Jardim Oudinot, um sítio que surpreende - Pumpkin.pt

Jardim Oudinot, um sítio que surpreende

Evento expirado
jardim oudinot

A fusão perfeita entre a Ria e a Terra.

No Jardim Oudinot podem desfrutar de espaços de circulação pedonal para passeios em família ou corridas para manter a forma, pista para bicicletas, parque de merendas para deliciosos piqueniques, campos desportivos para a prática de futebol, basquetebol e ténis, parques infantis onde as abobrinhas podem gastar muita energia e um parque geriátrico porque todos temos direito à diversão.

É visitado regularmente por centenas de pessoas que desfrutam deste espaço verde e também aproveitam os diferentes eventos que decorrem por lá. Em finais de agosto, por exemplo, acontece o Festival do Bacalhau, um dos mais importantes festivais gastronómicos da Região, que inclui também grandes concertos musicais e uma mostra de artesanato municipal, entre outras atividades lúdicas.

O Jardim Oudinot engloba ainda uma praia fluvial (presente na memória dos habitantes locais como a antiga “Praia dos Tesos”) e um parque de estacionamento.

Atualmente, dispõe também de um bar de apoio à praia fluvial aumentando a capacidade deste importante espaço do Município no seu desenvolvimento turístico enquanto o maior e o melhor parque ribeirinho da Ria de Aveiro.

Jardim Oudinot - Navio Museu

Fotografia: Vitor Oliveira

Navio-Museu Santo André, uma das grandes atrações do parque

É ainda possível encontrar no Parque Oudinot um dos ex-libris do Município, o Navio Museu Santo André. Ancorado no Jardim Oudinot, o Navio-Museu fez parte da frota portuguesa do bacalhau e pretende ilustrar as artes do arrasto. Foi construído em 1948, na Holanda, por encomenda da Empresa de Pesca de Aveiro e era um navio moderno, com 71,40 metros de comprimento e porão para vinte mil quintais de peixe (1200 toneladas).

Nos anos oitenta surgiram restrições à pesca em águas exteriores que resultaram na redução da frota e no abate de boa parte dela. O Santo André não escapou à tendência. A 21 de agosto de 1997 foi desmantelado. O armador do navio, António do Lago Cerqueira, L.da (Pescas Tavares Mascarenhas, S.A.) e a Câmara Municipal de Ílhavo decidiram transformar o velho Santo André em navio-museu.

Em agosto de 2001, o Santo André iniciou um novo ciclo da sua vida: mostrar aos presentes e vindouros como foram as pescarias do arrasto do bacalhau e honrar a memória de todos os seus tripulantes durante meio século de atividade.

Localização do Jardim Oudinot

Morada: Av. do Porto Comercial, 565

GPS: N 40º 38’ 29.03’’ | O 08º 43’ 43.21’’

Horário Navio-Museu Santo André

Terça a sexta: 10h-18h.

Sábado e domingo: 14h-18h.

Nota: A última entrada no Navio-Museu Santo André acontece às 17h30.

 

Também lhe pode interessar:

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *