links externos

Teatro em família | Kusama e Warhol: o maior roubo da pop

KUSAMA E WARHOL

Produções D. Mona apresenta ante-estreia do teatro em família | Kusama e Warhol em Carnide.

A história da artista Yayoi Kusama e de Andy Warhol chega aos palcos lisboetas a 7 de Junho de 2019 no Centro Cultural Carnide! O evento é de entrada livre sujeita à lotação da sala e pretende levar a história da pop art ao público lisboeta.

O espectáculo Kusama e Warhol: o maior roubo da pop abre uma fenda sobre a enfermidade psicológica da artista Yayoi Kusama e da sua obsessão com a repetição de padrões e imagens, ideia lançada na década de 60 pela artista japonesa e que, Andy Warhol reproduziu nos anos seguintes, revolucionando a história da pop arte com obras que reproduziram ícones como Marilyn Monroe, as latas de sopa Campbell ou as garrafas da Coca-Cola.

A rivalidade entre Kusama, atualmente com 89 anos, e o pintor e cineasta americano Warhol, marcou o movimento estético de massificação da cultura popular capitalista – pop arte.

A dupla de artistas rivais mais conhecida do movimento Pop, Yayoi Kusama e Andy Warhol, esteve no centro da polémica em torno daquele que foi um dos maiores roubos na história da viragem artística pós-moderna.

Kusama é obsessiva. Roubou o círculo negro de Malevitch e repetiu-o compulsivamente.
Warhol é hipocondríaco. Espirrou em cores Marilyn Monroe nos outdoors de Nova Iorque.
Kusama sofre do complexo de Narciso. Falsificou as libras de Inglaterra e timbrou-as com o seu semblante.
Warhol está sempre indisposto. Comeu os tomates da sopa Campbell e vomitou-os contra a crítica.
Kusama é excêntrica. Calçou o sapato de Joana Vasconcelos para dar um pontapé no príncipe encantado.
Warhol é um tanto histriónico. Exagerou a vaca de Marc e imprimiu-a em cor-de-rosa.
Kusama é definitivamente impulsiva. Assaltou o closet de Cruella e fez de Grimhilde a sua estilista pessoal.
Warhol é psicótico. Copiou o sorriso de Shining e atirou Duchamp e Tzara para a cadeira eléctrica.
Kusama e Warhol são… a dupla perfeita. Um quadro. Dois rivais. Várias patologias. Mirror, mirror. Who’s the most famous of all?

Produção: D. Mona
Texto e encenação: Mónica Kahlo e Sílvia Raposo

Produções D. Mona

  • Gratuito

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *