Bebés > Crescimento do bebé > Desenvolvimento do bebé

Como será que os bebés de seis meses compreendem as palavras?

Apesar de serem muito pequenos, a linguagem e a compreensão das palavras desenvolvem-se a todo o gás e as associações a certas imagens fazem parte do processo.

Os bebés com cerca de seis meses de idade já compreendem algumas palavras, afirma um novo estudo. Mas como será que eles as percebem?

Antigamente os cientistas acreditavam que os bebés só tinham a capacidade de compreender algumas palavras (a maioria delas) a partir do primeiro ano de idade. No entanto, o estudo publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America (cuja sigla é PNAS), sugere que os bebés com apenas seis meses de idade já compreendem as palavras utilizadas no seu contexto

“A linguagem é, definitivamente, um desenvolvimento muito célere”, explica a autora e professora Eika Bergelson, da Universidade Duke, situada na Carolina do Norte, nos EUA.

Para testar a capacidade de reconhecimento de palavras destes bebés, os investigadores usaram aparelhos de rastreamento ocular lhes que monotorizava o olhar enquanto eram presenteados com diferentes imagens, enquanto uma pessoa falava com eles.

Já numa investigação prévia, a autora usou este mesmo método para demonstrar que os bebés entre os seis e os nove meses compreendiam o que queriam dizer as palavras relacionadas com alimentos e partes do corpo. Quando os encarregados pelo seu cuidado enquanto decorriam os testes (os cuidadores) liam uma palavra como “maçã”, os bebés tinham a tendência para olhar para a imagem correspondente àquela palavra.

Mas, este novo estudo vai ainda mais longe, sugerindo que o repertório dos bebés é ainda mais extenso. Os dados obtidos através de testes Os bebés incluídos na investigação viram duas, que ou eram imagens relacionadas entre si (pé e mão – membros do corpo) ou que não estavam tinham qualquer tipo de relação (leite e pés – corpo e comida).

Quando os cuidadores dos bebés liam uma das palavras, os bebés passavam mais tempo a olhar para a imagem correta do que quando lhes eram apresentadas as duas imagens sem qualquer relação.

Os bebés eram capazes de distinguir as imagens relacionadas, dizendo “carro e carrinho”, por exemplo, ao contrário de “carro e sumo”.
Apesar do estudo não afirme que os bebés nesta faixa etária consigam compreender o significado completo das palavras e imagens, estas descobertas sugerem uma compreensão básica de algumas palavras que são similares.

Esta conslusão é o primeiro passo para identificar como os bebés pequenos aprendem novas palavras“, disse a professora Sandra Waxman, investigadores de desenvolvimento infantil da Northwestern University, nos EUA.

Mesmo nos primeiros estágios de compreensão, os bebés parecem perceber como as palavras se relacionam“, afirma a professora e autora Bergelson.

Mas, desengane-se se acha que a investigação fica por aqui. A autora decidiu, numa segunda fase do estudo, usar um gravador ligado a um colete que os bebés usavam com o objetivo de monitorizar as interações com os seus cuidadores. O objetivo passava por entender como o ambiente doméstico influenciava a captação e aprendizagem de novas palavras.

Depois de analisar as gravações e a quantidade de tempo que os cuidadores utilizaram ao falar sobre os objetos que o bebé podia ver, foi estabelecida uma relação entre esse tempo “despendido” a falar com os bebés e a sua compreensão das palavras.

Para a autora, a mensagem é óbvia:

“Quanto mais falar com seu filho, melhor. Eles ouvem e aprendem com o que diz – mesmo que possa não parecer.”

Veja também:

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *