Quando vamos de férias em família preferimos alugar um apartamento ou uma casa, um sítio onde as crianças têm espaço para brincar à vontade, onde têm os seu próprio quarto e podem ir deitar-se à sua hora e onde, se quisermos, podemos cozinhar um pequeno almoço caprichado ou uma refeição simples.

Quer sejam férias em cidade, quer sejam férias junto à praia ou no campo, é possível alugar casas de particulares online giríssimas, a preços que podem ficar mais acessíveis do que ficar em hoteis ou recorrer a agências de viagem.

Nós fomos passar um fim de semana comprido ao Algarve e experimentámos os serviços da Homeaway.

Dicas para procurar alojamento na Homeaway:

  • Procurem com tempo: a Homeway funciona como intermediária entre quem procura alojamento e os proprietários, que avaliam as solicitações de quem procura. A reserva não é imediata porque temos de aguardar a confirmação do proprietário, que ainda assim normalmente é muito rápida. Além disso, se fizerem a pesquia com maior antecedência terão mais propriedades disponíveis, e naturalmente as mais apetecíveis são as primeiras a ser reservadas. Se quiserem alugar em alturas de maior procurem com maior antecedência: não tentem encontrar alojamento no Porto na vespera de São João...
  • Definam o vosso orçamento máximo: façam a pesquisa com base no orçamento que têm disponível - não vale a pena encontrar um alojamento espetacular que não está ao nosso alcance.
  • Decidam quais os requisitos mínimos e os nice-to-have: no nosso caso definimos o número de quartos e que queríamos espaço exterior. Ficar próximo da praia ou ter piscina eram um extra simpático, mas não eram factores de exclusão
  • Alarguem a área de procura para aumentar a oferta disponível: se não se restringirem a uma zona geográfica específica e forem flexíveis na localização vão encontrar muito mais propriedades para escolherem. Nós definimos que íamos para o sul do Algarve, mas podia ser em qualquer local, de Sagres a Vila Real de Santo António.

 

Procurámos casas com espaço exterior, para as crianças brincarem.

Vimos várias casas giras, algumas com piscina, mais ou menos perto da praia, e optámos por ficar em Luz de Tavira, porque ainda não conhecíamos bem essa área do Algarve - que é lindíssima!

Tivemos a sorte de ficar num sítio espetacular: numa quinta rodeada de laranjeiras e limoeiros a perder de vista, onde encontrámos uma casa de verão do século XVIII lindíssima, uma piscina fantástica, um jardim muito bem cuidado, e ficámos numa casa recentemente remodelada com 3 quartos, 2 casas de banho, sala e cozinha totalmente equipada.

Levámos a avó da Holanda e as duas crianças e ficámos muito bem instalados, com imenso espaço e sem ninguém à volta. 

Para quem gosta história e arte, a quinta é particularmente interessante: os donos disponibilizaram-se a mostrar-nos a Casa da Horta de Baixo, que parece ter inspiração italiana neo-clássica, com entalhamentos em pedra feitos por Daniel Tavares de Ataíde, um extraordinário entalhador, com imensa obra no Algarve e que só agora começa a ser descoberto e reconhecido.

Gostámos também muito dos carros antigos, perfeitamente restaurados, que dão um encanto especial ao jardim.

 

Com tanto espaço só para nós, nem apetecia sair, mas nós aproveitámos bem e descobrimos as praias da ilha de Tavira, Cacela Velha e a praia do Barril, conhecemos a encantadora cidade de Tavira e visitámos o Centro de Ciência Viva - o mais pequeno do país, mas  com uma equipa muito simpática e disponível, que fez experiências giras para as abobrinhas.

Podem ver tudo o que há para fazer no nosso mini-super-guia de Tavira. Se procuram alojamento em férias não deixem de visitar a Homeaway.

Esta reportagem teve o apoio da Homeaway.