Bebés > Saúde e segurança > Segurança do bebé

Quando o bebé se engasga

Quando bebé se engasga

Sabe como reagir quando o bebé se engasga? A Bebé Saudável e do Barrigas de Amor explicam-nos o que deve fazer nesse momento.

Na introdução dos primeiros sólidos esta questão fica ainda mais presente na rotina diária dos pais, principalmente porque falamos de estruturas físicas pequenas e que do ponto de vista do desenvolvimento, a criança ainda não controla a 100%.

A asfixia é uma causa comum de morbilidade e mortalidade na criança com menos de um ano, com uma incidência significativa até aos cinco anos de vida. Portanto, é fundamental ter estratégias para minimizar acidentes ao máximo. Esta prevenção começa no momento da refeição até às brincadeiras.

Durante as primeiras refeições (ou na introdução de um novo alimento) se o bebé tossir ou puxar o vómito é considerado sendo um reflexo normal, pois o bebé ainda está a conhecer aquele novo saber e adequar a sua reacção ao mesmo.

Há que, contudo, diferenciar se está a “tossir”/cuspir porque é uma novidade ou se tem algum objecto na garganta.

Neste último caso, deve encorajar o bebé a tossir para remover o objecto da sua garganta, mas não tente removê-lo com o seu dedo se não o estiver a ver, pois pode prejudicar ainda mais a situação.

Caso o bebé não emita sons e parecer que não respira, podemos estra perante um caso de asfixia.

Como proceder em caso de asfixia:

 

Quando o bebé se engasga

 

Cuidados a ter no momento da alimentação:

  • Estar presente durante a refeição, supervisionando as acções do bebé;

  • Manter o bebé bem sentado, direito e de preferência numa cadeira alta (que não seja móvel);

  • A criança não deve brincar ou mexer em aparelhos durante o momento da alimentação (até é benéfico incentivar a interacção com a família);

  • Coloque pouca quantidade de comida no prato e vá ensinando o bebé a dar dentadas pequenas, mastigando completamente os alimentos até à próxima colher;

  • Os alimentos em pedaços não devem ter mais que cerca de 6 mm (em qualquer direcção);

DICA:

Alimentos esféricos devem ser cortados ao meio para que o bebé não corra o risco de engolir e asfixiar, por exemplo: mirtilos, fisalis, uvas…

Sugestão:

No caso dos frutos secos também devem estar atentos e moer antes de oferecer ao bebé (se não houver nenhuma reacção alérgica aos mesmos),  podendo até oferecer manteiga desse fruto seco (por exeplo, manteiga de amêndoa ou amendoim, cujos ingredientes são APENAS amêndoa ou amendoim! SEM sal e SEM açúcares).

A prevenção é sempre a melhor opção, por isso se conseguir investir num curso de primeiros socorros para agilizar esta prática será sem dúvida uma mais-valia!

 

 

Enfª Carmen Ferreira da Bebé Saudável

Um artigo exclusivo para Barrigas de Amor®