Atividades intelectuais vs. Atividades desportivas - Pumpkin.pt

Atividades intelectuais vs. Atividades desportivas

crianças stellaria

Ou a busca por pessoas reais.

A STELLARIA Ciência & Arte, Lda. é uma empresa especializada em disseminação científica e atividades lúdico-educativas que promovem o desenvolvimento intelectual, artístico  e cognitivo  dos jovens participantes. Hoje trazem-nos uma reflexão sobre ao foco na procura de atividades extracurriculares


Após varias décadas de vivência alternada entre o meu país natal, que muito estimo, e outros países europeus, que também aprecio, inunda-me uma tristeza quase atroz ao constatar que, dada a liberdade de escolha entre atividades físicas (em ginásio/interior) e atividades intelectuais e culturais, os pais lisboetas (pelo menos, pois a minha análise fica limitada a esta zona geográfica) optam pelas primeiras sem sequer ‘perderem’ muito tempo em considerar as outras.

Parece que a leitura do velho e sábio provérbio ‘mens sana in corpore sano‘ traduz agora ‘corpore’ como apenas pernas e bracos e ‘mens’ apenas a estímulos físicos e estratégicos. Onde para o ‘corpore e mens’ na sua dualidade integrada, onde o saber ‘não ocupa lugar’ mas onde sem ele pernas e bracos são meros objectos de movimento?

Bons os tempos em que a primeira ida a uma ópera, a um bailado, um recital de instrumento, uma peça de teatro, significava uma nova etapa a que os jovens da minhas geracções ansiavam, um degrau na nossa subida para começarmos a ser parte integrante da sociedade real, onde o saber tinha lugar de destaque, as conversas e debates serviam para a lucidez social, e a passagem de conhecimentos se enchia de um quase poético e mágico poder de agregação e cumplicidade.

Agora, agarramo-nos a pseudo-saber adquirido em mili segundos por ‘descobrir’ uma página de internet, escrita sabe-se lá por quem, que nos ‘ensina’ ‘tudo’ o que nos enche esse vazio de conhecimento por mais um milésimo de segundo… para esquecer ou desprezar de seguida.

Sim, ‘sei’ = vi algo sobre algo assim, li/olhei, fiz de conta que percebi e passo a outra coisa’ parece ser a vida intelectual da grande maioria de jovens (e menos jovens) com que nos cruzamos no dia-a-dia.

Falta de dinheiro? Nao me parece, pois as sessões de ginásio sao pagas, e a maioria dos transeuntes que se queixa, faz peregrinações constantes aos cafés e restaurantes locais, e não me parece que seja para irem buscar saquinhos de restos de caridade.

Se um dia alguém pensar em inscrever os filhos, primos, avós, e tios em atividades que estimulam aquilo que, para além de um corpo capaz de correr e saltar, faz de cada um de nós uma pessoa real e única, entrem em contacto com a Stellaria Ciencia & Arte Lda.

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *