Família > Fazer com os miúdos > Tecnologia

Linguagens de programação para crianças e o desenvolvimento cognitivo

Linguagens de programação para crianças e desenvolvimento cognitivo

Aprender a programar desde os primeiros anos de vida traz benefícios para o desenvolvimento de competências intelectuais que originam uma maior desenvoltura noutras áreas da vida.

A linguagem de programação é uma ferramenta que serve como um meio de comunicação entre humanos e computadores. Com essa linguagem é possível desenvolver jogos, sites da web, aplicações, animações e resolver problemas de matemática do dia a dia.

No passado, esta era uma atividade muito complexa e os programadores precisavam de ter conhecimentos muito avançados de programação. Hoje em dia, os avanços dos estudos e da tecnologia permitiram a criação de novos paradigmas.

Com isso, surgiram novas linguagens de programação, mais simples e robustas. Quando utilizadas como instrumento de ensino, são transversais a todas as áreas do conhecimento e norteiam o desenvolvimento de diversas competências cognitivas no educando.

Conheçam os benefícios das linguagens de programação para crianças explicados pela Happy Code.

Melhora o raciocínio lógico

As linguagens de programação são compostas por algoritmos mais ou menos complexos, de acordo com o código utilizado. De qualquer forma, se um único sinal não está certo, a acção não será interpretada e executada.

Depois de aprender as bases e os fundamentos da programação, o programador usa frequentemente o raciocínio lógico para desenvolver os códigos. Estudar estas linguagens é muito bom para as crianças exercitarem o lado esquerdo do cérebro, que controla as capacidades de análise, crítica e lógica.

Além disso, a competência de construir um raciocínio lógico é muito importante para os pequenos desenvolverem as suas capacidades de percepção, concentração, criarem estratégias de resolução de problemas e ajudar a pensar de forma coerente.

Desenvolve a criatividade

Em geral, as crianças são muito curiosas e gostam sempre de saber como tudo funciona e como são feitas as múltiplas aplicações computacionais. Esses são os principais motivos que despertam o interesse dos jovens que gostam de jogos.

Ao programar, é possível entender a base dessas aplicações, como funcionam e como podem ser modificadas. Isso estimula a criança a desenvolver a sua criatividade e a criar jogos que respondam aos seus interesses e necessidades. Além disso, podem ver as suas próprias aplicações a funcionar na prática.

Embora seja uma área bastante exacta, a informática também exige ideias revolucionárias. Não existem limites no ambiente da programação: tudo pode motivar o desenvolvimento de uma aplicação ou software. Isso é um desafio constante para a criatividade.

Incentiva a resolver problemas de forma rápida

Um dos pontos principais da programação é a sua capacidade de resolver problemas do dia a dia. Muitas aplicações, softwares e funcionalidades são criados para dar solução a alguma limitação. As principais ferramentas que usamos na Internet, por exemplo, apareceram a partir da necessidade de sanar alguma questão.

Assim, as linguagens de programação para crianças permitem que os vossos filhos aprendam a analisar os cenários e proponham ideias para resolver e melhorar os problemas de forma rápida e eficiente. Esse também é um bom exercício de percepção, inovação e atitude.

Essa competência também ajuda a tomar decisões consistentes, fundamentadas no estudo de caso do contratempo e no conhecimento adquirido com os estudos.

Estimula o desejo por aprender cada vez mais

Aprender a programar ensina a pensar. Com a programação, as crianças descobrem como raciocinar de forma estruturada. As aulas, por exemplo, acontecem de forma divertida, permitindo que os alunos resolvam questões de matemática ou física para fazer um jogo funcionar com sucesso.

Assim, os jovens aprendem as matérias de forma prática e motivante. Além disso, é necessário pesquisar e aprender sobre um tema antes de desenvolver um programa para qualquer finalidade. Saber as linguagens de programação permite que os mais novos aprendam cada vez mais, de uma forma que faz sentido e é motivadora.

As crianças passam, então, a compreender os motivos para aprenderem variáveis. Como as aplicações e possibilidades da programação são muito interessantes, fazem com que as crianças fiquem cada vez mais entusiasmadas e, por conseguinte, cada vez mais curiosas.

Possibilita uma aprendizagem interdisciplinar

É importante destacar que o acréscimo do ensino da programação nos níveis da educação básica deve ser planeado nas diversas áreas do conhecimento, de maneira interdisciplinar. O objetivo é dar prioridade ao pleno desenvolvimento do aluno.

Dessa forma, a nova ferramenta deve ser aplicada como um instrumento que estimula a criança a ter reflexão crítica e desenvoltura na resolução de problemas simples e complexos, desenvolver o raciocínio lógico, interpretar questões, ser curiosa e saber trabalhar em equipa.

A introdução das linguagens de programação para crianças no currículo escolar tem um efeito importante no processo de construção do conhecimento. Além de serem aplicados de forma constante na matemática e na física, os conceitos da computação podem ser utilizados nas restantes disciplinas, como na história, artes, geografia, filosofia e química.

Como é possível notar, a programação de computadores pode encaixar-se nos mais diversos campos da aprendizagem e desenvolvimento infantil. Hoje, é possível ensinar qualquer assunto que envolva programação. Essa perspectiva permite aumentar significativamente a qualidade do ensino, melhorando outras áreas da educação.

Permite desenvolver jogos e aplicações

O mercado dos jogos digitais é um dos que mais cresce no mundo. O avanço tecnológico permite o desenvolvimento de jogos cada vez mais realistas e elaborados, sem limites de criatividade.

Além disso, aplicações e programas das mais diversas utilidades estão presentes na nossa rotina. A Play Store, por exemplo, oferece 3,6 milhões, enquanto a App Store apresenta cerca de 2,1 milhões. É praticamente impossível viver hoje em dia sem aplicações.

Ao aprender programação, a criança pode criar as próprias funcionalidades. Já existem algumas especiais, simples e coloridas, pensadas especialmente para os mais pequenos criarem intimidade com os códigos que fazem funcionar os jogos e aplicações.

Aprender a programar deveria ser um direito de todos os alunos, pois colabora no desenvolvimento de diversas competências cognitivas e sócio-emocionais. As aptidões adquiridas com as linguagens de programação para crianças são de grande importância para a formação de um indivíduo consciente e crítico, que poderá participar de forma activa no processo de transformação da sociedade.

Happy Code

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *