Bebés > Alimentação do bebé > Introdução de alimentos

Como tornar as refeições em família mais divertidas para o seu bebé?

Veja estas ideias criativas que vão tornar mais divertida a vida de qualquer mãe e pai

À medida que crescem, os bebés vão ganhando independência  e relevando a sua personalidade forte e determinada – ainda bem, esse processo de auto-conhecimento faz parte do seu normal desenvolvimento enquanto pessoas. Mas é natural que esta fase de procura da identidade própria traga também algumas dores de cabeça aos pais, habituados até agora a ter um bebé “moldável” às suas vontades.

As refeições são, por excelência, um dos maiores desafios, já que são uma oportunidade única para o bebé  testar os limites dos pais, e de afirmar as suas próprias escolhas, com nãos persistentes e birras dignas de filme.

Como criar bons hábitos alimentares, então? E desde cedo? Encontrar formas de tornar mais divertidas as horas de almoço e de jantar é a chave para os manter interessados e envolvidos no processo de comer em família… sem dramas!

Reunimos, com a ajuda de Aptamil Júnior Leites de Crescimento, algumas formas criativas de encorajar uma relação mais otimista com a comida.

Como criar bons hábitos alimentares?

Uma boa relação com a comida começa com refeições saudáveis em família

hábitos alimentares

As crianças aprendem pelo exemplo, por isso, coma com o seu filho sempre que puder. As crianças que comem com as suas famílias têm, por norma, uma dieta mais variada e consomem uma quantidade maior de nutrientes. Faça das refeições em família uma prioridade e um momento divertido!

Rotina: o ingrediente chave das refeições dos bebés

rotinas alimentares

A maioria das crianças reage bem à segurança que uma rotina oferece. Crie um horário para as refeições principais e para os lanches e tente cumpri-lo o mais possível. Saber “o que vem a seguir” criará uma sensação de conforto que tornará a sua criança mais cooperante.

E lembre-se: se estiver demasiado cansada ou com fome, é mais provável que a criança resista e faça birra para comer. A ideia passa por criar uma janela de tempo entre a hora das refeições e a hora de deitar na qual a criança esteja bem-disposta e as dinâmicas fluam melhor.

Diversidade é tudo

massas

A apresentação da comida tem um papel importante na forma como as crianças interagem com o prato. Crie diferentes formas e corte os alimentos de vários tamanhos. Deixe-os tocar e interagir com a comida. Faz parte do processo.

Massa colorida ou massinhas do alfabeto são alternativas divertidas, e pode também usar instrumentos de cozinha normalmente usados para fazer bolachas e cortar sandwiches ou fruta em forma de coração ou estrelas, por exemplo. Aposte também em alimentos coloridos e evite repetir refeições.

Dê vida à comida

comida feliz

Transforme o prato do seu bebé numa cara. Dê nome à comida. Os brócolos parecem árvores. A criatividade é o limite, mas, nesta fase, também não são necessários grandes dotes artísticos: a criança ficará mais entusiasmada com a história.

Respire fundo: a confusão faz parte

baby led weaning

Deixe-o sujar a cozinha. Deixe-o sujar-se. Não se esqueça que por detrás deste artigo está a premissa de independência do seu bebé: é muito mais provável que a criança coma melhor se comer sozinha. Por isso, deixe-o usar o hummus como tinta e os palitos de cenoura como pincel, e encoraje-o a decorar o prato (no limite a mesa e as paredes…) enquanto come.

A criança decide

comer bebés

Deixe-o decidir quando é que está satisfeito. Deixe-o escolher quais os vegetais que prefere comer a cada dia – o importante é comer vegetais!. Crie desde cedo a ideia que tem um papel activo e importante na dinâmica familiar e nas suas próprias escolhas. Obviamente, terá que “moldar” estas escolhas: deixe-o optar entre alternativas saudáveis e nutricionalmente valiosas escolhidas previamente por si.

E lembre-se, o que não oferece dúvidas é a importância do leite específico mesmo depois dos 12 meses: a gama Aptamil Junior Leites de Crescimento foi desenvolvida para crianças a partir de 1 ano, e contém e Vitamina D e Cálcio, necessários para o crescimento e o desenvolvimento normais dos ossos das crianças e Ferro, que contribui para o desenvolvimento cognitivo normal das crianças.

Com o sabor natural do leite, é de fácil dissolução e preparação! Com o formato da embalagem, pode preparar o biberão só com 1 mão, enquanto dá colo ao bebé com a outra.

Aptamil Junior leites de crescimento, foi eleita a marca “Escolha do Consumidor 2018” na categoria de leites infantis em pó* e é por isso garantia de satisfação para todos.

Nota importante: A gama Aptamil Junior não deve ser utilizada como substituta do leite materno, durante os primeiros meses de vida do bebé, mas sim, como parte de uma dieta diversificada e equilibrada a partir dos 12 meses de idade. Consulte sempre o seu Profissional de Saúde sobre a melhor alimentação do seu filho.
*Escolha do Consumidor ’18: atribuída pela ConsumerChoice Lda, através de estudos de avaliação dos atributos mais relevantes de Leites Infantis em Pó (exceto leites para lactentes e alimentos para fins medicinais específicos, etapa 1),por avaliação de marcas da categoria, junto de um painel de consumidores representativo da população portuguesa e da categoria. Mais informação em https://consumertrends.pt/portfolio/aptamil2345/
Post escrito em parceria com a Milupa Comercial S.A.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.