Perturbações do sono: saiba porque o seu bebé pode estar a dormir mal

Saiba o porque do seu pequenino ter perturbações durante o sono

Ter um bebé significa noite mal dormidas. Mas por vezes pode ser  apenas uma consequência de perturbações do sono ou terrores noturnos. Conheça as possíveis causas desses sintomas segundo o  Dr. Armando Fernandes.

Perturbações do sono 

Cerca de 20-30% lactentes e crianças pequenas apresentam perturbações do sono, causadas por: problemas perinatais, temperamento, amamentação, alimentação durante a noite,” co-sleeping” (dormir acompanhado), stress familiar, modos de adormecer, resistência ao sono.

O acordar de noite só deve ser considerado um problema se os pais o considerarem. Contudo, a privação prolongada de sono nos pais tem consequências precoces e é muitas vezes a sensação de “atingir o limite” que os leva a procurar ajuda.

O esgotamento, a indisponibilidade, a violência familiar, e a sensação de impotência e fracasso como pais são o culminar de uma situação na qual uma intervenção precoce é possível e desejável. Seguidamente apresentam-se algumas perturbações do sono.

Terrores Noturnos

Ao contrário do pesadelo, os terrores noturnos ocorrem no início da noite, 1 a 4 horas (média 1,5 horas) depois de a criança ter adormecido. Os pais encontram o filho sentado na cama gritando, gesticulando, mas não totalmente acordado.

Com palpitação, olhos bem abertos. Pode estar a falar, mas não responde ao que é perguntado. Durante o episódio a criança não tem consciência da presença dos pais. Pode empurra-los e soluçar mais forte, se for tocada. Fica inconsolável, às vezes até 30 minutos.

Finalmente, relaxa e volta a dormir. No dia seguinte não se lembra do acontecido. Episódios de terrores noturnos são comuns dos 2 aos 6 anos de idade. E uma condição quase sempre herdada, pelo que existem antecedentes de terrores noturnos noutros familiares.

Não produzem maiores danos e desaparecem com o crescimento. Os pais não devem procurar consolar a criança durante o episódio. Ela está só parcialmente acordada.

É suficiente fazer companhia, até que ela volte a dormir em segurança. Em alguns casos, a criança pode ser acordada cerca de 15 minutos antes da hora previsível de ocorrência dos terrores durante uma semana.

Em caso de dúvida, ligue para a SAÚDE 24 (808 24 24 24) ou contacte o Pediatra dos seus filhos.

Também vos pode interessar:

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Ainda não tem votos)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *