Escolas > Agenda Escolas > Espetáculos, música e atividades criativas

Serviço Educativo Casa da Música 2017/2018

Serviço Educativo Casa da Música 2017-2018

Conheça a programação do Serviço Educativo da Casa da música para o ano 2017/2018

A Casa da Música prossegue o seu excelente trabalho educativo lançando uma agenda com oferta para Escolas, Famílias e para o público em geral para o ano letivo de 2017/2018.

Este ano, destaca-se a estreia do Coro Infantil Casa da Música com o espetáculo War Requiem, acompanhados da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Coro Nacional de Espanha e do Coro Lira no dia 1 de Outubro. No Coro Infantil Casa da Música 40 vozes dão expressão a um projecto sem fim à vista, vivido por centenas de crianças em três escolas.

Alunos, professores e famílias tornam-se parceiros e cúmplices de uma dinâmica que nos permite cumprir o velho desejo de associar um novo grupo coral, constituído por crianças, às formações residentes da Casa.
Se integrar é um dos verbos mais conjugados pelo Serviço Educativo, preconceito é a palavra banida.
Sob estes primados, oficinas de criação musical pensadas para públicos distintos e de todas as idades, músicos e não músicos, modelos originais de concerto, espectáculos com participação comunitária, acções de formação, projectos de grande amplitude criativa e instalações de interacção livre dão-se uma vez mais à sociedade inteira.
Na sua agenda encontrará seguramente propostas que servem o modo como deseja relacionar-se com a música. Pode ser numa experiência individual ou vivida em grupo. Na Casa da Música a porta está sempre aberta ao encontro.

Programação para todos os públicos e idades

Primeiros Concertos

Nos braços de programas com cor, mimo e animação, crianças dos 3 meses aos 6 anos reagem aos estímulos de músicos que vestem personagens e, brincando, servem fundamentos pedagógicos – em clima de grande proximidade, criam-se as bases da compreensão e expressão musicais.

Concertos para Todos

A partir dos 6 anos*, as portas abrem-se a quem quiser assistir a produções que, saindo quase sempre do registo habitual de concerto, são sobretudo fruto de acções educativas, sociais e artísticas com raiz na Casa e corpo por muitos lados.
Sob que registo for, têm em comum uma história de inovação. Agregam inúmeras formas de fazer, servem propósitos sérios e convidam à fruição. Festa, humor, reflexão, expansão do conhecimento, passa tudo por aqui.

Workshops Primeiros Sons

A música ajuda a crescer. Beneficia o desenvolvimento cognitivo e motor e marca, indelevelmente, o repositório de afectos que merece o ser humano.

Destinadas a crianças até aos 6 anos, estas oficinas balizam-se, como tal, por critérios exigentes – porque trabalhar com o futuro é uma enorme responsabilidade.

O que é  complexo e sensível acontece com aparente simplicidade: faz-se de mimos, pede para brincar.

Através de pequenas estórias e personagens de mundos doces, em cenários de cor e por formas macias, decorrem sessões de viva exploração musical.

Cada workshop tem formatos diferenciados, com composição de grupos nas faixas etárias dos 0-18 meses, 18 meses-3 anos e 3-6 anos.

 

Semanas Especiais

Não é todos os dias que se pode despertar o gigante do Oriente, sabendo-se que ele abafa quaisquer sons à sua volta.

É esta a natureza possante do Gamelão Javanês da Casa da Música, uma orquestra de percussões que acaba por pedir pouco: tocada por várias pessoas em simultâneo, não exige ao executante conhecimentos formais de música.

À chamada para experimentar o gamelão, junta-se este ano a oportunidade de explorar num laboratório temporário os e feitos visuais e formas que o som pode dar à matéria. Criam‑se assim duas oficinas especiais, em três semanas raras.

 

Sexta Maior

Formar orquestras, criar um coro ou percutir com o corpo são os desafios lançados a turmas do Ensino Básico (a partir do 3.º ano), Secundário e Vocacional de Música.

Em ambiente informal, dão-se propostas de realização musical que validam a força de um colectivo e a intercomunicação.

Legitimando a improvisação e iniciativa de cada elemento, com um guia de trabalho predefinido, estas oficinas tornam a Sexta Maior – não só porque ocupam a manhã (10:00-12:30) e encerram com uma pequena performance, mas sobretudo porque deixam no grupo boas memórias musicais que, na escola, podem ser resgatadas.

Músico por um Dia

Criar em declarada animação é o convite formulado em três propostas democráticas: admitem todos a partir dos 12 anos, com ou sem conhecimentos musicais, e decorrem da vontade de fazer música em grupo, através de processos alternativos, simples e gratificantes.

Entusiasmo é tudo o que se pede a cada participante, o resto fica por conta de todos. A interacção torna-se a base de oficinas que deixam a criatividade correr livre mas com critérios, permitindo a estruturação de um trabalho que começa de manhã e com gosto se apresenta ao público pelo final da tarde.

Realizadas ao sábado, em meses distintos, fazem em festa o Carnaval
mestiço, o arraial português ou a voz de um coro.

 

Formar na Casa

Reconhecida a importância da música na educação e no desenvolvimento da criança, deseja-se em oficinas de um dia atribuir a professores do Ensino Pré-Escolar e Básico novas ferramentas e metodologias de trabalho musical que potenciam o sucesso nas diversas áreas curriculares. Sem exigirem aos participantes formação musical, permitem a realização de práticas criativas facilmente replicáveis na sala de aula. A intenção é mesmo levar para a escola processos artísticos que motivam os alunos, facilitando a aprendizagem e a aquisição de competências transversais.

A par deste propósito, dá-se a oportunidade para os professores partilharem experiências e se valorizarem pessoal e profissionalmente.

 

Formar na Digitópia

Ambiente físico e ciberespaço são o domínio lato das sessões propostas pela Digitópia, a plataforma tecnológica e digital da Casa da Música.

Seja em aula aberta, workshops intensivos ou cursos de um fim-de‑semana, formula-se o convite à experimentação e à criação imediata, através de processos e linguagens de  programação criativa.

Equipa Digitópia, laboratórios, artistas e instituições que, como nós, gostam de validar novos paradigmas, formadores portugueses e estrangeiros, respondem por um programa receptivo à exploração de software, à performance e à criação de instalações com estrutura musical.

Tangível e imaterial, interdisciplinar e consistente, o resultado destas sessões poderá, depois, deixar o seu registo pela Casa, em hot spots temporários.

Pela sua amplitude, as sessões destinam-se a músicos, artistas digitais, programadores, professores e outros profissionais ou estudantes para quem a música
electrónica e a arte digital são campos de expressão com tudo em aberto.

Mais Informações e reservas:

Consulte o Programa do Serviço Educativo da Casa da Música

  • T +351 220 120 290
  • F +351 220 120 298
  • seducativo@casadamusica.com