Bebés > Alimentação do bebé > Amamentação

Socorro! O meu leite é cor-de-tijolo!

síndrome dos canais enferrujados

Porquê que há mulheres cujo leite ao início é cor-de-tijolo?

Já ouviram falar no síndrome rusty pipes? Traduzido à letra, é o síndrome dos canais enferrujados, algo relativamente raro mas que pode ser assustador. Chama-se assim devido à cor que o leite materno apresenta: cor-de-tijolo, mesmo como se fosse ferrugem.

A enfermeira Cátia Godinho explica-nos porque acontece este síndrome e se ele é ou não perigoso.


Porque é que o leite materno fica desta cor?

Isto acontece quando há presença de sangue nos canais das glândulas mamárias, e este se mistura com o leite.

Por norma, os canais ficam sem sangue antes da glândula começar a produzir leite, mas há alguns casos em que isso não acontece e acaba por haver essa mistura, dando então ao leite uma cor alaranjada, ou até mesmo avermelhada.

E isto é perigoso?!

Não! O síndrome dos canais enferrujados não apresenta qualquer perigo quer para o bebé, quer para a mãe.

O sindrome dos canais enferrujados não é impeditivo para amamentar.

Nos casos mais graves, em que efectivamente há demasiado sangue no leite, o bebé pode recusar mamar devido ao sabor do leite e apresentar melenas (fezes muito escuras e de cheiro fétido devidas ao sangue digerido) mas na maioria dos casos isto passa despercebido para o bebé.

Como se trata?

Não há um tratamento, os sintomas vão melhorando com o tempo.

Podemos efectivamente fazer a analogia com uns tubos de água enferrujados: quando a água volta a passar por esses tubos, durante os primeiros tempos vem enferrujada, mas essa ferrugem vai diminuindo à medida que a água “limpa” os tubos e ao final de um tempo acaba por sair limpa.

Os sintomas duram geralmente cerca de duas semanas, caso persistam mais tempo, a situação deve ser reavaliada pelo obstetra que acompanha a mãe.

Concluindo, o síndrome rusty pipes, ou canais enferrujados, é uma condição rara, passageira, e sem riscos.Pode ser efectivamente assustador mas é importante reforçar que é uma condição benigna!

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *