Recuperação pós-parto de cesariana - Pumpkin.pt

Recuperação pós-parto normal: como garantir um processo saudável

recuperação pós-parto normal

Por norma, um parto normal permite às mães uma recuperação mais rápida e menos dolorosa.

O parto normal espontâneo é o tipo de parto que ocorre normalmente no final da gravidez, entre as 37 e as 42 semanas, e no qual o bebé nasce pelo canal vaginal. Mas como é a recuperação pós-parto normal?

É geralmente mais fácil: afinal, é um procedimento menos agressivo do que uma cirurgia, uma vez que o próprio corpo da mulher já está preparado para este tipo de parto – faz parte da natureza do ser humano.

O que esperar depois de um parto normal

A alta hospitalar pós-parto normal ocorre normalmente após 48h do nascimento, se a mulher conseguir comer e andar normalmente, o que é esperado; já os partos por cesariana exigem um tempo de observação maior.

Cuidar do bebé é, sem dúvida, o principal desafio da recém-mamã no pós-parto, mas não é o único: é necessário uma adaptação a uma nova rotina e a muitas emoções por vezes contraditórias provocadas por alterações hormonais e físicas.

Costuma dizer-se que a gravidez só termina no décimo mês de gestação e faz sentido porque o corpo demora pelo menos cinco semanas (40 dias) a recuperar-se do esforço do parto e de todas as mudanças sofridas ao longo da gravidez.

Este é por isso o tempo mínimo que as mulheres devem dar-se para repousar, até retomar as atividades do dia a dia. Este período é abordado na consulta do puerpério: apesar de poderem ser dadas orientações sobre a amamentação e a higiene do bebé, o foco está nos cuidados da mãe após o parto, principalmente os referentes à episiotomia e ao sexo no pós-parto.

Como é a recuperação pós-parto normal?

  • No pós-parto normal, o útero volta ao seu tamanho natural mais rapidamente.
  • É comum sentir dores na região do períneo, ou seja, a área entre a vagina e o ânus.
  • A recuperação dos pontos da episiotomia pode tardar até dois meses.

Dicas para uma recuperação pós-parto normal sem dores e complicações:

A amamentação é uma rotina que chega com o nascimento do bebé e muitas são as mães que nesta fase lidam com muitas perguntas, dúvidas e ansiedade.

Se estiverem com dificuldades, é importante referir que existem linhas de apoio para pedir ajuda, tal como a SOS Amamentação, e que podem recorrer também a algumas associações de apoio à amamentação.

É aconselhável aplicar compressas de gelo na região do períneo para aliviar as dores. Uma alternativa é molhar a zona com água morna sempre que se fizer xixi.

O exercício é obviamente recomendado mas apenas após permissão médica.

Cálcio, proteínas, ômega 3 e vitaminas B6 e C são nutrientes a ter em conta na alimentação e podem ser encontrados em alimentos como peixe, carne branca, ovos, feijão, legumes, fruta, iogurte, leite e linhaça.

Sempre que o bebé dormir a sua sesta, aproveitem e descansem também. Caso o bebé esteja mais agitado ou tenham passado a noite privada de sono, peçam a um amigo ou familiar para cuidar da abobrinha enquanto repõem um pouco do descanso em dia.

Também vos pode interessar: 

Este artigo foi útil para si?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *