No dia 17 de Novembro celebra-se o Dia Mundial da Prematuridade para que se lembre as crianças que nascem prematuras e se relembrem estratégias para prevenir o parto prematuro.

A Bebé Vida assinala Dia Mundial da Prematuridade partilhando algumas recomendações de prevenção. A data, que também é conhecida como “Dia Internacional da Sensibilização para a Prematuridade”, foi criada em 2009 com o objetivo de lembrar o prematuro e debater estratégias para diminuir a taxa de prematuridade.

Sabia que: 

  • Cerca de 8% dos bebés em Portugal nascem prematuros
  • 1 em cada 10 bebés nasce antes do tempo
  • O dia é celebrado em 50 países, a 17 de novembro, para lembrar o prematuro e debater estratégias que visem diminuir a taxa de prematuridade

A idade materna, o tabagismo, o abuso de drogas ou a restrição de crescimento fetal são alguns dos fatores que podem despoletar um parto pré-termo, no entanto podemos e devemos atuar sobre estes. Desta forma, deixamos algumas sugestões que podem ajudar todas as futuras mães:

  • Ir ao médico regularmente – não faltar a consultas pré-natais, realizar todos os exames necessários e ter acompanhamento médico durante toda a gravidez;
  • Evitar comportamentos de risco – como a ingestão de álcool, o tabaco, entre outros;
  • Controlar o stress – momentos de stress têm um impacto prejudicial na grávida;
  • Beber muita água e hidratar bem a pele – com as mudanças hormonais a pele fica mais seca e o uso de creme hidratante torna-se indispensável, bem como a ingestão de pelo menos 2 litros de água por dia. Um truque para saber se está a beber água suficiente é observar a urina e caso esta seja amarelo pálido é sinal que está a ingerir a quantidade adequada;
  • Ter uma Alimentação Saudável – uma alimentação nutritiva, variada e equilibrada. Caso seja necessário deverá consultar um nutricionista ou o seu médico obstetra que lhe recomendará uma dieta especial para o momento da gravidez.

No mundo nascem cerca de 15 milhões de bebés antes do tempo, todos os anos, o equivalente a mais de 1 bebé em cada 10. Uma gravidez completa dura entre 37 e 42 semanas.

Em Portugal, cerca de 8% dos bebés nascem prematuros, e a prevalência de nascimentos antes das 32 semanas, considerado muito prematuro, é de 1,2%. O nascimento prematuro é a principal causa de morbidade e mortalidade neonatal, no entanto, e graças aos avanços tecnológicos e científicos, a taxa de sobrevivência tem vindo a aumentar, sendo que os bebés que nascem antes das 28 semanas, considerada prematuridade extrema, têm uma hipótese de sobrevivência de 70% e os que nascem antes das 30 semanas de 80%.