Bebés > Alimentação do bebé > Introdução de alimentos

Aos 6 meses

Aos 6 meses

Sabe o que o seu bebé pode comer aos 6 meses? Aprenda tudo com a  Bebé Gourmet.

O seu bebé é agora um pequeno ser capaz de controlar as mãozinhas e puxar as toalhas das mesas, gosta de ser o centro das atenções e manter os pais por perto, reconhece quando chamam por ele, estranha as suas visitas e adora música. Já reparou como o seu pequenote gosta de pegar em tudo o que está ao seu alcance e levar à boca? Parabéns, o seu mais-que-tudo tem agora 6 meses e está na hora de novas conquistas.

Desde 2002 que a Organização Mundial de Saúde recomenda que o aleitamento materno deve ser exclusivo até aos 6 meses e que nessa altura se inicie a introdução alimentar gradualmente, mantendo sempre o aleitamente materno até os 24 meses.

Mais tarde em 2008, a ESPGHAN, uma Sociedade Europeia de Pediatria que agrupa os maiores especialistas em Gastroenterologia, Hepatologia e Nutrição, recomendaram que a introdução alimentar fosse gradual e complementar ao leite materno mas que fosse iniciada entre as 17 (4,5meses) e as 26 semanas (6,5meses).

É por esta altura que o reflexo de sucção funciona em perfeita sintonia com o reflexo da mastigação permitindo, ao seu bebé, uma alimentação segura. Nesta altura o bebé ganha também a capacidade de cuspir se a refeição não estiver do seu total agrado, se a temperatura não for a correcta, se simplesmente não lhe apetecer ou tiver coisas demasiado importantes para fazer (dormir por exemplo).

É uma altura deveras interessante, para o bebé, que experiencia coisas novas e comanda reações a novos estímulos, como para as mães, que passam a reconhecer no seu bebé uma personalidade em construção e um cuspidor de comida.

Pondo de parte a discussão do mês certo para o primeiro alimento viajar até à boca do seu bebé, o importante é que o aleitamente materno não seja descontinuado de maneira a que os primeiros alimentos complementem o leite materno que por esta altura já não será suficiente para suprir todas as necessidades alimentares do seu rebento crescido.

Os novos alimentos devem ser sempre oferecidos após a mamada e nunca primeiro que o leite materno. Lembre-se, é suposto complementar e não substituir! Começe esta nova fase oferecendo novos alimentos apenas uma vez por dia e vá evoluindo gradualmente ao longo do mês até às 3 refeições por dia. Como escrevi na anterior edição, a diversificação alimentar deve iniciar-se sempre numa altura em que existam poucas distrações, para si e para o bebé.

Deve ser introduzido um alimento de cada vez com intervalos de 3 a 4 dias para avaliar a sua tolerância. Deve sempre utilizar uma colher para oferecer os primeiros alimentos e está proibida de desanimar se o bebé rejeitar a colher e/ou a papa/sopa.

É normal, ele só conhece o gosto do leite. Não desista mas persista mais tarde. Nunca force o seu bebé a comer, se ele rejeita a comida é porque tem uma boa razão. Descodifique-a, afinal de contas ninguém o conhece tão bem.

Lembre-se que os primeiros dentinhos devem também estar a aparecer nesta altura. Primeiros os dentinhos da frente acompanhados de muita agitação, poucas sonecas, diminuição do apetite, excesso de saliva e por vezes até febre. Uma massagem na gengiva do bebé e brinquedos para o bebé morder podem ajudar.

Comece por uma simples sopinha de Legumes composta por cenoura, abóbora, cebola, arroz ou batata, com um fio de azeite no fim, e sem sal. Coza a vapor de preferência ou com pouca água e reserve a água da cozedura. Triture muito bem com a varinha mágica. Pretende-se que a sopa seja de consistência grossa, quase uma pasta mas aveludada. Agora que a sopa está pronta, ofereça-a à hora de almoço mas só depois da mamada completa. Nos primeiros dias o bebé só comerá umas 2 ou 3 colheres mas evoluirá gradualmente e a seu tempo será capaz de comer uma concha inteira, entre 150 a 200ml numa só refeição.

Cerca de 3 ou 4 dias depois da primeira sopa com os primeiros ingredientes, chega a hora de introduzir um novo: alface, alho francês, xuxu, beringela, courgete, feijão-verde), sempre um de cada vez, até eventualmente poder misturar 3 a 4 legumes diferentes. Depois de introduzido os primeiros legumes, poderá introduzir as primeiras carnes, as de aves, claro. Comece pelo frango, coza-o com a sopinha para dar sabor. Avalie durante 3 ou 4 dias e depois prossiga com o peru, o borrego e por fim, a vitela. Para facilitar, pode-se cozinhar uma dose suficiente de sopa para 3 a 5 dias que depois se separa em doses individuais e congela em recipientes de vidro esterilizado. Opte por uma alimentação biológica para primeira nutrição do seu filho.

O sistema digestivo e imunitário do seu bebé são altamente vulneráveis, sobrecarregá-los com substâncias químicas tóxicas, pesticidas, fertilizantes e outros venenos pode comprometer a saúde atual e até mesmo futura do seu rebento.

A papa de cereais pode ser iniciada também neste mês. Frequentemente são os bebés com baixo percentil que iniciam a papa antes da sopa, mas mais uma vez, não há regras porque os bebés não são todos iguais.

Existem no mercado papas de cereais lácteas (contêm leite na sua composição portanto basta adicionar água e está pronta) e as papas não lácteas (que não contêm leite e portanto preciso que seja adicionado para ficarem prontas. Se a mãe ainda possuir leite materno, então deve optar por uma papa não láctea para que possa ser reconstituída com leite materno.

Muitas mães, principalmente as de primeira viagem, encontram-se sobrecarregadas de informação sobre introdução alimentar, tanto pelos profissionais de saúde como pelos familiares e amigos.

Um único conselho que vos deixo é: R E L A X E M!!! Não serão capazes de seguir todas as regras e conselhos que vos deram nem que fossem Super-Heroínas com poderes super especiais para tratar um Super-Bebé. Esta é uma fase para viver na sua maior tranquilidade e o mais relaxadas possíveis até porque vai durar muito mais tempo do que aquela que até aqui passou.

Se não tem tempo ou talento para a cozinha, não se preocupe, a Bebé Gourmet oferece soluções que dão respostas a cada uma das etapas de alimentação do seu filho, reunindo uma vasta gama de refeições frescas, confecionadas com ingredientes biológicos.

Saiba mais sobre a introdução de alimentos até aos 12 meses: 

 

Os primeiros 0-5 meses de vida

 

Os primeiros 0-5 meses de vida

 

Alimentação dos bebés aos 7 meses

  

Alimentação dos bebés aos 7 meses

  

 

 

Introdução alimentar aos 8 Meses  

Introdução alimentar aos 8 Meses

 

 

9 Meses… E a Aventura Continua

 

 

9 Meses… E a Aventura Continua

 

 

 

10 Meses… Mais um Passo

 

10 Meses… Mais um Passo

 

 


 A 1 Mês da Dieta da FamíliaA 1 Mês da Dieta da Família

 


Bem-vindos a um Novo Mundo…Bem-vindos a um Novo Mundo…