5 motivos por que este regresso às aulas vai custar menos - Pumpkin.pt

Patrocinado por Logo Continente Regresso às Aulas

5 motivos por que este regresso às aulas vai custar menos

voltar custa menos

Ainda não estão preparados para o regresso às aulas? Prometemos: este ano vai, afinal, custar menos!

Os últimos meses têm sido muito stressantes, e agora o Regresso às Aulas espreita e pergunta se se pode juntar à festa. Preocupações? E não são muitas, e não são poucas, bastantes, não é: os miúdos vão adaptar-se às novas rotinas? Vão estar em segurança na escola? Onde vamos comprar os materiais escolares? Conseguiremos finalmente descansar?

Pronto, respirem – a verdade é que refletimos sobre o assunto, e trazemo-vos 3 motivos que provam que este pode ser um regresso muito menos difícil do que o habitual. Afinal, depois de seis meses com os miúdos em casa, quem é que não olha para a escola como uma miragem, daquelas que no deserto procuramos como água para a sede?

Sabemos que a realidade atual é tudo menos cor de rosa, que a ansiedade deste novo mundo não deixará de nos acompanhar, mas este é um artigo otimista, por isso, mesmo sem tardes de papo para o ar e de infinitos mergulhos na piscina, vamos lembrar-vos por que estamos todos tão ansiosos por setembro.

1. As crianças vão ficar bem – estão cheias de saudades dos amigos e da escola!

Às vezes esquecemo-nos, mas a verdade é que as abobrinhas têm uma capacidade de adaptação incrível. Maior do que a nossa de certeza, que somos tão maleáveis como uma pedra.

Para além disso, não se iludam: ficar em casa e passar mais tempo com os pais foi fixe durante as primeiras semanas, mas agora a vontade é apenas a de reencontrar os amigos que não veem há meses. Recuperar por isso a rotina vai ser mais simples do que pensamos- eles estão ansiosos por nos verem pelas costas! Como diria o outro, aceitem que dói menos.

Como é verdade que estamos todos um bocadinho enferrujados – ah, que saudades de levantar da cama com atraso, obrigá-los a engolir o pequeno-almoço a correr, bufar no trânsito enquanto eles nos gritam “tenho teste à primeira hora!” -, temos algumas dicas para ajudar desde já:

  • Preparem tudo com antecedência para que nada falhe: materiais, lanches, regras, horários… assim já todos saberão o que esperar a partir de setembro;
  • Caso tenham aproveitado as férias para relaxar um pouco, comecem a recuperar os horários de sono e das refeições com alguma antecedência, o que vai facilitar o seu cumprimento quando as aulas começarem;
  • Revejam em família todas as medidas de segurança e comportamentos de prevenção contra o Covid-19 a adotar na escola. Este será um ano letivo diferente e convém que o TPC vá feito;
  • Conversem com as crianças sobre como se sentem com o regresso às aulas e estejam atentos a sinais de ansiedade, tristeza ou mudanças de humor – poderão precisar de mais cuidado e atenção nesta fase de transição.

Pronto, pais prevenidos valem por dois, abobrinhas nos eixos valem milhões. Não? E nós a achar que eram elas a safar-nos das reformas deste país…

2. As escolas vão estar preparadas com todas as medidas de segurança

E se aparece um caso de Covid-19 na escola? E se eles não se lembrarem de não levar as mãos à cara?
Como diz o Newt Scamander, “preocuparmo-nos é sofrermos duas vezes”.

Em vez de sofrermos por antecipação, que tal guardarmos a preocupação para quando algo correr mal? Pode não correr e estaremos apenas a sofrer sem necessidade.

As escolas também vão estar preparadas com todas as medidas de segurança para que as vossas abobrinhas corram o mínimo de riscos possível. Existem planos de contingência, limpezas constantes, dispositivos e higienização e muito mais a pensar na saúde dos mais novos e das suas famílias.

Sabemos que a preocupação permanece, mas tentem encontrar alguma paz de espírito no facto de que estamos todos a fazer o nosso melhor.

3. E vamos finalmente poder voltar à rotina habitual e descansar da telescola!

Vamos finalmente voltar à nossa rotina familiar, que é como quem diz, à confusão de que sempre reclamámos e que tanta falta nos faz! Aos poucos, e embora com novos hábitos e regras, vamos recuperar a felicidade, as brincadeiras, a privacidade e o tempo para nós.

Acima de tudo, rufem os tambores, acabou a telescola! Não precisamos de usar paninhos quentes, essas ficam para os miúdos quando tentarem justificar aquela nota menos boa: o ensino à distância não foi fácil para os professores, alunos e pais, por isso vamos todos celebrar o regresso às salas de aula à moda antiga.

Merecemos voltar à nossa rotina com toda a calma, sem 30 vozes pequeninas em som ambiente numa reunião de Zoom, enquanto tentamos trabalhar. A medalha de melhores pais do mundo este ano é mesmo para todos nós!

Tudo sobre o Regresso às Aulas:

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

<