no lixo os brinquedos que estão quebrados ou que faltam peças. Trocar com amigos brinquedos que estão duplicados. Para cada acção defina uma data. Ex: dar os brinquedos à instituição x no dia 28 de novembro.

3. Juntar tudo.

Ao juntar todos os brinquedos, ficará muito surpreendido com a quantidade de brinquedos que tem em casa. O passo seguinte é agrupar os brinquedos por categoria: legos, bonecas, carros, livros, puzzles e jogos. Assim fica com uma ideia da quantidade de brinquedos idênticos que possui. Para cada categoria deverá ajudar a criança a tomar a decisão dos que são para guardar ou destralhar. Ex. Se a criança tem 10 barbies e 5 delas já perdeu o interesse ou não estão em bom estado para continuar a brincar, os pais podem incentivar a não guardar o que já não precisa porque assim é mais fácil encontrar as barbies favoritas.

4. Dar.

Os brinquedos que o seu filho não precisa e que estão em bom estado, podem servir para outras crianças. Nesta época natalícia muitas instituições sociais fazem recolha de brinquedos. Aproveite para doar brinquedos a quem mais precisa. Os brinquedos a doar podem ser guardados em caixas ou sacos, já com uma etiqueta com o nome da instituição. É importante que a criança acompanhe todo o processo, desde a escolha até a entrega dos brinquedos.

5. Brinquedos que regressam em janeiro.

 Se utiliza caixas grandes para guardar a decoração de natal, pode aproveitar essas mesmas caixas para guardar alguns brinquedos. Após a decoração estar concluída e a caixa vazia, guarde alguns brinquedos dentro dessas caixas que vão regressar ao sótão. Desta forma sobra mais espaço para a decoração de Natal e ainda vai surpreender os filhos em janeiro, com o que ficou guardado e eles já nem lembravam.

Este artigo foi-nos gentilmente cedido por Ligia Noia, do blog Organizar com Ligia Noia.

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *