Família > Comer > Comer bem

Dia da Alimentação: 11 dicas para ser mais saudável e mais feliz

Dia Alimentacão: 11 dicas ser mais saudável mais feliz

Sabia que a 16 de Outubro se celebra o Dia Mundial da Alimentação?

Esta comemoração, que nasceu em 1981, existe para chamar a atenção para problemas como a fome e a desnutrição nos países subdesenvolvidos, bem como para conscientizar adultos e crianças para a importância de fazer opções mais saudáveis e sustentáveis.

Esta é por isso uma data muito importante para a Mimosa, que promove os princípios de uma alimentação pensada,  que sustente uma boa nutrição e promova saúde e bem-estar.

Como?

11 DICAS MIMOSA PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E UMA VIDA FELIZ

 

Beba leite.

O leite é um alimento único, de riqueza nutricional inigualável porque oferece inúmeros nutrientes indispensáveis ao nosso organismo. O leite é um alimento de elevada densidade nutricional, porque ao mesmo tempo fornece muitos nutrientes ao organismo, tem um baixo valor calórico, e além disso também contribui para a hidratação diária. Beber leite todos os dias é um gesto importante que contribui para uma alimentação saudável de crianças, adultos e idosos. Pode bebê-lo a qualquer hora do dia e em qualquer lugar.

Muita água.

Consuma pelo menos 2 litros de água de todas as fontes. As melhores fontes de água, para além da água no seu estado natural, são chás ou infusões, leite e sumos. No entanto, a água também está presente noutros alimentos, como por exemplo, fruta, legumes, iogurte.

Consuma lácteos.

Os alimentos lácteos, nomeadamente, leites fermentados, iogurtes, queijo, queijo fresco, requeijão e a manteiga herdam grande parte da riqueza nutricional do leite. São muitos os estudos que assinalam que a ingestão de leite e produtos lácteos aumenta a densidade nutricional e a qualidade da alimentação de crianças, adolescentes, adultos e idosos. De acordo com a Roda dos Alimentos Portuguesa, os lácteos no seu conjunto devem representar 18% da nossa alimentação diária, o que corresponde a cerca de 3 porções diárias.

Coma pouco muitas vezes.

Repartir as refeições ao longo do dia é uma excelente forma de controlar o que come e quanto come. Recomenda-se que não fique mais de 3 horas e meia sem comer. É por todos reconhecida a importância do pequeno-almoço, mas também muito importantes são os lanches do meio da manhã e do meio da tarde, assim como a ceia antes de deitar. Ao falhar estas pequenas refeições há mais tendência para exagerar nas grandes refeições do dia, consumindo mais do que se precisa.

Se não tem tempo de tomar o pequeno-almoço em casa, leve um pacotinho de leite ou umiogurte, bolachas e uma peça de fruta para comer pelo caminho.

Um iogurte, um queijo fresco, duas tostas com manteiga ou uma peça de fruta podem serboas opções para os lanches.

Antes de deitar, experimente beber um copo de leite morno, verá que o ajuda a adormecer.

Faça boas escolhas.

Tão importante como ‘quando come’ é, obviamente, ‘o que come’ e ‘quanto come’. Siga a Roda dos Alimentos. Todos os dias deve consumir alimentos de todos os grupos, sem esquecer nenhum. Assim, obtém todos os nutrientes indispensáveis ao funcionamento do organismo. O tamanho das fatias da Roda ajudam a perceber quais os grupos de alimentos que deve consumir em maior quantidade e em menor quantidade durante o dia.

Coma cereais, massas e pão, especialmente da variedade integral. Abra as suas refeições com uma boa sopa de vegetais e consuma-os em abundância Prefira peixe em vez de carne e privilegie as carnes magras. Prefira azeite para cozinhar e temperar.

Quanto à forma como deve gerir a quantidade durante o dia, o sábio ditado popular dá uma ajuda: “Pequeno-almoço de rei, almoço de príncipe e jantar de pobre”.

Coma com prazer

Comer é um dos grandes prazeres da vida, e bem-estar também é comer o que gosta… sempre com bom senso. Por isso, relativize: coma pão com manteiga e não manteiga com pão; beba leite com chocolate e não chocolate de leite; coma queijo, mesmo sem pão; coma morangos, mesmo com chantilly.

Seja prático e criativo

Não precisa de ir à horta para fazer uma boa e fresca salada. Hoje em dia é a alimentação que tem de se adaptar ao seu ritmo de vida e não o contrário. Mas não se preocupe, porque felizmente não existe só uma forma para conseguir ter uma alimentação saudável: é possível comer saudável mesmo fora de casa, e é possível fazer pratos saudáveis sem demorar horas.

Viva mais ao ar livre

A atividade física é fundamental para a saúde e bem-estar, ajuda a gastar energia, a fortalecer os músculos e os ossos, a manter um peso saudável e a reduzir o risco de várias doenças. Para uma vida saudável recomenda-se, pelo menos, 30 minutos de atividade física todos os dias. Brinque ao ar livre com as crianças, Dance, mesmo em sua casa, passeie, sempre que puder, e deixe mais vezes o seu carro em casa.

Relaxe

O stress é uma reação natural e faz parte da sua vida. Até determinado patamar é positivo e ajuda a obter melhores resultados, contudo, se for contínuo ou recorrente pode tornar-se contraproducente e prejudicial para a saúde. Relaxe! Guarde um momento para si todos os dias: ajuda a reduzir tensões físicas, diminui o stress e permite um melhor desempenho em tarefas mentalmente mais exigentes, ajudando-o a pensar melhor.

Procure distribuir o tempo do seu dia intercalando o trabalho, família, lazer e descanso. Dê um passeio à hora de almoço, leia um livro, navegue na internet, oiça música.Rodeie-se da família, cultive amizades ou preencha o seu tempo com algo que goste. Mantenha o sentido de humor. Veja as situações pelo lado positivo e não pelo lado negativo.

Goste de si

Sentir-se bem consigo é fundamental para manter a força e segurança necessárias para enfrentar os desafios do dia-a-dia. A sua autoestima pode ser influenciada positivamente através da forma como pensa, como age, como ocupa o seu tempo, como cuida da sua imagem.

Um corpo perfeito não tem de ser muito magro, muito jovem ou muito bronzeado. O corpo perfeito é o seu… com saúde!

Seja responsável com o seu corpo

Vigie regularmente a sua saúde e aposte na prevenção. Siga os passos da Mimosa e fale regularmente com o seu médico.