Família > Fazer com os miúdos > Brincar

11 jogos com bolas para brincar com as crianças

Jogos com Bolas

A propósito do Mundial de Futebol, reunimos ideias para 11 jogos com bolas que podem fazer este Verão!

Jogos com bolas para se divertirem em família! 

Junho é o mês dos Santos Populares, das sardinhas, das tardes longas, do calor a chegar e, em 2018… do Mundial de Futebol! Há cromos da bola aí em casa? Aproveitem esta oportunidade única para descobrir mais sobre a Rússia, o país que recebe o Mundial, e para pesquisar quais as tradições dos países que Portugal enfrenta na fase de grupos: Espanha, Marrocos e Irão. O que é o Ramadão? Alguma vez provaram patatas bravas? Cuidado que picam! Sabiam que no Irão as mulheres têm que usar o hijab?

Vamos jogar?

jogos-bepantheneComo o desporto é uma das melhores formas de criar ligação com as abobrinhas, entrem no espírito e explorem as nossas ideias de 11 – onze é o número de craques em campo! – jogos com bolas que podem fazer em família. Falamos de futebol, claro, mas também de jogos diferentes e muito divertidos. Uma coisa é certa: a felicidade é um golo fácil de marcar!

Não se esqueçam de usar protetor solar, de se hidratarem com regularidade e de usar um chapéu que vos proteja do sol. E como até o Cristiano Ronaldo se pode lesionar, tenham à mão – ou ao pé – Bepanthene® Plus Creme, para que qualquer arranhão ou ferida seja rapidamente colocado em fora de jogo!

E se estão de férias, não se esqueça de conferir a check-list de férias para que não vos falte nada!

 

11 jogos com bolas para famílias

Futebol

futebol em família

Já dizia a música: que emocionante é uma partida de futebol! O desporto-rei não podia faltar nesta lista. Afinal, é o jogo com bola mais popular de sempre.

Não se preocupem com as regras. Quer dizer, citando desta vez uma personalidade do mundo futebolístico português, há pelo menos uma a considerar – “andebol, mão, futebol, pé”.

De resto, o futebol de rua é uma arte que pode ser jogada em qualquer lugar, com número par ou ímpar de jogadores, com balizas a sério ou com sacos a delimitar a linha de golo, em campos de areia, relvados ou de alcatrão, com uma bola oficial ou com uma trouxa de meias (foi assim que começou Maradona).

É provável que tenham um pé esquerdo menos habilidoso, mas o objetivo, mais do que golos, é marcar sorrisos; e o futebol é mesmo a alegria do povo.

Voleibol

Jogos com Bola - Volei

Mãos quentes, serviços ardentes. Sabemos que o ditado popular não é bem assim, mas podia ser.

Jogar volei em família é um dos programas mais divertidos e fáceis de fazerem em família; podem animar qualquer ida à praia ou ao parque com uma intensa mas amigável disputa. Só precisam de uma bola e de um mínimo de dois jogadores, e a criatividade trata do resto.

Só manchetes, só serviços, dez toques, toques infinitos (ou até a bola cair, senão nunca mais saíamos daqui), ou um jogo de vólei “convencional”, com rede e tudo: estão preparados para os muitos desafios que uma simples bola de voleibol pode oferecer?

Aos 15 muda de campo!

Basquetebol

basquetebol família

Não têm 1,90m? Não faz mal: Isaiah Thomas mede apenas 1,73m, mas isso não o impede de ser uma das maiores estrelas da NBA.

Para jogarem basquetebol vão precisar de encontrar um campo com tabela para encestar, mas felizmente a maioria das cidades já oferece parques desportivos com campos para a prática de várias modalidades.

O basket costuma ser um dos desportos favoritos dos miúdos, e permite-lhes treinar a precisão, a pontaria e, claro, gastar a muita energia que acumulam. É por isso uma ótima opção para uma tarde divertida de jogos com bola – e, se se sentirem confiantes, podem até tentar um afundanço.

Não tenha vergonha se eles conseguirem fazer mais pontos triplos do que os papás… it’s show time!

Jogo do Mata

Jogos com Bola - Mata

O nome é pouco amigável, mas prometemos que ninguém ficará ferido com gravidade. E para as pequenas feridas e arranhões, há Bepanthene® Plus a marcar pontos.

Só precisam de uma bola e de fazer duas equipas com o mesmo número de jogadores. Se for preciso, convidem os amiguinhos, os primos ou desafiem mais adultos a participar. Os miúdos vão divertir-se, os pais vão adorar voltar à infância, e ainda fazem exercício todos juntos.

Não se lembra das regras? Nós ajudamos! 

– O objetivo do jogo é “matar” todos os jogadores da equipa adversária (e tentar não morrer!). Só se pode jogar com as mãos.

– O jogo não tem duração definida: quando uma equipa eliminar todos os jogadores adversários, podem recomeçar.

– Só precisam de uma bola, preferencialmente mais pequena do que as típicas bolas de futebol.

– Delimitem o espaço de jogo em quatro áreas: dois meios-campos e duas áreas mais pequenas no fim de cada lado (área do piolho).

– Cada equipa ocupa o seu meio-campo, com exceção do jogador que será o piolho e que ocupará essa área na zona do piolho instalada no meio-campo da equipa contrária.

– Os jogadores que estão no meio-campo têm que trocar passes com o piolho. Quando atingirem os 10, e se a bola não cair no chão, podem tentar “matar” um adversário.

– Um jogador “morre” quando a bola lhe acerta.

– O primeiro jogador de cada equipa a “morrer” substitui o piolho inicial. À medida que outros jogadores vão morrendo, ocupam também a área do piolho, mas já não podem regressar ao meio-campo nem agarrar a bola.

Bubble Football

bubble football
Fotografia: Beat Balls

Aqui a bola são… vocês! Este é literalmente um jogo de cair para o lado e a solução perfeita para quem quer jogar futebol de forma diferente: as equipas têm 4 jogadores cada, mas quantos mais “substitutos” melhor: é um jogo cansativo fisicamente.

Cada jogador veste-se de bola insuflável – entre choques e gargalhadas até se vão esquecer de contar os golos. O embate é controlado pelo material, que protege crianças e adultos de quedas dolorosas.

São várias as empresas que em Portugal organizam estas dinâmicas, como a Bubble Football Portugal, a Beat Balls e a Bubble Futebol Lisboa.

Futebol às Cegas

Jogos com Bola - Futebol as Cegas

Está a ver o futebol? Agora feche os olhos, literalmente. Pronto, é futebol às cegas. Esta é uma forma simples de explicar aquela que é, na verdade, uma modalidade paralímpica, na qual se podem inspirar para um jogo desafiante que vai exigir desenvolverem competências fundamentais numa dinâmica familiar, como a confiança.

O futebol para cegos integra o programa dos Jogos Paralímpicos desde Atenas 2004 e é jogado num campo com as mesmas dimensões de um campo de futsal. A única diferença? As tabelas laterais que ladeiam todo o campo e impedem a saída da bola. Cada equipa tem um treinador que, por detrás da baliza adversária, orienta os jogadores, dizendo-lhes quando rematar, e em que direção. A bola tem guizos, de forma a ser mais facilmente localizada pelos jogadores, e o guarda-redes é o único jogador que pode ver.

Experimentem prender a perna direita de um jogador à perna esquerda de outro, e vendar os olhos a um deles. Quem estiver com os olhos abertos tem que dar direções para levar o outro jogador até à bola e orientar então os remates, já que ganha a dupla que conseguir marcar mais golos.

Golo de baliza a baliza

Jogos com Bola - Futebol Baliza a Baliza

E quem diz baliza diz de uma ponta à outra do parque. Aqui o importante é apenas ter a pontaria afinada para tentar marcar o máximo de “penalties à distância” possível.

Só podem jogar dois membros da família de cada vez, mas para que todos estejam incluídos, formem equipas (como nas estafetas) ou funcionem por rondas de qualificação, eliminando participantes “à melhor de cinco” golos. Delimitem um espaço para fazer de balizas, longe o suficiente para que o “guarda-redes” vos pareça uma formiga, mas não distante a ponto de vos impossibilitar de fazer golos monumentais. E agora toca a rematar!

Não se esqueçam de que as crianças têm, obviamente, menos potência de remate do que os adultos, por isso considerem afastar as balizas qb – sob risco de serem acusados de terem comprado o árbitro.

Carrinho de Mão com bola

Vamos dar uma volta a um dos jogos mais populares da nossa infância? Só precisam de energia a rodos e de duas bolas iguais.

Desenhem a linha de partida e a linha de chegada e formem pares, colocando-se em fila indiana.

Ao primeiro sinal, os jogadores que estão na fila da frente apoiam as mãos no chão, estendendo ao mesmo tempo as pernas para trás. Os jogadores de trás elevam as pernas dos companheiros.

Ao segundo sinal, os jogadores correm em direção à linha de chegada. Ganha a dupla que alcançar primeiro a linha de chegada.

Agora experimentem colocar uma bola presa entre os pés do jogador da frente e fazer uma corrida sem a deixar cair. Será ainda mais divertido e desafiante chegar à meta – até porque deixando cair a bola há que voltar ao início. Neste caso, a coordenação e o trabalho em equipa são fundamentais.

Mico

Jogos com Bola - Mico

O porquê de o nome deste jogo remeter para um primata ninguém sabe, mas esta é uma ideia muito divertida que vão adorar fazer em família! São necessários no mínimo 4 jogadores, mas se convidarem outros familiares e amigos será uma autêntica macacada.

Para iniciar o jogo os participantes devem formar um círculo, devendo duas das pessoas que estão frente a frente ter uma bola – o tal “mico”.

Ao sinal de início, os jogadores que têm a bola devem passá-la ao colega da esquerda, o qual rapidamente faz o mesmo e assim sucessivamente. O objetivo de todos é fazer com que uma bola alcance a outra, isto é, que um jogador fique com as duas bolas nas suas mãos e que o “mico” seja apanhado, mas não ser esse jogador – agarrar as duas bolas (ou deixar uma cair propositadamente) dá direito a eliminação.

Passa a palavra

Jogos com Bola - Passa a Palavra

PASSA A BOLA!” é uma das frases que mais se ouve nos estádios nacionais. Aqui, somos mais de passar a palavra, embora a bola venha por arrasto.

Será possível treinar memória e coordenação com um único jogo? Sim, com esta dinâmica de grupo divertida e que os miúdos vão adorar jogar com os pais. O jogador que tem a bola deve gritar uma palavra – por exemplo, “bola” – e passar então a bola a outro jogador. O jogador que a recebe deve gritar a palavra escolhida pelo primeiro, e juntar-lhe uma segunda palavra – ou seja, “bola, golo” – antes da passar ao próximo. O terceiro jogador deve fazer o mesmo – “bola, golo, jogo” – e assim por diante.

Os jogadores que se esquecerem da ordem das palavras ou as trocarem são eliminados.

Jogo do Queima Coração

queima coração

Aguenta, coração!

Como no Jogo do Mata, é necessário formar duas equipas, por isso convidem os primos, os avós, os tios e os amigos a jogar convosco.

Antes de a brincadeira começar, cada grupo precisará de definir, em segredo, qual dos jogadores é o “coração” do grupo, e escrevê-lo num papel para que não haja batotice. O “coração” é o jogador que não pode ser “morto” e que tem que ser secretamente protegido pelo grupo.

Ganha a equipa que queimar primeiro o “coração” do grupo adversário.

 

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *