Bebés > Alimentação do bebé > Amamentação

Amamentação: problemas e soluções

amamentação: problemas e soluções

Com o nascimento do bebé chega a tarefa de dar de lhe dar de comer, que, de acordo com a OMS deve ser composta exclusivamente por leite materno, até aos seis meses de vida. É nesta altura que surgem os problemas e os dilemas da amamentação. Mas, não se preocupe - tentaremos ajudar-vos, na medida do possível.

A gravidez é um mundo de descobertas e alegrias, que, assim que o bebé nasce se transformam em muita alegria, entusiasmo, mas também medo de falhar.

“Quando um bebé nasce, nasce também uma mãe”, é o que ouvimos dizer. Mas, ainda assim, muitas são as mulheres que se deixam dominar pelos receios, medos, dúvidas sobre alguns acontecimentos que podem surgir do simples facto de ter esse pequenino ser humano a sugar todo o leitinho das maminhas da sua mamã.

É certo que os há e que nem sempre é fácil lidar com eles. Contudo, existem soluções.

Amamentação: problemas e soluções

Assim que o bebé nasce, a mulher começa a produzir o primeiro leite do bebé, o colostro, e três ou quatro dias depois dá-se a subida do leite, altura em que o leite materno começa o seu processo de transformação para aquele que irá ser, dentro de uma ou duas semanas, o leite maduro. Conheça no artigo os truques para diminuir o incómodo pelo qual passa nesta altura.

O ingurgitamento mamário é um problema bastante comum entre a comunidade de recém-mamãs e consiste, basicamente, no empedramento das mamas, quando se dá a subida do leite.

Se o ingurgitamento não for tratado, pode resultar num abcesso mamário ou numa mastite, o que pode trazer muito incómodo para a mulher. Saiba no que consiste, como aliviar e tratar.

Para muitos destes precalces (não lhe chamemos problemas, uma vez que têm resolução), a solução passa por tirar o excesso de leite materno com uma bombinha de leite – explicamos-lhe tudo no artigo “Como tirar leite materno?”.

Outra dica está na forma como está a amamentar o seu bebés, as posições, o excesso de regras que impõe a si mesma, impondo um limite que, muitas vezes, ao não atingir, fá-la sentir-se frustrada. No artigo “Como amamentar: dicas, posições, duração…” falamos um pouco das ditas horas e a duração da mamada, damos-lhe algumas dicas para que o seu bebé, faça uma pega correta e para que a amamentação siga sobre rodas e sem grande stress.

Além de todas estes artigos com dicas concretas para cada problema específico, saiba que tem ainda acesso a associações de apoio à amamentação e à linha SOS Amamentação. Nestas pode encontrar do outro lado profissionais de saúde com especialização em aleitamento materno que irão ajudá-la a ultrapassar todos os seus receios, esclarecer as suas dúvidas e questões e, aos poucos, vai ver que a amamentação irá tornar-se num momento de prazer e união com o seu pequenote.

A Pumpkin aconselha a leitura de:

A subida do leite provoca desconforto e irritação nas mulheres, mas tenha calma. No artigo damos-lhe dicas sobre como diminuir esse incómodo.

O ingurgitamento mamário é algo comum acontecer nos primeiros dias de amamentação. Provoca dor e algum incómodo, mas aqui ensinamo-la a prevenir e tratar.

A mastite é um dos vários incómodos que pode vir a sofrer durante a amamentação. Mas não se apoquente! Nós temos a receita para a ajudar!

Tirar o leite materno é muitas vezes necessário, seja porque tem os seios muito cheios, porque voltou ao trabalho e porque tem um bebé prematuro.

Como se costuma dizer "ninguém nasce ensinado" e, por vezes, toda a ajuda é bem vinda. Ainda mais no que toca à amamentação. Saiba como amamentar: as várias posições de amamentação, dicas, a duração das mamadas, etc.

A amamentação nem sempre é fácil, mas existem locais nos quais pode procurar ajuda caso esteja a enfrentar algumas dificuldades neste processo complexo. No artigo, apresentamo-vos a SOS Amamentação.

Se está a ter dificuldades ou se tem algumas dúvidas em relação à amamentação, saiba que existem várias associações ou entidades a que pode recorrer. No artigo, falamos-lhe de algumas.

Se encontrar alguma incorreção contacte-nos por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *