Bebés > Alimentação do bebé > Amamentação

Banco de leite: o que é, como funciona e como doar

Banco de leite

Foto: Gonçalo Villaverde/ Global Images

Se tem leite a mais e quer ajudar outros bebés, doe o excedente do seu leite materno. Saiba tudo o que deve fazer para doar no banco de leite da MAC.

O leite materno contém inúmeros nutrientes e anticorpos necessários para o desenvolvimento e crescimento do bebé. Se há muitas mães que têm muito leite, há outras que pouco têm e, como uma mão lava a outra, as que têm muito leite que o seu bebé não consome, podem sempre doar a um banco de leite.

Banco de leite

Foi em 2009 que foi aberto o primeiro e, até agora, único Banco de Leite Humano de Portugal, alojado na Maternidade Dr. Alfredo da Costa (MAC). Este é o responsável pela distribuição de leite materno pasteurizado a outras unidades de saúde, como o Hospital Dona Estefânia e Hospital Garcia da Horta, entre muitos outros.

De acordo com o Jornal de Notícias (JN), a região nortenha, em específico o Porto, está a fazer todos os esforços para reunir condições para abrir um Banco de Leite até ao fim do ano, passando assim a servir mais quatro hospitais do que aqueles que a MAC já serve.

Banco de leite

Foto: Breastfeeding Basics

O que é um banco de leite?

Um banco de leite é um local refrigerado onde se guarda o leite materno, posteriormente pasteurizado  – de forma a garantir uma maior segurança do alimento-, doado pelas mães para poder alimentar os seus ou outros bebés que não têm naturalmente acesso a ele, seja por estarem internados, serem prematuros e necessitarem de cuidados hospitalares permanentes ou pelo facto da sua mãe não produzir leite ou o produzir em quantidades insuficientes.

Quem pode doar?

Sob o mote“Doar Leite é Doar Vida”, o Serviço Nacional de Saúde (SNS) aconselha a que todas as mães saudáveis a doarem leite materno para“suprir estas carências”.

Tendo em conta que as mães dos prematuros “normalmente têm uma quantidade insuficiente de leite para os seus filhos, a doação de leite de dadoras saudáveis é fundamental para suprir estas carências”, pode ler-se num comunicado do sítio do SNS.

Contudo, para doar há que ter em conta algumas considerações. Para garantir a segurança do leite doado, os profissionais responsáveis pela triagem das mães que podem ser dadoras e as que não fazem algumas perguntas.

Banco de leite

Foto: Medicina Informa

De acordo com a enfermeira Cláudia, do Banco de Leite Humano da MAC, para as mulheres serem dadoras devem cumprir alguns requisitos:

  • Residir perto de Lisboa.

Como o banco de leite é em Lisboa, as mulheres que pretendam ser dadoras devem residir entre as Caldas da Rainha e Setúbal, de forma a facilitar todo o processo de recolha do leite.

  • A mulher deve estar a amamentar há pelo menos duas semanas.

É a partir das 2 semanas de amamentação que o leite começa a estabilizar. Nesta altura, o leite já passou de colostro para leite maduro.

  • O bebé da mulher dadora não pode ter mais do que 4 meses de idade.

Entre os 4 e os 6 meses de idade o leite materno passa por uma alteração na sua composição, uma vez que começam a ser introduzidos alimentos sólidos na rotina alimentar da criança.

  • A mulher dadora deve doar se tiver “excedente de leite”.

Segundo a enfermeira Cláudia a ideia não é que a mulher tire do seu leite para doar a outros bebés, mas que o faça apenas se produzir mais leite do que aquele que o seu bebé necessita.

  • Não deve tomar medicamentos;
  • Deve ter hábitos de vida saudável;
  • Não pode nunca ter recebido uma transfusão de sangue;
  • Não pode fumar;
  • Não pode consumir drogas;
  • Não deve ingerir bebidas alcoólicas, uma vez que isso prejudica o leite;
  • Não deve beber cafeína em excesso – o máximo que pode beber são três por dia.

Quais os passos para doar leite para o banco de leite?

banco de leite

Foto: John Twombly/Pinterest

Para que possa doar leite há que passar por um processo algo complexo e com algumas etapas, de forma a garantir a total segurança dos bebés que forem receber esse leite.

Para as mulheres que desejam doar o seu leite, há alguns passos a seguir:

1.º –  Em primeiro lugar, deve ligar para a linha;

2.º – A enfermeira que atender a sua chamada irá fazer uma triagem telefónica, fazendo algumas questões para se certificar que pode ser dadora de leite;

3.º – Caso a mulher possa ser dadora, é encaminhada para uma consulta médica;

4.º – É nessa consulta que a(o) médico(a) irá certificar-se, verificando as suas últimas análises e, se necessário, passando-lhe novas, que o seu leite é passível de ser doado;

5.º – De seguida, será encaminhada para uma consulta de enfermagem na MAC onde recebe todas as informações sobre a extração e conservação do leite materno e na qual são entregues os copinhos para doar o seu leite;

6.º – Depois, de 15 em 15 dias, algumas voluntárias do Banco do Bebé vão a casa da mulher fazer a recolha de leite materno gratuitamente;

É importante ainda referir que é importante fazer análises de três em três meses para ir acompanhando o estado de saúde da mulher dadora e garantir que o seu leite se encontra ainda adequado às necessidades dos outros bebés que não podem ser amamentados de forma natural.

Onde encontrar bancos de leite?

O Associação Banco do Bebé fez uma parceria com a Unidade de Neonatologia da MAC no início de 2012.

Assim sendo, é o Banco do Bebé o atual responsável pela ligação entre as dadoras de leite e a Maternidade, recolhendo e entregando o leite na MAC. No entanto, esta associação também presta apoio e aconselhamento às mulheres que queiram ser dadoras.

Caso queira saber mais informações sobre o Banco de Leite Humano da MAC ou se quiser ser dadora de leite, aqui ficam os contactos:

  • Email: [email protected]
  • Telefone: 961 333 730 (disponível entre as 9h e as 16h, de 2ª a 6ª, exceto feriados).

banco de leite

Foto: Kidspot

Como dizem os especialistas do SNS:

“Doar leite para estes bebés prematuros é mais do que doar um alimento, é contribuir para a sua sobrevivência com qualidade. Ser dadora é um ato de generosidade para com o seu próprio filho, mas também para com os bebés prematuros e seus pais”.

Dicas:

  • Veja ainda o artigo “Amamentação: Tudo o que precisa de saber”;

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *