Família > Fazer com os miúdos > Ideias Criativas

Reciclar latas de metal

Reciclar latas metal

Reciclar é sempre um bom lema! Desta vez a sugestão Cutxie Cutxie dedica-se a reciclar latas de metal, é simples e fica super amoroso. Sigam o passo-a-passo.

“E do velho faz-se o novo.

Quando andei a pesquisar alternativas ao papel de parede, dei de caras com um material novo chamado o Panoah que consiste em tecido com a função de autocolante na parte de trás – é um artigo recente em Portugal e não se encontra ainda há venda em muitos locais. É possível também comprar online

Para utilizar basta retirar a película que protege a cola e pode aplicar-se em praticamente todas as superfícies, desde que não gordurosas – dizem eles.

Fiquei bastante curiosa. Mas desisti da ideia para forrar paredes, ia ficar carote 🙂

Numa visita a uma loja de tecidos, reparei que tinham à venda alguns padrões e resolvi comprar um rolo para experimentar. Comecei logo a magicar onde poderia aplicar, o padrão era tão mimoso, mesmo como eu queria.

Para começar e como não sabia a reação do produto, resolvi experimentar numas latas de metal. Sempre gostei de latas, caixas, caixinhas de metal. Perco-me com elas e, sempre que posso guardo algumas, mesmo que não goste do padrão ou sejam a embalagem de algum produto.

Para o quarto das manas Cutxie Cutxie, pensei em reutilizar algumas para guardar alguns pequenos objetos. Fiz bem. Resultou muito bem.

 

Material:

1. Régua

2. Caneta de acetato

3. Tesoura 

4. Rolo Panoah

5. Caixa de metal

Fig. 1 – Limpe bem e seque a superfície, onde vai aplicar o tecido autocolante.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

  Fig. 2 – Comece por medir a altura da caixa e com a tesoura corte uma tira.

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fig. 3 – Descole a ponta do tecido e com cuidado comece por colar uma das extremidades.       

Retire o resto da película com cuidado e vá colando. aso se engane, pode descolar e voltar a colar.       

A meio do percurso, vi que estava a ficar torto e descolei até ao ponto que começava a entortar. Voltei a colar, não deixou mossa na película nem na caixa.

 

Fig. 4 – Alise com os dedos para retirar qualquer bolha de ar. Caso persistam, fure com uma agulha, a bolha de ar.

Agora a tampa.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fig. 5 – Coloque a tampa da caixa sobre a película e circunscreva-a com a caneta.    

Corte com a tesoura.

Cole o disco sobre a tampa.

Se não acertar à primeira, não faz mal. Volte a descolar e tente novamente. Irão sobrar uns milímetros que deverá calcar para a altura da tampa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fig. 6 – Corte uma nova tira, com a altura da tampa e proceda como na Fig. 3.

E já está!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aspetos positivos:

Material maleável Fácil de aplicar

Fácil de descolar e voltar a colar quando há enganos

Textura agradável (de tecido)

 

Aspetos negativos:

Para grande áreas fica dispendioso (1 rolo de 1 metro x 0,45 mt ) ronda os 13 euros

A transparência.

Em padrões claros nota-se o fundo quando este é mais escuro.”