9 jogos originais e divertidos em família! - Pumpkin.pt

Patrocinado por

9 jogos originais e divertidos em família!

Com falta de ideias giras para fugir ao calor e aos ecrãs? Trazemos 9 jogos que quase de certeza nunca vos passaram pela cabeça!

Os dias quentes estão mais quentes e os miúdos têm mais tempo e energia para brincar… vamos aproveitar o verão para fazer brincadeiras giras e criar momentos inesquecíveis em família?

Porque as ideias de jogos nunca são demais, preparámos uma lista com algumas das ideias mais malucas que encontrámos. Há jogos originais que vão satisfazer todos os gostos: alguns com água, outros com gelo e outros sequinhos, mas todos com uma boa dose de diversão à vossa espera.

Podem jogar no parque, no quintal, na praia e alguns até em casa, naqueles dias em que não apetece meeeesmo sair.

Para se manterem saudáveis e protegidos, levem sempre convosco água, protetor solar e Bepanthene® Plus Creme, para desinfetar, proteger e cicatrizar as feridas num só gesto, sem arder (arranhões e tropeções podem acontecer no meio das brincadeiras)!

A família Pumpkin experimentou alguns dos jogos e divertiu-se muito!

9 Jogos Originais e Divertidos

Batata… Fria!

Já jogaram à batata quente? Este jogo é parecido… só que não!

Vão precisar de…

  • Cubos de gelo acabadinhos de sair do congelador! (também podem usar batatas congeladas, se quiserem ser literais, ou uma bola normal, se tiverem muito frio nas mãos)
  • Um espaço onde que possam passá-los de mão em mão à vontade, sem receio de molhar o chão. O parque, o jardim ou o terraço são opções ideais.

Como jogar

O primeiro passo é sentarem-se em rodinha. Decidam quem vai começar com a batata fria e quem vai dar a primeira instrução – o mestre. Depois, existem várias formas de jogar. Estas são as nossas preferidas:

  • Com música

A forma mais simples de jogar é passando a batata fria para o jogador do lado ao som da música e de acordo com as indicações do mestre. Enquanto mestre, cada jogador pode dar uma instrução. Depois, passa a mestria para o jogador do lado, que pode decidir dar uma instrução nova quando achar adequado.

Ele pode dizer, quando lhe apetecer: “Troca de direção”, “Agora só com uma mão!”, “Agora de olhos fechados”, “Sentem-se de costas” e outras instruções giras de que se lembre.

A ideia é passar o cubo de gelo o mais depressa possível entre os jogadores. Quando derreter, terminou o jogo! Perde o último jogador a agarrar nele.

  • Com perguntas e resposta

As regras anteriores são pouco desafiantes para vocês? Subam a fasquia com um jogo de perguntas e respostas à mistura!

Nesta modalidade, em vez de instruções, o mestre faz uma pergunta à pessoa que tem um cubo de gelo na mão. Podem ser perguntas sobre tudo, desde matemática a cultura geral. Cada jogador só pode passar a batata fria para o próximo quando responder à pergunta, seja a resposta correta ou errada!

Quando a batata fria derreter, terminou o jogo. Perde o último jogador a conseguir agarrar nela – se for só água não conta!

Batata Quente

Cuidado para não se queimarem!

Preferem a versão clássica deste jogo de rapidez? É muito simples de jogar!

Vão precisar de… uma bola e um telemóvel com som.

Como se joga:

Um dos jogadores fica de parte, a segurar no telemóvel que estará a tocar uma das vossas músicas preferidas – escolham uma bem mexida!

Os restantes jogadores devem distribuir-se em rodinha, como na foto, e enquanto a música tocar têm de passar a batata quente (a bola) uns para os outros!

Quem estiver com a bola no momento em que o jogador com o telemóvel parar a música fica com a batata quente e perde a ronda! Podem jogar até sobrar apenas um vencedor ou então começar uma nova ronda com todos os jogadores.

Em alternativa, caso não tenham um telemóvel ou queiram participar todos de forma ativa no jogo, podem sempre cantar uma canção em conjunto ou à vez. Em vez de pausar a música, perde quem ficar com a batata quente quando terminarem de cantar o refrão ou quando chegarem a uma palavra previamente combinada.

A Mamã dá licença

Outro clássico, este é um jogo que vai puxar pela criatividade e pela mobilidade!

Vão precisar de… boa disposição!

Como jogar

Jogam seis ou mais participantes, num espaço que tenha parede ou muro, embora estes possam ser substituídos por um risco no solo.

Uma dos jogadores, a “mãe”, fica colocado de frente para os outros, a uma distância de dez ou mais metros. A mãe fica de costas para a parede ou muro. Os restantes jogadores, as “crianças”, dispõem-se sobre um risco, umas ao lado das outras.

Uma criança de cada vez vai perguntando à mãe:

– “A mamã dá licença?”

– “Sim”.

– “Quantos passos?”

– Aqui a mãe dá as instruções que quiser: “5 passos à bebé”, por exemplo.

Então o jogador avança em direção à mãe, dando cinco passos muito pequeninos, pois neste exemplo, dá passos “à bebé”.

Em seguida, pergunta outro jogador e assim sucessivamente. Ganha o primeiro a chegar ao pé da mãe, tomando o seu lugar e recomeçando o jogo!

As respostas da mãe (ordens), podem ser muito variadas: passos à gigante (grandes), à caranguejo (para trás), à cavalinho (saltitantes), à tesoura (abertura lateral dos membros inferiores), etc. Usem a imaginação e criem tipos de passos originais para se divertirem ao máximo!

Macaquinho do Chinês

1, 2, 3…. Macaquinho do Chinês!

Um autêntico clássico da nossa infância, continua a ser um dos jogos preferidos para jogar com as abobrinhas!

Vão precisar de… rapidez e equilíbrio!

Como jogar

Os jogadores devem posicionar-se no espaço da seguinte forma:

  • Numa das extremidades, um jogador que fica virado para a parede (o líder), de costas voltadas para os outros participantes. É ele que vai contar “um, dois, três, macaquinho do chinês”!
  • Os restantes jogadores começam no lado oposto do campo de frente para o líder, e o objetivo é chegarem à parede onde ele está sem que ele os apanhe em movimento!

Para começar o jogo, o líder conta “Um, dois, três, macaquinho do chinês!”, virado de costas para os outros e de olhos fechados.

Mas tem de o fazer com alguma velocidade, porque enquanto esta frase é dita os restantes jogadores deslocam-se o mais depressa possível para próximo da parede!

Quando o jogador terminar a frase volta-se para os participantes do jogo. Rápido, congelem na posição em que ficaram!

O líder pode sair do lugar para inspecionar os restantes jogadores – será que vão ceder à pressão e desmanchar a figura? Os jogadores que forem apanhados em movimento regressam ao ponto de partida e começam de novo.

As jogadas seguem-se com a mesma lógica, e quanto mais próximo estiverem da parede mais depressa convém que o líder conte! Podem aproveitar para fazer macacadas pelo meio, como congelar em figuras de grupo ou em posições engraçadas!

Ganha o primeiro que conseguir tocar na parede sem ser visto pelo líder.

Pés-Ca em Família

Não precisam de canas de pesca nem de iscos para jogar este jogo. Apenas dos vossos… pés!

Este é um jogo que põe em prática a vossa coordenação motora e destreza enquanto refresca e proporciona gargalhadas daquelas que fazem doer a barriga.

Vão precisar de…

Para jogar, precisam apenas de algo para pescar e de uma piscina de crianças ou um alguidar grande. Também podem jogar na praia ou na banheira ou mesmo na relva, sem água – a criatividade não tem limites. Sugerimos que pesquem berlindes ou outros objetos pequenos e desafiantes, mas que não magoem os pés.

Como jogar

Tudo a postos? Coloquem os vossos peixes no lago de eleição, tirem os sapatos e toca a pescar.

Devem pescar à vez, com os dedos dos pés, e cada um tem 30 segundos para pescar tudo o que conseguir. Ganha quem pescar mais! A única regra é que não podem nunca usar outra parte do corpo para pescar.

Se quiserem acrescentar uma dificuldade extra, experimentem pescar de olhos fechados ou com as meias calçadas. Os berlindes vão fugir como peixinhos escorregadios!

Jogo do Burro

Perde quem formar primeiro a palavra Burro!

Vão precisar de… uma bola!

Como jogar

Os jogadores distribuem-se formando um círculo e vão lançando a bola uns para os outros, sem nenhuma ordem específica.

Se o jogador não conseguir apanhar a bola fica com uma letra da palavra BURRO: primeiro um B, depois se voltar a cair um U e por aí fora.

O jogo continua até algum dos jogadores deixar cair a bola 5 vezes e ficar com todas as letras – sagra-se o B-U-R-R-O do jogo! (sem conotação negativa, que gostamos muito de burrinhos)

Para tornar o desafio mais difícil, podem lançar a bola de formas incomuns, atirá-la muito rápido ou fingir que vão atirar para uma pessoa e lançar para outra no último segundo – inventem as vossas estratégias e divirtam-se!

Cuidado com a… Esponja!

O Verão pede jogos fresquinhos, cheios de água, correrias e gargalhadas ao ar livre. Esta ideia meio maluca combina todos os três! É uma espécie de jogo do mata, mas com esponjas molhadas. Prontos para ser atingidos, quero dizer, refrescados?

Vão precisar de…

  • Esponjas: as do banho servem perfeitamente e podem encontrá-las em qualquer supermercado. Reutilizem-nas sempre para outros jogos ou para usar em casa.
  • Baldes ou alguidares com água
  • Espaço grande ao ar livre!

Como jogar

Comecem por formar duas equipas e dividir o espaço onde vão jogar em dois, metade para cada equipa. Coloquem dois baldes com água no centro do campo de batalha e dividam as esponjas entre eles.

Cada jogador deve pegar numa esponja molhada para levar consigo. Quando todos tiverem uma esponja, alguém deve contar até 10 para que todos se possam afastar e esconder no seu lado do campo.

Assim que soar o número 10, ao ataque! Lancem as esponjas contra os adversários, apanhem as esponjas caídas e voltem a ensopá-las no balde para continuar nesta luta fresquinha!

Ganha a equipa que chegar ao fim do jogo menos molhada – mas na realidade, com tanto calor, os perdedores não se vão importar nadinha…

Se quiserem jogar uma versão mais desafiante, podem acrescentar um balde vazio por cada equipa e o objetivo extra de encher o balde com a água das esponjas para que fique mais cheio do que o dos adversários. Com esta regra extra, quem levar com uma esponja molhada tem de sair do jogo ou regressar ao ponto de partida.

Jogo do Galo… versão outdoor!

Qual das equipas conseguirá formar uma linha primeiro?

O jogo do galo é um clássico muito divertido, mas o verão pede mais… movimento! Com esta versão outdoor do jogo do galo vão correr, saltar, andar à caranguejo e transpirar diversão por todos os poros. Aprendam como jogar.

Vão precisar de…

  • Grelha do jogo do galo: podem fazê-la com 4 ramos grandes, com pauzinhos de sushi ou até desenhando numa cartolina.
  • Peças do jogo do galo: precisam de 5 peças para cada equipa. Sugerimos que usem folhas caídas, frutas, bolas, garrafas usadas ou quaisquer outros objetos fáceis de transportar, desde que sejam distintos dos da equipa adversária.
  • Se precisam de alguma inspiração, espreitem este DIY de Jogo do Galo Gigante!

Como jogar

Dividam os jogadores em duas equipas e marquem no chão um ponto de partida. A alguns metros de distância do ponto de partida (mais ou menos 20), coloquem a vossa grelha do jogo do galo vazia. Levem as peças do jogo para junto de cada equipa.

As duas equipas devem organizar-se em fila atrás do ponto de partida, com cada jogador a segurar numa das suas peças.

Os últimos jogadores de cada fila devem contar juntos e em voz alta: “3…2…1… PARTIDA!”.

Assim que ouvirem o sinal de partida, os primeiros jogadores da fila devem começar a correr em direção à grelha do jogo do galo, onde vão deixar a peça que levam na sua mão, fazendo a jogada da equipa. As regras que se aplicam são as do jogo do galo clássico: o objetivo é fazer uma linha vertical, horizontal ou diagonal primeiro que o adversário.

Imediatamente após deixar a sua peça, o jogador deve correr de volta para a sua equipa, pois só quando tocar na mão do corredor seguinte é que este poderá começar a correr para deixar a sua peça. Por isso, pensem bem na jogada, mas sejam rápidos.

O jogo termina quando a primeira equipa formar uma linha!

Jogo da Mosca

Se gostam de saltitar, então vão adorar este jogo. É que as moscas vão muito longe, e é impossível sabermos onde vão pousar. Será que conseguem acompanhar?

Vão precisar de…

  • Três marcas para o chão. Podem ser cones, desenhos no chão, peúgas… O importante é que possam ser pisadas e que não sejam escorregadias.
  • Espaço. Este é um jogo de saltos, e por isso deve ser jogado ao ar livre. Se puderem escolher um pavimento fofo, como um relvado, melhor ainda.
  • Energia e pernas com muita vontade de saltar!

Como jogar

Todos os jogadores devem organizar-se em fila indiana por ordem de participação. (Dica de amigos: coloquem os jogadores mais pernilongos no início e aqueles com pernas mais pequeninas no fim da fila)

O primeiro jogador avança e coloca as três marcas no chão, em linha reta. As marcas devem estar separadas com a distância exacta do pé deste jogador. Após montar o cenário, deve permanecer do lado oposto da fila, começando uma fila nova.

Seguindo o primeiro jogador, um a um, os outros jogadores devem passar pelas marcas sem tocar nelas, colocando os pés nos intervalos e juntando-se à fila do jogador 1.

No entanto, o último jogador da fila – a mosca – tem uma tarefa extra! O seu segundo passo deve ultrapassar a última marca, para expandir o cenário. Assim, o último jogador deve movimentar a marca para o sítio onde o seu pé aterrar. Depois, pode juntar-se ao fim da nova fila.

Agora começa o jogo a sério! A nova fila de jogadores deve repetir o processo, e quando for a vez do último saltitão, ele deve uma vez mais movimentar a última marca para onde o seu pé aterrar.

Assim, o espaçamento entre as marcas vai aumentar e os saltos vão tornar-se mais desafiantes. Todos os jogadores que não conseguirem completar o salto devem sair do jogo. Quando a mosca não conseguir saltar mais longe, podem eleger uma nova mosca e começar um novo jogo!

Para tornar as coisas um pouco mais desafiantes, podem fazer algumas rondas diferentes: uma em que têm de correr de costas, outra em que só de podem deslocar ao pé coxinho, outra em que têm de levar o jogador com a peça às cavalitas… as melhores ideias surgem quando improvisamos.

Com vontade de experimentar estes jogos originais para as férias? Juntem a família e os amigos, preparem algumas receitas de verão para petiscar e escolham as vossas ideias preferidas. Diversão garantida 😉


Bepanthene Plus creme é um medicamento não sujeito a receita médica, com dexpantenol e cloro-hexidina, para o tratamento de feridas e queimaduras superficiais quando existe algum risco de infeção. Contraindicado no caso de alergia a qualquer dos componentes deste medicamento e no tímpano perfurado. Evitar o contacto com os olhos e mucosas. Leia cuidadosamente o folheto informativo e, em caso de dúvida ou persistência dos sintomas, consulte o médico ou farmacêutico.

Também vos pode interessar:

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

<