Festival Verão Azul: o Verão ainda não acabou! - Pumpkin.pt

Festival Verão Azul: o Verão ainda não acabou!

Evento expirado
Festival Verão Azul

De 17 de Outubro a 2 de Novembro o Verão regressa ao Algarve: Loulé, Faro e Lagos recebem o Festival Verão Azul com atividades para os abobrinhas!

O VERÃO AZUL é um festival transdisciplinar dedicado à promoção e difusão da criação contemporânea no Algarve. É dirigido pela dupla de artistas Ana Borralho & João Galante e produzido pela associação cultural casaBranca.

Festival Verão Azul: o Verão não acabou

Depois das férias e do regresso às aulas, ficamos sempre sem saber o que fazer com os abobrinhas. A sorte é que o Festival Verão Azul pensou em tudo e traz ideias para os novos.

Estão preparados? Aponte na Agenda:

Antiprincesas – Calrice Lispector, de Claudia Gaiolas (PT)

  • Parque Municipal Loulé / Sex 25 OUT 10h30
    • Lotação limitada a 3 turmas / Entrada gratuita
  • Parque da Cidade, Lagos (em frente à E.B. 1 Santa Maria) / Qua 30 OUT 10h30
    • Lotação limitada a 3 turmas – 3€

TEATRO / Sessões para escolas / 35′ / Crianças 4 – 10

Clarice Lispector nasceu na Ucrânia. Os seus pais fugiram da guerra e foram parar ao Brasil, onde Clarice cresceu e se tornou uma grande escritora. Escrevia sobre os mistérios do universo e da alma humana, mas também sobre galinhas fugitivas, coelhos pensantes e um cachorro que comia cigarros.
O Ciclo Antiprincesas é uma série de quatro espectáculos criados por Cláudia Gaiolas a partir da colecção de livros Antiprincesas, editada pela Tinta da China e pela EGEAC, sobre mulheres que marcaram a história. A pintora mexicana Frida Kahlo, a compositora e cantora chilena Violeta Parra, a militar boliviana de origem indígena Juana Azurduy e a escritora brasileira Clarice Lispector, são mulheres sem coroas, que não viveram em castelos e não tinham superpoderes, mulheres comuns, heroínas na vida real que desafiaram os cânones e revolucionaram o mundo através da Arte, Literatura ou Política.
Foram mulheres lutadoras, independentes e apaixonadas. A evocação destas verdadeiras heroínas vem sublinhar a evidência que a vida não é um conto de fadas, mas também que vale a pena enfrentar dificuldades e lutar por aquilo em que acreditamos.

A Laura quer! , de SÍLVIA REAL em co-criação com GRUPO 23:SILÊNCIO! e FRANCISCO CAMACHO – ESTREIA ABSOLUTA

  • Cine-Teatro Louletano / Dom 27 OUT 17h00
  • Espectáculo legendado em EN / Conversa pós-espectáculo com os artistas
  • DANÇA-TEATRO / Para famílias / 70′ / M6 / 3€ – COMPRAR

No início definiu-se o gesto: dar a mão a quem habita o incómodo lugar da adolescência. E fazê-lo de igual para igual, sem lições nem direcções, caminhando juntos, questionando papéis e estereótipos, assumindo a deriva. A Laura quer! é a nova criação do Grupo 23: silêncio! com adolescentes e crianças, um espectáculo voltado para o futuro e dirigido a todos os públicos.
“Mas que futuro será este, ancorado nas incertezas deste intenso agora?”, pergunta a coreógrafa Sílvia Real. “… desafiando a evidente opressão, ousamos ouvir o silêncio, expandir o espaço e gerar uma energia pulsante para enfim imaginarmos juntos o lugar de cada um na história que hoje se escreve, e na qual todos somos chamados a inscrever-nos. Uma história que necessariamente teremos de construir mais justa, sustentável e pacífica, contra o medo de coexistir”.

Por esse Mundo Fora, de Márcia Lança e Nuno Lucas

  • Centro Cultural de Lagos / Qui 31 OUT 10h30
  • TEATRO / 35′ / M4 / 3€ – COMPRAR

Márcia e Nuno são exploradores, sempre prontos para uma próxima aventura.
Atentos ao inesperado e amantes do desconhecido, desta vez deparam-se com um lugar cheio de caixas. Intrigados, questionam-se. O que fazem ali todas aquelas caixas? O que contém cada uma delas? Quantas vezes mesmo com medo, abriste portas, janelas, cofres, armários? Quantas vezes já foste levado pela necessidade de saber, de conhecer, de desvendar? Por vezes a curiosidade leva-nos a superar os nossos limites. Cada vez que abrimos uma caixa um mundo de possibilidades é criado. Cada gesto desencadeia uma onda de descoberta e de espanto.
Até onde nos leva a nossa curiosidade?

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *