Estamos em pleno mês de outubro, o Verão já se despediu há algum tempo e o Inverno parece que veio mesmo para ficar. Após mais de um mês de aulas, esta é também uma altura em que os alunos começam a preparação para os primeiros testes e, com eles, vêm por arrasto mais trabalho e algum nervosismo. Sabendo disto gostaria de partilhar consigo uma das estratégias que ensino nos nossos Workshops IHTP New Gen/Winners Club, para que o estudante lá de casa se sinta mais confiante na realização dos testes.

Um dia recebo, num dos nossos Workshops onde ensinamos princípios de sucesso aos mais novos, uma jovem que tinha definido como objetivo tirar 4 a Matemática. Não tinha conseguido tirar no 1º Período e queria consegui-lo no segundo, no entanto, apesar de todo o seu trabalho e esforço, os resultados ficaram um pouco aquém das suas expectativas. Mesmo estando um pouco triste e desiludida consigo mesmo, incentivei-a a continuar e a persistir no seu objetivo e, em paralelo, ensinei-lhe a seguinte estratégia para usar nos próximos testes que iria ter no 3º Período:

  1. Quando estiveres no teste, a primeira coisa que vais fazer é ler o enunciado do princípio ao fim, resistindo à tentação de começar a responder logo às perguntas;  
  2. Após a leitura do enunciado vais começar por responder às perguntas mais fáceis, ou seja, àquelas perguntas que quando as leste pensaste para ti própria – “esta já sei a resposta”.  
  3. Após responderes a todas as perguntas fáceis, voltas ao início para começar a responder às perguntas mais difíceis, sem que passes mais de 3 minutos a olhar para a questão e não responderes. Se isso acontecer, deixa para o final essa ou essas perguntas (geralmente é uma ou duas).

Esta jovem seguiu estas estratégias (e outras que lhe ensinei) e na prova final de Matemática do 6ºano ela conseguiu tirar a segunda melhor nota da escola, aliás a surpresa foi tal que o pai teve de tirar uma fotografia para partilhar com a família. Quando falei com ela disse-me que graças a esta estratégia (e, obviamente ao seu trabalho e estudo) que havia utilizado na prova, ajudou-a a alcançar esse resultado excecional.

Quando um aluno está num teste é normal que exista algum nervosismo, faz parte do processo de ativação dos seus recursos internos. Por vezes, ele tende a ser exagerado e prejudica o desempenho do jovem, e aí será importante atuar preventivamente, mas na estratégia que partilhei o que acontece é o seguinte:

- Quando eu começo a responder às perguntas mais fáceis eu começo a sentir-me mais tranquilo e confiante, e à medida que vou respondendo um fenómeno muito interessante desenvolve-se na mente do jovem, ele começa a lembrar-se da resposta às perguntas mais difíceis, que já havia lido inicialmente, mas que ainda não sabia a resposta completa.

Aproveite este 1º Período para experimentar esta estratégia, ensine o seu filho(a) a colocá-la em prática e contribua para os excelentes resultados escolares que ele(a) terá!

 

Este texto foi-nos gentilmente cedido por Nelson Ramos, Consultor Solfut & Coach IHTP e Manager da Academia de Educação do I Have the Power.