Família > Crescer > Desenvolvimento

A importância das emoções

importância das emocões

A Oficina de Psicologia mostra-nos como é importante lidar com as emoções das crianças.

Sentir uma determinada emoção é algo natural. As emoções desempenham importantes funções, não só a nível individual, como também a nível social, nas relações que se estabelece com os outros. A vida das crianças está repleta de emoções e estas são um elemento crucial no seu crescimento. Quando experimentamos uma emoção agradável o pensamento torna-se criativo, a “mente aberta” e as ações tornam-se aventureiras e exploradoras. Aumentar a possibilidade de uma criança experimentar emoções agradáveis pode criar uma espiral crescente de mais emoções agradáveis! Também as emoções mais desagradáveis, como a zanga, o medo ou a tristeza, desempenham um papel adaptativo, sendo que todas elas são necessárias para nos sentirmos funcionais. Por isso, mais do que evitar sentir emoções, o importante passa por senti-las e ser capaz de as gerir de uma forma adequada.

As crianças falam mais dos seus sentimentos quando se sentem seguras e aceites, daí ser muito importante que os adultos lhes proporcionem um ambiente em que se sintam apoiadas. Tal ambiente caracteriza-se pelo foco nas capacidades das crianças, por relações de autenticidade dos adultos para com elas, por um envolvimento na brincadeira que elas desenvolvem, por uma aceitação das suas emoções.

Por isso, crie e mantenha um ambiente de apoio.

As crianças mais pequenas podem ainda não ser capazes de expressar todos os seus sentimentos através de palavras, mas elas vivenciam muitas, e por vezes intensas, emoções. Reconheça e aceite os sentimentos das crianças.

Quando as crianças conseguem dar nome a um sentimento específico, a palavra ajuda a conter o sentimento, tornando-o mais concreto e fácil de lidar. A palavra torna-se um ponto de apoio através do qual as crianças podem compreender, olhar para, e ter algum controlo. Oiça os nomes que as crianças dão às emoções ou ajude-as a encontrar o nome caso não consigam fazer. Outra forma das crianças expressarem os seus sentimentos em palavras é através de histórias. Elas geralmente inventam personagens, mas as suas histórias tendem a refletir emoções que elas próprias experimentaram. Estimule as crianças a contarem histórias.

Alegre-se quando está com a sua criança, brinque e entusiasme-se, mostre-lhe que a vida vale a pena ser vivida e que o seu amor por ela existirá sempre, mesmo, e sobretudo, quando ela não fizer exatamente o que espera que ela faça. Faça-a sentir que o amor não é condicional, que todos erramos e todos aprendemos com isso. Faça-a ter a certeza que vai valer a pena ser crescido, porque os crescidos são muitas vezes felizes e dão tudo por tudo para dar a volta às coisas difíceis da vida. Fale dos seus sentimentos. Se a criança sentir que os adultos são capazes de falar sobre o que estão a sentir, e que não há problema nenhum nisso, mais facilmente as crianças sentirão vontade de o fazer.

 

São ou não importantes as emoções?

Cátia Teixeira – Psicóloga Clínica

Oficina de Psicologia