Peça de Teatro - O Guardador de Sonhos - Pumpkin.pt

Peça de Teatro – O Guardador de Sonhos

Evento expirado

O Guardador de Sonhos é uma peça executada pelo Teatro Ibérico, em palco dias 7 e 8 de Março, às 16h00 para famílias e público em geral.

O Guardador de Sonhos nasceu num sonho e foi perfilhado de pronto. É um fruto de árvore noturna e dessa luz indireta da lua que lança os seus raios sobre os braços e os corpos despertando neles imagens e excitações que só nos sonhos se podem harmonizar.

O Guardador de Sonhos: o que é, afinal?

É por isso um ser feito da matéria dos dias que dividem a Grande Noite em pedaços vigilantes. Há no Guardador de Sonhos um canto, uma solidão, uma flauta, uma estátua e mil e um caminhos de um labirinto. O Guardador de Sonhos fecha as pálpebras e a sua mão conversa connosco nesse secretos alfabetos que resistem à linguagem e nos sonhos são um convite à nossa mais íntima expressão.

O Guardador de Sonhos é uma semente de borboleta que mora bem fundo em cada ser humano à espera, laborioso, trabalhando o sonho primeiro aquele de onde todos os sonhos partiram uma vez. Tece um fio que lhe sai da boca e envolve esse sonho maior, o anterior, o primordial com o cuidado e o sentido de que nada se perca. É um bibliotecário que recebe livros de sonhos e os acrescenta como uma gramática invisível e ignorada. Vive em cada ser humano e apesar disso vive também num local inacessível.

O Guardador de Sonhos é, também, uma personagem de teatro que caiu para fora das coisas do mundo em virtude da solidão e isolamento em que vivia. É um extremista e vive à beira de um abismo. É um equilibrista que treme, mas não cai. Um dia se irá partir a estátua por certo e partir. Leva com ele uma ilha onde todas noites pernoita e sobre a qual durante o dia procura avistar de novo terra ou os barcos de passageiros que o possam fazer regressar. Há nele uma queda e um poeta ruivo que não sabe pisar o chão e por isso voa.

O cenário, realizado pela ilustradora, é construído e transformado pelo ator Paulo Quedas à medida que a peça avança, introduzindo diversos objetos que ajudam a contar a história e em que o conteúdo de cada dia vai acontecendo em palco. Ora com a representação do ator, ora em formato de teatro de objetos e de marionetas.

A música e o som são criados ao vivo.

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA

  • Direção Artística e Texto | João Garcia Miguel
  • Encenação | Rita Costa
  • Ator | Paulo Quedas
  • Música | Ricardo Martins
  • Cenografia e Figurinos | Ana Sofia Gonçalves
  • Vídeo & Direção Técnica | Roger Madureira
  • Direção de Produção | Georgina Pires
  • Assistência Técnica e Operação | Luis Gomes

AUTOCARROS

  • 781, 782, 728, 794, 742, 718

RESERVAS

 

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Ainda não tem votos)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *