Mãos na massa: como iniciar as crianças na cozinha? - Pumpkin.pt

Mãos na massa: como iniciar as crianças na cozinha?

cozinhar com crianças

Os miúdos podem e devem ajudar na cozinha. Temos ideias para os iniciarem na arte de preparar pratos incríveis para toda a família!

Aqui em casa a nossa abobrinha menina é uma cozinheira de se lhe tirar – ou meter – o chapéu! Ainda há uns dias o nosso jantar foi almôndegas caseiras recheadas com mozarella, um prato preparado com muito amor para delícia dos papás. Já a mana vegetariana teve direito a tofu grelhado, cortado em forma de coração. Ficámos de barriga e peito cheios.

Que os miúdos nos preparem uma refeição pode ser uma grande ajuda, mas a verdade é que a cozinha desenvolve competências a todos os níveis: aprofunda o raciocínio matemático, incute uma maior responsabilidade e capacidade organizacional, impõe o cumprimento de regras e permite, até, um enriquecimento cultural, se explorarem receitas típicas de outros países. É só vantagens!

Se gostavam de iniciar os vossos filhos nas artes da cozinha, podem fazê-lo com as nossas dicas, apropriadas para crianças de todas as idades. Vamos lá meter as mãos na massa!

Cuidados a ter com as crianças na cozinha

Claro que a cozinha pode ser um ambiente perigoso para as crianças. As facas, a água a altas temperaturas e os fornos ligados são alguns dos “inimigos” de que nos lembramos assim de repente. Por isso, é muito importante ter os cuidados necessários para evitar qualquer corte ou queimadura, recordações indesejadas destas incursões culinárias.

Podem dar-lhes alguma liberdade para explorar, mas nunca os deixem sozinhos na cozinha. A supervisão é fundamental para evitar ou contornar acidentes o mais rapidamente possível.

Para maior segurança de todos, não se esqueçam de lavar as mãos antes de tocar nos alimentos, prender cabelos longos e arregaçar mangas compridas. Não é aconselhável que as crianças mexam sozinhos em objetos cortantes, pelo menos nas suas primeiras experiências na cozinha. Mantenham-nos também longe do fogo, claro.

E porque se Maomé não vai à montanha a montanha deve ir ao encontro de Maomé, dispensem os bancos para dar altura às crianças e optem antes por montar uma “mesa de trabalho” ao seu nível – assim, evitamos potenciais quedas e nódoas negras.

O que podem, então, as crianças fazer na cozinha?

Vai depender da idade, mas há várias tarefas que podem delegar às vossas abobrinhas e que os farão sentir-se realizados, importantes, competentes e úteis – ou seja, estão a trabalhar a sua autoestima e autoimagem positivas.

Até aos 8 anos, as crianças podem:

  • Lavar fruta e legumes;
  • Misturar ingredientes numa tigela, com a colher de pau;
  • Amassar massa para o pão, bolos ou uma deliciosa pizza.
  • Por falar em pizza, distribuir pela massa os ingredientes de recheio – por exemplo fiambre cortadinho – previamente preparados pelos adultos.
  • Cortar massa com formas especiais.
  • Despejar alguns ingredientes para o recipiente de preparação: iogurtes, colheres de farinha, até ovos, com ajuda.
  • Despejar a massa preparada para um recipiente de ir ao forno.
  • Decorar bolos com frutos secos, gomas, smarties ou fruta cortada pelos pais.
  • Fazer gelo, enchendo as cuvetes e levando-as ao congelador.

Já os mais velhos, a partir dos 8 anos, podem ajudar com tarefas mais “desafiantes”:

  • Cortar alguns ingredientes moles, utilizando uma tesoura de criança: cogumelos, fiambre, banana, etc.
  • Medir os ingredientes utilizando medidores próprios.
  • Misturar ingredientes com a varinha elétrica.
  • Untar formas e barrar bolos.
  • Ler as receitas e ditar os passos aos adultos.

Algumas receitas para preparar com os miúdos:

Reunimos várias receitas práticas, fáceis e deliciosas. Fazer uns deliciosos queques, por exemplo, é a maneira perfeita de começar a cozinhar com as crianças na cozinha (e são ideais para uma festa!).

receitas crianças

Receitas para fazer em casa, com crianças!

Uma sugestão 2 em 1: metem as mãos na massa, divertem-se juntos e… aconchegam a barriguinha! Estamos em casa, com as saídas restringidas ao essencial mínimo, e nem sempre é fácil ter criatividade para entreter as crianças, que mudam de atividade a cada 5 minutos. Se pensarmos que os dias têm 24 horas, bem… são […]

Ler Artigo

Mostrem-nos as vossas obras de arte… Bom apetite!

Também lhe pode interessar:

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

<