Escolas > Notícias para escolas > Pumpkin Ajuda

Como participar no Dia do Nariz Vermelho nas Escolas?

Nariz Vermelho nas Escolas

O Dia do Nariz Vermelho é um dia especial onde as crianças aprendem a importância da solidariedade social.

O Dia do Nariz Vermelho é um dia especial onde as crianças aprendem a importância da solidariedade social, apoiando a missão da Operação Nariz Vermelho através da angariação de fundos, fundamental para que a organização possa continuar a receitar alegria. Ajude a promover o Dia do Nariz Vermelho nas Escolas.

A Operação Nariz Vermelho celebra, pelo 10º ano consecutivo, esta campanha que ensina a importância que um sorriso pode ter na vida de uma criança! Os resultados são extraordinários e mostram a dedicação, empenho e solidariedade da comunidade escolar: Em 2017 participaram 330 ESCOLAS, 100.000 ALUNOS receitaram alegria, 150.000 EUROS em fundos angariados.
Estes donativos permitiram garantir a visita semanal de uma dupla de Doutores Palhaços a 5 hospitais, durante 1 ano. Iuuppiii!!!!

Se quer inscrever a sua escola e participar assim neste Dia, único e memorável para toda a comunidade escolar, basta seguir os passos seguintes:

1º Passo: Participar

Inscreva a vossa escola acedendo ao formulário de Inscrições na página oficial do Dia do Nariz Vermelho. Vão receber depois um Kit Educativo que inclui um manual de atividades inspiradoras sobre a missão. Podem receber o manual no site do Dia do Nariz Vermelho.

2º Passo: Ajudar

Para ajudar a causa com fundos, basta encomendar os Produtos Solidários da Operação Nariz Vermelho: narizes, t-shirts, CD, jogos, livros de atividades, etc., que se encontram na página COMO AJUDAR. Assim, professores, pais e alunos podem contribuir com um donativo, ao mesmo tempo que adquirem material didáctico e divertido, que vai entreter os miúdos em casa e na escola. 

Os produtos são enviados à consignação e a encomenda deve ser registada no mesmo formulário de inscrição, disponível para atualizações até ao prazo limite.

Todas as receitas revertem 100% para a missão.

3º Passo: Explorar

O manual de atividades Rir é o melhor remédio! traz vários desafios muito divertidos:

Cria o teu Doutor Palhaço

Convide as crianças a inventarem um nome espetacular para o seu Doutor, a pensarem em nomes que sejam fáceis de lembrar, engraçados e que tenham a ver com uma característica sua – física ou de personalidade. Têm que pensar também no figurino – quanto mais estranho, melhor!;

A Matilde está carecaA Matilde está careca

Na sala de aula promova uma hora do conto e partilhe esta história com as crianças. Convide as crianças, a partir desta história, a expressar os seus sentimentos, no jogo dos afectos.

A Matilde é uma menina que enfrenta, como tantas outras crianças, uma doença muito assustadora. Na obra “A Matilde está careca” é explicada às crianças, de forma simples, do que se trata, contribuindo para a sua desdramatização e promovendo na escola a inclusão social daqueles que dela, infelizmente, sofrem ou virão a sofrer.
Tudo isto numa mistura de alegria e brincadeira, a marca da nossa abordagem e, também, porque todos sabemos que a melhor forma de aprendizagem é aquela que desafia, motiva, envolve e recompensa, enfim, que faz as crianças sentirem-se felizes!

Constrói a Mala de Primeiros Sorrisos 

A mala de Primeiros Sorrisos, companheira das consultas do doutor, é essencial porque contém todos os instrumentos para receitar alegria!

O Dia em que a Tua Escola “vira” um Hospital diferente

Transformem a escola num Hospital diferente: um lugar de sorrisos!

4º Passo: Desafiar

E participar no Concurso DNV: um FLASH DE EMOÇÕES!

Este ano desafiamos as escolas para um Flashmob com muita pinta!

Uma coreografia repleta de emoções para partilhar e contagiar a vossa escola com muita alegria!

Vejam tudo sobre o CONCURSO aqui e inspirem-se!

A Operação Nariz Vermelho lança também outro desafio: vamos criar um pote das emoções?

As emoções e a sua regulação são aspetos fundamentais no comportamento da criança e, por isso, professores e educadores reconhecem que terem consciência dessas emoções nas “suas” crianças é um contributo essencial para gerir a sala, conhecer a personalidade de cada um e definir as melhores estratégias para o bem-estar emocional de todos.

Afinal, todos sabemos que a educação também é feita de afetos e emoções!

Neste exercício a criança aprende a reconhecer, identificar e entender emoções básicas, como a ALEGRIA, a TRISTEZA, o MEDO e a RAIVA.

Por outro lado, o professor/educador pode observar, através desta atividade, quais as emoções que o grupo vive com mais intensidade e quais não.

É possível acrescentar outras emoções, dependendo da idade das crianças e de que emoções e sentimentos se deseja trabalhar.

São só 3 passos…É muito simples:

1º passo | As cores das emoções

Comece por ensinar, através de histórias, imagens e/ou vídeos, a relação entre as cores e as emoções:

Amarelo: alegria.

Azul: tristeza.

Preto: medo.

Vermelho: raiva.

2º passo | Frascos para que vos quero

frascos pote das emoções

Criem em conjunto um pote para cada emoção (por sala ou por cada grupo de crianças).

Identifiquem cada pote, por ex, com um rótulo com a cor da emoção correspondente.

Coloquem em sítio sempre visível.

Reúnam materiais diversos – papel colorido, fios de lã, bolas de algodão, etc. nas várias cores.

3º passo | Falar do que se sente


Iniciem uma rotina ao final de cada dia, conversando sobre as situações diárias que consideraram mais importantes.

Para cada situação, cada criança deve definir que emoção sentiu – escrever, desenhar ou representar através dos materiais – e colocar no pote das emoções correspondente.

5º Passo: Celebrar

O último passo é o mais fácil: divertirem-se! No dia 01 de Junho a festa é a dobrar, e o Dia da Criança é dedicado às crianças hospitalizadas. 

Vamos juntos receitar alegria!

​Inspirem-se aqui!

Inscreva a sua escola acedendo ao formulário de Inscrições! Não se esqueçam de ler o regulamento… é obrigatório saber tudinho!

  • Gratuito

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.