Família > Comer > Comer bem

Escola e Alimentação

Escola Alimentacão

A alimentação é um elemento bastante importante para o sucesso escolar do seu filho, e o Barrigas de Amor explica-nos porque.

O sucesso escolar está dependente de uma série de fatores, dos quais a alimentação saudável é parte integrante. 

Atualmente, muitas são as preocupações de pais, educadores, pediatras e nutricionistas relativamente à alimentação das crianças. Como sabemos, a televisão fornece imagens de apetitosas e suculentas refeições recheadas de açúcar (bolos, bolachas, sumos, etc), sal, corantes e conservantes que estão, muitas vezes, associadas a super-heróis ou, erradamente, à imagem da mãe (e, portanto, de segurança).

A quantidade de gordura e sal que as nossas crianças ingerem é muito além da desejável, devido ao abuso de fritos (batatas fritas, carne e peixe fritos), enchidos (salsichas), folhados, alimentos fumados, etc. Do mesmo modo, a quantidade de açúcar ingerida é também muito elevada através de bolachas, bolos, biscoitos, leite com chocolate, etc.

Numa altura em que a obesidade infantil em Portugal ronda os 15%, a escola desempenha um papel fundamental na modificação de atitudes e comportamentos alimentares das crianças, nomeadamente contra as agressivas campanhas de marketing que “vendem” alimentos nada saudáveis e prejudiciais a curto e longo prazo.

Nas escolas, tal como em casa, a alimentação deve privilegiar o consumo de diário de sopas e saladas (fonte de vitaminas e minerais). A carne e o peixe devem ser cozinhados de maneira saudável (sempre com azeite).

São totalmente de evitar os molhos processados (maionese, mostarda, molho de tomate) e proibido beber qualquer tipo de sumo ou refrigerante às refeições. A bebida de eleição é a água. Como sobremesa, a fruta deve estar sempre presente, bem como, ocasionalmente um doce, nunca estando ambas as opções ao critério da criança.

Assim, as refeições devem ser uma fonte de boa nutrição e de prazer. Não devemos esquecer que, da alimentação das crianças dependerão os seus hábitos alimentares no futuro.

Dra. Paula Vara Luiz

 

Barrigas de Amor