Monstrinha 2024: o Festival Monstra para Crianças - Pumpkin.pt

Monstrinha 2024: o Festival Monstra para Crianças

Monstrinha - a Monstra para crianças em 2024

A Monstrinha está de volta com a melhor animação do Festival Monstra para Crianças de 7 e 17 de março 2024.

Em 2024 assinalam-se 23 anos da MONSTRA com uma edição focada na animação da Irlanda, um país criativo, combativo e inovador. 

Em destaque vai estar a obra de Tomm Moore, autor do cartaz da MONSTRA e MONSTRINHA de 2024. O realizador vai dar uma masterclass durante o festival e será membro do Júri na competição de longas-metragens.

Como é habitual, a MONSTRINHA está de regresso com sessões de cinema mágicas e dedicadas ao público infantil e às famílias.

Além do Cinema São Jorge – o epicentro da MONSTRA, cuja 23.ª edição acontece de 7 a 17 de Março – os programas MONSTRINHA Baby e MONSTRINHA Pais e Filhos ocupam os dois fins-de-semana do Festival de Animação de Lisboa no Museu Nacional de Etnologia (Lisboa), no Centro de Artes de Sines, na Casa da Música de Óbidos, no Auditório Fernando Lopes-Graça (Almada) e no m|i|mo – museu da imagem em movimento (Leiria).

Durante os dias da semana do festival, o São Jorge acolhe ainda a MONSTRINHA Escolas, com as sessões Escolas 3 > 5, Escolas 6 > 9, Escolas 10 > 14 e Geração M (15 > 17 anos). A MONSTRINHA Vai à Escola integra as mesmas sessões e apresenta-se por escolas de todo o país, de 5 a 23 de Fevereiro.

No dia 16 de Março, pelas 15h00, a Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema recebe uma sessão especial Pais e Filhos, que vai incluir os filmes em competição nesta categoria: “Meias para a Estrela” (Rússia, 2023), de Olga Titova, “O Balão Anacleto” (Brasil, 2023), de Carol Sakura e Walkir Fernandes, “Chuva de Verão” (Suíça, 2023), de Marlene Low, Julia Krummenacher e Johanna Kern, “Penas e Sussurros” (França, 2023), de Hélène Ducrocq, “Town Hall Square” (Alemanha, 2023), de Christian Kaufmann, e “O Mistério das Meias Desaparecidas” (Estónia, 2023), de Oskar Lehemaa.

A MONSTRINHA também vai apresentar, em primeiríssima mão, dois episódios da série animada “O Diário de Alice”, de Diogo Viegas – uma parceria entre a MONSTRA, a produtora Sardinha em Lata e a RTP.

Das longas-metragens da MONSTRA, e no âmbito do país convidado da 23.ª edição – a Irlanda -, a MONSTRINHA recomenda alguns dos filmes do estúdio mais prestigiado e emblemático irlandês, o Cartoon Saloon, que celebra 25 anos em 2024 e no festival. “Brendan e o Mundo Secreto de Kells”, uma obra de temática fortemente irlandesa, ligada às lendas e aos contos tradicionais, dos fundadores do Cartoon Saloon, Tomm Moore e Nora Twomey, e “A Canção do Mar” e “Wolfwalkers”, de Tomm Moore”, foram todos nomeados ao Óscar de Melhor Animação. 

A homenagem à Irlanda passa ainda por uma retrospectiva dedicada a Don Bluth, antigo desenhador da Disney, que inclui dois grandes clássicos da animação que farão as delícias dos mais novos: “Em Busca do Vale Encantado” e “Todos os Cães Merecem o Céu”.

Do mesmo país, “The Inventor”, de Jim Capobiano e Pierre-Luc Granjon – uma animação em stop motion que conta a história de Leonardo Da Vinci -,  é outro dos destaques.

Ainda na programação da MONSTRA, “Tony, Shelly e a Luz Mágica” (Hungria, Eslováquia, Chéquia), de Filip Pošivač, e a comédia “Galinha para Linda!” (França, Itália), de Chiara Malta e Sébastien Laudenbach, que estreou o ano passado no Festival de Cannes e venceu o Cristal de Annecy, juntam-se aos títulos imperdíveis para as crianças.

Sessões Monstrinha – Famílias

Pais e Filhos: Curtas 1

  • Hora de Não Dormir – O Diário de Alice (Portugal, 2024), de Diogo Viegas
  • Tuu-Tuu-Til (Alemanha, 2023), de Veronica Solomon
  • Ursinho Azul (Croácia, 2023), de Marina Andree Skop
  • Gralha (Rússia, 2023), de Anastasiya Lisovets
  • O Mistério das Meias Desaparecidas (Estónia, 2023), de Oskar Lehemaa
  • Meias para a Estrela (Rússia, 2023), de Olga Titova
  • Chuva de Verão (Suíça, 2023), de Marlene Low, Julia Krummenacher, Johanna Kern
  • Castor (Alemanha, 2022), de Julia Ocker

Pais e Filhos: Curtas 2

  • Town Hall Square (Alemanha, 2023), de Christian Kaufmann
  • Dinossauros: uma história de sobrevivência (Espanha, 2023), de Javier Bollaín
  • O Balão Anacleto (Brasil, 2023), de Carol Sakura, Walkir Fernandes
  • Penas e Sussurros (França, 2023), de Hélène Ducrocq
  • Livro de Receitas (Rússia, 2023), de Alexei Alexeev
  • Lucy (Espanha, 2023), de Bruno Simões

MONSTRINHA Baby

  • Nessun Dorma (Rússia, 2023), de Daria Bolotnikova
  • Rainboy (Suíça, 2023), de Barbara Brunner
  • Entre as flores (Rússia, 2023), de Valeriia Sobolevski
  • Dois Pequenos Pássaros (Colômbia, 2021), de Alfredo Soderguit, Alejo Schettini
  • Pequenos Vermes da Chuva (Chéquia, 2023), de Jaromír Gál)
  • O Arganaz Dorminhoco (Alemanha, 2022), de Julia Ocker
  • Porta (Japão, 2023), de Fuka Katayama
  • Crianças no Inverno (China, 2022), de Maing Caochong
  • Voar por (Chéquia, 2023), de Filip Dobes
  • Egor! (Rússia, 2023), de Maria Afonina

Pais e Filhos Cinemateca (Sessão na Cinemateca Portuguesa – 16 de Março, 15h00)

  • Meias para a Estrela (Rússia, 2023), de Olga Titova
  • O Balão Anacleto (Brasil, 2023), de Carol Sakura, Walkir Fernandes
  • Chuva de Verão (Suíça, 2023), de Marlene Low, Julia Krummenacher, Johanna Kern
  • Penas e Sussurros (França, 2023), de Hélène Ducrocq
  • Town Hall Square (Alemanha, 2023), de Christian Kaufmann
  • O Mistério das Meias Desaparecidas (Estónia, 2023), de Oskar Lehemaa

Sessões Monstrinha Escolas

Escolas: 3 > 5

  • Sevanik (Arménia, 2023) – de Harut Tumaghyan
  • Vai-te embora, Alfred! (França, Bélgica, 2023) – de Célia Tisserant, Arnaud Demuynck
  • Peixe-balão (Alemanha, 2022) – de Julia Ocker
  • Três Árvores (Canadá, 2022), de Mathias Richard Horhager, Aaron Hong
  • Quando eu tinha medo do Escuro (França, 2023), de Célia Tisserant, Arnaud Demuynck
  • A Árvore de Natal da Escola (Rússia, 2023), de Anastasia Makhlina
  • Sem Pintas (Áustria, 2023), de Astrid Rothaug
  • O Conto da Raposa (Portugal, 2022), de Alexandra Allen
  • O Ouriço (Chéquia, 2023), de Daniela Hýbnerová

Escolas: 6 > 9

  • Rinoceronte (Alemanha, 2022), de Julia Ocker
  • Meias Musicais (Croácia, 2023), de Ana Horvat
  • Nuvem (México, França, 2023), de Diego Alonso Sánchez de la Barquera Estrada
  • O Texugo Snoozy (Chéquia, 2022), de David Súkup
  • O que há nessa caixa? (Bélgica, 2023), de Bram Algoed
  • Nadas com Asas (Países Baixos, Israel, 2023), de Daphna Awadish Golan
  • Uma Pequena Viagem (França, Suíça, 2022), de Emily Worms
  • Cabeça nas Nuvens (França, 2023), de Rémi Durin

Escolas: 10 > 14

  • O Pirata e um Violoncelo (Rússia, 2023), de Andrei Sokolov
  • O Ganso (Chéquia, 2022), de Jan Mika
  • O Rei das Salsichas (Países Baixos, 2022), de Mascha Halberstad
  • Harvey (Canadá, 2023), de Janice Nadeau
  • Até depois Campeão! (França, 2023), de Alexis Mouron
  • Criatura do Deserto (Alemanha, 2023), de Lina Walde
  • O Sol é Mau (Hong Kong, EUA, 2023), de Sum Yee Rachel Mow

Escolas: Geração M

  • Ilha (Israel, 2022), de Michael Faust
  • Não (Espanha, 2023), de Pere Ginard
  • Dede morreu (Chéquia, 2023), de Philippe Kastner
  • Kolaj (Turquia, 2022), de Gülce Besen Dilek
  • Fora de Horas (Alemanha, 2022), de Melanie Schnaidt, Cristina Narata
  • Duas Batidas (Itália, 2023), de Marino Guarnieri
  • <<cogumelo>> (China, 2023), de Li Han
  • O Cão Comeu os meus Trabalhos de Casa (Canadá, 2023), de Alexandra Lemay
  • Máfia da Cozinha (Alemanha, 2023), de David Sick

Também lhe pode interessar:

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

<