Bebés > Saúde e segurança > Segurança do bebé

Programa de formação sobre segurança rodoviária infantil

Programa formacão sobre seguranca rodoviária infantil

As Maternidades CUF implementam programa de formação sobre segurança rodoviária infantil “Alta Segura” em parceria com a Associação para a Promoção de Segurança Infantil.

“Alta Segura” é o nome do projeto que tem como objetivo apoiar e aconselhar grávidas e famílias de recém-nascidos na área do transporte automóvel de crianças. A partir deste mês, Lisboa e Porto, através das maternidades dos hospitais CUF Descobertas e CUF Porto, passam a contar com este programa de formação gratuito.

Porque os acidentes de automóvel são a principal causa de morte e incapacidade nas crianças em Portugal, é fundamental protegê-las em viagem. Desde o primeiro trajeto, da maternidade para casa, o transporte do recém-nascido deve ser feito cumprindo regras de segurança específicas. São essas regras e muitas outras recomendações que fazem parte do programa “Alta Segura”, desenvolvido pela APSI – Associação para a Promoção de Segurança Infantil, que está a ser implementado, pela primeira vez, em Lisboa e Porto, nas maternidades dos hospitais CUF Descobertas e CUF Porto.

Desde sessões de esclarecimento para grávidas e pais de recém-nascidos, à realização de aulas práticas no momento da alta, já nos veículos, este programa disponibiliza informação sobre os sistemas de retenção mais adequados para o transporte da grávida e do recém-nascido, aconselhamento durante a gravidez sobre os cuidados a ter na escolha e colocação da cadeirinha, e acompanhamento da família ao automóvel, no dia da alta, para verificação da instalação correta da cadeirinha.

Para a implementação deste programa nas maternidades dos dois hospitais CUF, entre CUF Descobertas e CUF Porto, a APSI deu formação a cerca de 80 profissionais de saúde, entre os quais enfermeiros e auxiliares de ação médica, que prestarão agora este serviço de apoio aos pais. Além de Lisboa e Porto, o programa “Alta Segura” foi já implementado em três unidades hospitalares no Algarve.

Factos sobre segurança rodoviária infantil:

  • Usar uma cadeirinha virada para trás salva 9 em cada 10 crianças.
  • Num acidente a 45 km/h, os passageiros à solta ou ao colo são projetados com um peso 20 vezes maior (ex: grávida com 60 kg = 1,20 toneladas; recém-nascido com 3kg =60kg).
  • A utilização do cinto de segurança ou de uma cadeirinha, corretamente colocados, permite reduzir lesões e traumatismos graves em 60% a 90% dos casos.

Para saber mais, veja no site da CUF Saúde