Bebés > Alimentação do bebé > Introdução de alimentos

A alimentação do bebé aos 6 meses

Bledina Diversificação Alimentar Bebé 6 meses

Saiba quando e quais os novos alimentos que deve oferecer ao seu bebé.

A partir dos 6 meses as necessidades nutricionais do bebé vão aumentar progressivamente e, em paralelo, o seu sistema digestivo tornar-se-á mais maduro.

Assim, mesmo mantendo o leite materno na base da sua alimentação, os novos alimentos vão começar, gradualmente, a desempenhar um papel importante no seu desenvolvimento.

Os vegetais

Inicialmente, e salvo indicação contrária do profissional de saúde, as primeiras sopas ou purés de legumes são geralmente compostas por batata, abóbora ou cenoura.

Os vegetais são importantes, pois além de muito nutritivos, ajudam o bebé a desenvolver o gosto por estes alimentos para o resto da vida, ajudando a construir hábitos alimentares saudáveis. São por isso, também, os nossos alimentos preferidos!

As farinhas infantis

As papas de cereais contêm nutrientes importantes para o bebé, ajudando-o a aceitar novos sabores e texturas.

As farinhas não lácteas devem ser preparadas com o leite habitual do bebé enquanto as farinhas lácteas devem ser preparadas com água.

A fruta

Habitualmente as primeiras frutas a serem introduzidas na alimentação do bebé são a banana, a maçã e a pera. Estas devem estar bem maduras ou serem cozidas, para facilitar a mastigação e deglutição.

A introdução de peças de fruta diferentes estimula a aceitação de novos sabores por parte do bebé, por isso é importante variar a fruta que lhe oferece, assim como as texturas, à medida do seu crescimento e desenvolvimento.

Carne e peixe

A carne e o peixe são fontes de proteína importantes na alimentação do bebé, e contêm um elevado teor de ferro, o que contribui para o normal desenvolvimento cognitivo das crianças. Estes alimentos, ricos em proteína, contribuem para a diversificação da alimentação do bebé, com novos sabores e texturas, ajudando-o a encontrar um bom equilíbrio nutricional.

A água

A água é o principal constituinte do organismo do bebé, e as suas necessidades hídricas são mais elevadas do que as de um adulto, relativamente ao seu peso corporal.

A água assume especial importância no funcionamento dos rins e da bexiga, e uma ingestão adequada ajuda no funcionamento do intestino.

Deverá aconselhar-se junto do seu profissional de saúde sobre o tipo de alimentos a introduzir em primeiro lugar e ainda sobre a quantidade dos mesmos.

Menu e refeições do bebé aos 6 e aos 7 meses

Até aos 6 meses o leite materno satisfaz todas as necessidades nutricionais do seu bebé. A partir dos 6 meses, sempre de acordo com a recomendação do Profissional de Saúde, poderá dar-se início à diversificação alimentar. E o bebé irá descobrir novas texturas e sabores!

Regra a lembrar: Cada bebé é único e irá descobrir este novo mundo à sua maneira, pelo que deve respeitar e tentar entender o ritmo do seu bebé, introduzindo novos sabores e texturas de forma gradual e sempre de acordo com a fase de desenvolvimento em que o seu filho se encontra.

Quer saber o que oferecer ao seu bebé ao pequeno-almoço, almoço, lanche e jantar? Descubra mais sobre esta nova fase com o Livro dos Alimentos desenvolvido pela Blédina, e encontre ainda deliciosas receitas, que lhe pode oferecer a partir dos 6 meses no site da Bledina.

NOTA: As receitas indicadas no site da Bledina são adequadas à diversificação alimentar do bebé, a partir dos 6 meses, salvo opinião do profissional de saúde. Lembre-se que cada bebé é único e tem o seu próprio ritmo de crescimento. Consulte sempre o seu profissional de saúde sobre a melhor nutrição para seu bebé, e antes de efetuar alguma alteração na sua alimentação.
De forma a ajudar a identificar os alergénios mais comuns, estes foram assinalados a negrito na secção ingredientes das receitas. Esta menção é indicativa, e caso tenha alguma questão sobre alergias alimentares deverá sempre consultar o seu profissional de saúde assistente.
Nota importante: O leite materno é a nutrição ideal para o seu bebé. Por favor consulte sempre o seu profissional de saúde quando considerar introduzir alimentos complementares.
AD – Publipost – Post feito em parceria publicitária com a Milupa Comercial S.A.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.