10 dicas para aliviar o stress enquanto brinca com os miúdos - Pumpkin.pt

10 dicas para aliviar o stress enquanto brinca com os miúdos

10 ideias para brincar com as crianças

Juntar o útil ao agradável é possível!

Rebbeca Lang é uma “stay-at-home mom”, ou seja, uma mulher que, tendo condições financeiras para o fazer, abdicou conscientemente de trabalhar para ficar em casa com os filhos. Podemos pensar “que inveja!”, mas a verdade é que sabemos também que o nível de stress acumulado com uma tarde de desarrumação pode ser mais elevado do que aquele que sentimos durante toda uma semana de trabalho.

Achámos por isso que fazia sentido partilhar as 10 dicas da Rebbeca para aliviar o stress, originalmente publicadas no site Parent, com um bónus: pode fazê-lo passando tempo de qualidade com as abobrinhas, em brincadeiras que permitem a todos desfrutar e relaxar.

Atividades que requerem a nossa concentração absoluta, tanto mental como física, tal como o malabarismo, são excelentes para aliviar o stress. Encarnar a malabarista que existe dentro de nós não nos dá espaço para pensar em nada mais além da tarefa que temos em mãos (o trocadilho é intencional!), pelo que não nos conseguimos concentrar em nada daquilo que nos aborrece. Este factor, tal como o lado físico da atividade – viva as hormonas! – ajudam a baixar o nível de stress.

(…)

Comecei a perguntar-me que outras atividades poderíamos fazer, que fossem divertidas para eles e que funcionassem também como distracção para mim. (…) Defini alguns critérios, para que os objectivos fossem alcançados. Estas atividades teriam que ser:

  • Limpas;
  • Seguras;
  • Cativantes, para que eu não começasse a pensar nas tarefas domésticas;
  • Algo que eles me pudessem ensinar e não o contrário;
  • Algo que pudessemos fazer dentro de casa, de forma a que o tempo e o espaço não fossem factores impeditivos.

Aqui está então a minha lista de atividades, pensada para crianças com menos de seis anos, mas que pode ser adaptada a crianças de todas as idades.

Malabarismo. Esta tinha que ser a primeira, claro! Começar com cachecóis ou apenas uma ou duas bolas é o ideal para manter a confiança na atividade. Enquanto manda o seu stress pregar para outra freguesia, os miúdos vão praticar a coordenação motora e melhorar o foco.

Colorir. Pintem juntos! Enquanto as crianças fazem rabiscos e obras de arte nos seus livros, pode aproveitar para relaxar com algum dos muitos livros de colorir para adultos que invadiram o mercado nos últimos anos. Por algum motivo será… relaxa mesmo!

Teatro de fantoches. Assim que eu coloco um fantoche na mão, a minha filha de três anos conversa com “ele” coisas que nunca mas diz a mim. É fascinante. Não precisa sequer de encarnar o ventríloquo que há em si ou fazer outras vozes, as crianças mais pequenas entram no clima apenas ao ver os bonecos. Concentre-se em trazer a felicidade aos seus filhos, pense em múltiplas personagens, e tente ser coordenado com as mãos… up, stress, onde é que foste parar?

Aprenda uma coreografia. Isso mesmo, dançar! Mas não basta fazer uma festa de dança livre – a mente pode flutuar para a louça por levar. Aprendam uma coreografia! A concentração exigida para memorizar os passos e dar uma performance de qualidade – sem cair! – levará todos os pensamentos para longe. Procurem vídeos no youtube, são milhares de opções, ou peça aos seus filhos que lhe ensinem alguma dança da escola. Prometo que o peso nos seus ombros será ligeiramente menor quando terminarem.

Jogos de memória. Este tipo de jogos é excelente para melhorar a capacidade de leitura, raciocínio e atenção, mas também requerem completa atenção para fazer boa figura.

Origami. Os seus filhos vão desenvolver competências motoras ao dobrar o papel e vão aprender a seguir instruções. Ao mesmo tempo, conseguirá atingir um foco tranquilo enquanto trabalha em designs mais elaborados. No fim, sentir-se-ão todos orgulhosos da arte que criaram!

Joguem com as mãos. Aona aona dé… ainda se lembra? Esta é outra alternativa gira para conseguir concentrar corpo e mente numa única atividade. Os miúdos praticam a coordenação da mão e dos olhos, o ritmo e a memória.

Riam-se! Rir provoca alterações fisiológicas no nosso corpo, tal como o aumento do ritmo cardíaco e da pressão arterial. Quando o corpo acalma novamente, a sessão de gargalhadas alivia as sensações de stress. Por isso, uma competição de “quem ri melhor, mais tempo e de forma mais engraçada” é uma forma muito divertida de relaxar. Não importa se as gargalhadas são forçadas ou reais – há evidências que provam que o nosso corpo reage à gargalhada sempre da mesma forma, seja ela genuína ou não. É muito provável que acabe a chorar de tanto rir no final, mesmo que inicialmente se mantenham tímidos.

Performance teatral. À vez, encham um saco com cinco itens aleatórios que tenham em casa. A outra pessoa terá que fazer uma performance teatral usando todos os objectos. Perceber como ligar as coisas que os miúdos vão escolher vão distrair até a mente mais ocupada. E ainda garante gargalhadas! Ao mesmo tempo, as crianças também vão desenvolver a própria criatividade.

Aprendam a tocar um instrumento. Se já souber tocar algum instrumento, aprenda algumas das músicas favoritas dos miúdos e dê um show! Se não souber, aprenda! Não só a música tem o poder de desligar as respostas ao stress do nosso corpo, como traz imensos benefícios às crianças, como o desenvolvimento da linguagem e um QI mais elevado.

Se nenhuma destas atividades lhe parecer interessante, tente criar uma lista vossa… e brinque. Se for divertido para si e para os seus filhos, aliviar-lhe-á o stress de qualquer forma. Mostre aos seus filhos que brincar não é um luxo para os adultos, e sim a chave para uma vida equilibrada.

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *