Cólicas nos bebés: como reconhecer os sintomas? - Pumpkin.pt

Cólicas nos bebés: como reconhecer os sintomas?

bebé cólicas quais os motivos

As cólicas podem aparecer em bebés que bebem leite materno ou leite artificial, logo no 1º ou 2º dia de vida, e resolvem-se entre os 3 e os 6 meses de idade.

As cólicas são um problema comum nos bebés recém-nascidos! Caracterizadas por uma dor abdominal súbita, devem-se ao iniciar da atividade intestinal, que pode causar espasmos dolorosos e distensão abdominal, ou até mesmo à acumulação e produção de gases.

Como lidar com este stress? A Vou Nascer explica-nos como. No entanto, vale reforçar que não devem ficar preocupado, as cólicas não são um sintoma patológico e sim passageiro. Ter paciência é a melhor forma de lidar com estes episódios de queixas.

Cólicas: porquê e até quando?

As cólicas podem aparecer em bebés que bebem leite materno ou leite artificial, logo no 1º ou 2º dia de vida, e resolvem-se entre os 3 e os 6 meses de idade.

Quando o bebé chora intensamente, os pais podem sentir-se impotentes para responder de forma eficaz às suas necessidades, criando um ambiente de stress e tensão.

Como evitar as cólicas do bebé recém-nascido?

O estabelecimento do normal funcionamento intestinal do bebé dá-se de forma gradual. No entanto, se o bebé tiver muitas cólicas devem pesquisar a sua causa.

As mais comuns, no entanto, são:

  • Má preparação do biberão, se o bebé fizer leite artificial;
  • Pouco preenchimento da tetina do biberão, deixando o bebé ingerir ar;
  • Má pega do bebé à mama ou mamar sofregamente ingerindo muito ar;
  • Não colocar sempre o bebé a arrotar a seguir às mamadas;
  • Alimentação da mãe que amamenta, com introdução de algum alimentos suscetíveis de causar cólicas, tipo: favas, castanhas, feijão, grão, couve, bebidas gaseificadas;
  • Ambiente de stress e tensão para o bebé;
  • Não evacuar há mais de 24 horas.

Quais são os sintomas das cólicas nos bebés?

Não sabem como reconhecer os sintomas das cólicas?

– As cólicas surgem durante a tarde e noite;

– Os sintomas podem prolongar-se até três dias seguidos, e cada episódio durar mais de três horas;

– Têm um início e um final repentino;

– Quando iniciam os ataques de cólicas, o bebé pode mostrar-se tenso, com o abdómen duro e distendido, fecha os punhos, a cara pode ficar avermelhada, as pernas fletidas e as costas arqueadas.

Como aliviar as cólicas?

A não ser que seja um problema de saúde, as cólicas não têm tratamento específico. No entanto, podemos aplicar algumas medidas que ajudem a atenuar os sintomas do bebé:

– Quando o bebé estiver a chorar procure um ambiente relaxado e sem ruídos ou estímulos, coloque-o nos seus braços realizando suaves movimentos e dando massagens nas costas.

– Se continuar a chorar, coloque o bebé de barriga para baixo, de forma a apoiar a cabeça na curva do seu cotovelo, de forma que a barriga do bebé fique à altura da sua mão. Nesta posição, deve dar-lhe massagens no abdómen que o ajudem a expulsar os gases.

– Se nota que está demasiado nervoso com toda a situação, deve pedir a alguém que o ajude com o bebé. O seu nervosismo não ajuda e o bebé não conseguirá ficar mais calmo.

– Deverá comentar com o pediatra, para ser avaliada a possibilidade de as cólicas estarem relacionadas com a intolerância à lactose. Se for esse o caso podem ser introduzidas alterações na sua alimentação e na alimentação da mãe que ainda está a dar de mamar.

Existe também uma maneira simples e eficaz para aliviar as cólicas do bebé, uma massagem específica que ajuda a deslocar os gases e fezes acumulados.

A massagem é uma forma natural e benéfica para o alívio do desconforto do bebé, que pode ser aprendida com instrutores de massagem infantil ou enfermeiros que lidam diariamente com este tipo de situações.

Para realizar esta massagem deve:

  • Acalmar o bebé, dê-lhe, por exemplo, a chucha com um pouco de leite;
  • Desenhe um círculo com a sua mão no abdómen do bebé no sentido dos ponteiros do relógio;
  • Passeie os seus dedos, realizando alguma pressão, sobre o intestino grosso. Este tem a forma de um U invertido da direita para a esquerda do bebé;
  • Faça com as pernas do bebé o movimento como se fosse andar de bicicleta;
  • Pressione ligeiramente as pernas contra o abdomén de forma a obrigar o bebé a fazer força;
  • Se necessário, estimule a zona anal com toalhete, ou com a cânula do micro clister, fazendo movimentos circulares de pequena amplitude.

Também vos pode interessar: 

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

<