6 dicas para estimular o desenvolvimento cognitivo infantil - Pumpkin.pt

6 dicas para estimular o desenvolvimento cognitivo infantil

6 dicas para estimular o desenvolvimento cognitivo infantil

Estimular o desenvolvimento cognitivo infantil é uma tarefa que deve ser feita não apenas pela escola, mas também pelos pais.

O envolvimento da família tem um papel muito importante na aprendizagem da criança.

Há diversas formas de os familiares estimularem as crianças a melhorarem as competências motoras e intelectuais. Com dedicação e força de vontade, os pais podem dar uma grande contribuição para que os filhos alcancem um melhor desempenho na escola. E isso, felizmente, pode ser feito de forma lúdica e criativa.

A Happy Code traz-nos 6 valiosas dicas para ajudarem o vosso filho a ter um bom desenvolvimento e uma maior capacidade de assimilar informações.

Apostar em atividades que estimulem o raciocínio e a concentração

Uma forma de estimular o desenvolvimento cognitivo infantil é através de brincadeiras que envolvem o raciocínio e a concentração. É possível fazer perguntas às crianças que sejam relativas a adivinhas. Por exemplo, o que acontece se a comida ficar muito tempo fora do frigorífico?

Esta simples pergunta faz com que o seu filho imagine situações que possam ocorrer com os alimentos. E, ao mesmo tempo, contribui para que ele obtenha mais conhecimento, desde que lhe forneçam a resposta certa.

Para estimular a concentração, uma alternativa interessante é a famosa brincadeira do “Vivo e Morto”, em que as crianças ficam respetivamente em pé ou agachadas após a pronúncia dessas palavras.

Oferecer recompensas para as crianças manterem o foco nas atividades é bastante positivo e ajuda a que não percam, com facilidade, a atenção na sala de aula.

Investir nas brincadeiras ao ar livre

Por mais que existam muitos desenhos animados educativos, deixar a criança o dia inteiro em frente à televisão não é o melhor caminho para a educar. Por isso, vale a pena dedicar um tempo às brincadeiras ao ar livre.

Os amigos da escola, parentes e amigos do prédio ou da rua são boas opções para brincar em áreas de lazer nas cidades. Jogar ao mata, escondidas, futebol, corrida e andar de bicicleta são algumas das actividades que fazem as crianças socializar e aperfeiçoam a coordenação motora.

Estar em contacto com outras pessoas estimula o desenvolvimento cognitivo infantil, pois as crianças podem aprender novas atividades não apenas com os adultos, mas também com os colegas.

Até podem mostrar ao vosso filho vídeos no YouTube sobre brincadeiras ao ar livre. Assim, a criança percebe que sair de casa é algo bom e bastante lúdico.

Incentivar a prática da leitura

Querem despertar a imaginação de uma criança? Se a resposta for sim, ler livros com os filhos é uma excelente iniciativa. Reservem alguns momentos para a leitura compartilhada de obras que tenham uma linguagem adequada para o público infantil.

Após a conclusão de um trecho do livro, é recomendado perguntar à criança o que achou do conteúdo. Desta forma constatam a sua capacidade de interpretar os acontecimentos da narrativa.

Outra prática positiva é os pais e os filhos tentarem criar uma nova história com base em situações apresentadas em obras literárias ou revistas de banda desenhada.

Hoje, também é possível fazer a leitura de várias obras em dispositivos móveis (tablet, telemóvel, etc.).

Unindo o uso da tecnologia com o prazer da leitura, estão a utilizar mais um excelente recurso relacionado com o desenvolvimento cognitivo infantil.

Praticar o alfabeto com a criança

Para os que têm filhos na fase de alfabetização, nada melhor do que alternativas lúdicas com foco na aprendizagem. Neste caso, apostem nas músicas com legendas para mostrar às crianças como são pronunciadas e escritas as palavras.

No YouTube, há muitas opções para interagir com as crianças e ajudá-las a conhecer melhor o alfabeto. É válido mostrar o vídeo várias vezes para facilitar a aprendizagem, mas façam-no com cuidado. Se a criança já não estiver a prestar atenção ao ecrã, é sinal de que está na hora de escolher outra opção para a entreter.

Qualquer maneira de promover o desenvolvimento cognitivo infantil deve ser devidamente aproveitada, porque incentiva a aprendizagem e reforça o afecto.

Apostar em actividades extracurriculares

Existem mais alternativas para aperfeiçoar a capacidade de cognição das crianças através da tecnologia? A resposta é sim. Um bom exemplo são os cursos de Robótica, oferecidos por algumas escolas após as aulas acabarem.

Nesta atividade, os alunos aperfeiçoam aspectos fundamentais para alcançar bons resultados na vida estudantil, pessoal e profissional, como:

  • aplicação do conhecimento de forma interdisciplinar;
  • capacidade de desenvolver novas competências (comunicação, planeamento etc.);
  • criatividade;
  • raciocínio lógico;
  • capacidade de organização;
  • trabalho de equipa.

Também são indicados os cursos de programação, disponibilizados por escolas ou instituições especializadas nesse segmento. Esta iniciativa tem como objectivo fazer com que as crianças tenham o conhecimento necessário para desenvolver aplicações e sistemas.

Isso contribui para o desenvolvimento cognitivo infantil, pois oferece ao aluno um conhecimento que está próximo da realidade dele. Hoje em dia, a tecnologia está cada vez mais presente no dia a dia.

Dar prioridade ao uso consciente da tecnologia

Não basta somente disponibilizar recursos tecnológicos para incentivar as crianças a obterem conhecimento. Tão importante como isso é fazer com que o uso de computadores e dispositivos móveis seja feito com equilíbrio.

Por mais que seja enriquecedor o uso de aplicações de cunho educacional, deixar o vosso filho muito tempo dedicado a essa atividade pode causar problemas. Um deles é a dificuldade de interagir com outras crianças e com os próprios familiares.

Por isso, vale a pena reservar um tempo para brincadeiras ao ar livre, como as destacadas no início deste artigo. Outra medida interessante é levar as crianças a bibliotecas, livrarias e ao cinema, onde há alternativas para ela se divertir e ter novas experiências.

Com planeamento e alegria, é capaz de obter bons resultados nas acções com foco no desenvolvimento cognitivo infantil. Pais e escolas devem trabalhar em parceria para formar cidadãos criativos, sociáveis e com pensamento crítico.

Sobre a Happy Code

A Happy Code é uma escola de programação, tendo como missão formar pensadores e criadores do século XXI. Com uma metodologia de ensino baseada no conceito STEAM (“Science, Technology, Engineering, Arts and Math”), os cursos leccionados incidem sobre a programação de computadores, desenvolvimento de jogos e aplicações, robótica com drones, bem como produção e edição de vídeos para o YouTube.

Tendo como premissa de actuação os valores da responsabilidade, da confiança, da inovação e da consciência social, a Happy Code lecciona os seus cursos em centros próprios ou em escolas, empresas, municípios, projectos sociais, centros de estudo, ATLs, entre outros, estando já presente em várias zonas de Portugal.

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *