Com a chegada do novo bebé coloca-se a questão: como escolher o carrinho do bebé? O ideal é seleccionar um carrinho que se adeqúe ao seu estilo de vida, o desafio é perceber que carrinho corresponde ao seu estilo de vida. Neste sentido, o Centro Pré e Pós Parto partilha connosco alguns factos e ideias para tomarmos a melhor decisão.

Classificação de carrinhos:

  • Carrinhos modulares: carrinhos de bebé em que numa fase inicial podemos encaixar uma alcofa de passeio e/ou uma cadeira auto grupo 0+ e mais tarde (a partir dos 6 meses) utilizar o assento do carrinho do bebé.

a. Carrinhos citadinos/ cosmopolitas: tipicamente são carrinhos com rodas pequenas e duras, estreitos, com menor suspensão. A maioria fecha-se de forma compacta e costumam ser mais leves (embora existam excepções).

 

carrinho 1

 

b. Carrinhos mistos: normalmente estes carrinhos têm suspensão nas 4 rodas (ou nas3 rodas) para um maior conforto para o bebé, as rodas são um pouco maiores (podendo ter câmara de ar ou feitos em EVA) para conseguirem vencer terrenos mistos. Costumam ser mais largos e ocuparem mais espaço fechados que os carrinhos citadinos.

 

carrinho

 

c. Carrinhos rurais: tipicamente grandes com grandes rodas com câmara de ar, estes carrinhos são a opção mais confortável para quem tem um estilo de vida mais desportivo e outdoor.

 

carrinhos

 

d. Carrinhos múltiplos ou evolutivos: são carrinhos pensados para mais do que um bebé e podem ser adequados para gémeos/ trigémeos ou para irmãos com pouca diferença de idades. Existem muitas opções que podem ser singulares ou múltiplas no mesmo carrinho.

 

carrinho 

 

  • Carrinhos simples: tipicamente carrinhos de 2ª idade utilizados a partir dos 6 meses. Nestes carrinhos não conseguimos encaixar outros módulos como sejam a cadeira auto grupo 0+ (ovinho) ou a alcofa. São normalmente carrinhos leves (5-10kg), com rodas pequenas, mais baratos e de fecho compacto (a maioria deles tipo bengala).

 

carrinho

 

Como não somos todos iguais existe um tipo de carrinho mais adequado a cada uma das nossas necessidades e estilos de vida. O carrinho de um casal nosso amigo pode não ser o mais indicado para nós. Como selecionar?

Para encontramos o nosso carrinho devemos ir respondendo a uma série de perguntas:

1. Vamos utilizar o carrinho na bagageira do nosso carro? Se não vamos arrumar o carrinho na bagageira do nosso automóvel, o fator dimensão do carrinho fechado acaba por se tornar irrelevante e podemo-nos concentrar noutras características.

2. Temos uma bagageira com bastante espaço ou com espaço limitado? Normalmente a maioria dos pais acha que tem uma bagageira razoável até ao dia que vê o espaço que ocupa um carrinho fechado. Deveremos ter em consideração as dimensões do carrinho fechado não só por questões do dia-a-dia mas também para as viagens em família.

 

smart

 

3. Dimensões do carrinho aberto e fechado? Nem todos os carrinhos têm a mesma dimensão e, por vezes, os carrinhos mais confortáveis para o bebé são também aqueles que ocupam mais espaço quando estão abertos e fechados. Quando um carrinho é grande aberto por vezes podem aparecer dificuldades na entrada em alguns elevadores, passagem nas caixas do supermercado ou passeios estreitos.

4. O peso do carrinho é fator decisor? O peso do carrinho de bebé pode variar desde 5 kg até 25kg. Quando não se tem que arrumar o carrinho todos os dias na bagageira este factor pode ser irrelevante. Agora quando temos de arrumar o carrinho na bagageira do automóvel sempre que o utilizamos, é necessário avaliar se o peso do carrinho é exequível para o dia-a-dia.

carrinho

5. A duração do carrinho (em termos de idade do bebé) é fator decisor? Nem todos os carrinhos estão homologados para o mesmo limite de peso. A maioria dos carrinhos estão homologados para uma utilização até aos 15 kg (3 anos), mas como já existem muitos bebés com 15kg com idades bastante inferiores a 3 anos, já existem carrinhos homologados até aos 30kg.

6. Temos um estilo de vida cosmopolita, rural ou misto? O nosso estilo de vida acaba por ser um dos fatores mais importantes para a seleção do carrinho de bebé. Se tivermos um estilo de vida muito outdoor e tivermos optado por um carrinho citadino, é natural que nos fartemos do carrinho rapidamente porque o carrinho não vai conseguir vencer o terreno e vai custar bastante a empurrar. Se tivermos um estilo de vida muito citadino e optado por uma carro todo-oterreno, é natural que nos cansemos do carrinho por se tornar numa opção pesada (em termos de manobra).

carrinho

 

7. A marca do carrinho tem representante no país onde vivemos para assegurar a reparação durante e após a garantia? Á semelhança dos nossos automóveis, os carrinhos de bebé também precisam normalmente de assistência/revisão. Há peças que se perdem/partem e não podemos correr o risco de ver o nosso investimento perdido por falta de serviço. É vital verificar que a marca do nosso carrinho tem representante em Portugal para assegurar serviço pós-venda.

8. Estética do carrinho? Pode haver um carrinho que preencha todos os nossos requisitos em termos de necessidades e que, apesar disso, seja uma opção inestética para nós. É preciso gostarmos do nosso carrinho para rentabilizar o nosso investimento a longo prazo.

carrinho

9. Para quantos filhos? Podem ser gémeos ou podem estar a pensar em ter 2 filhos num curto espaço de tempo? Existem carrinhos múltiplos ou evolutivos. Os carrinhos múltiplos são tipicamente para gémeos ou trigémeos e têm o número de lugares fixos. Os carrinhos evolutivos são carrinhos tipicamente para gémeos ou irmãos com pouca diferença de idade e podem ser utilizados quer em versão singular quer em versão múltipla.

 

Características interessantes a procurarem num carrinho que são transversais aos vários tipos de carrinhos:

Nos passeios em cidade, privilegie carrinhos com:

1. Suspensão nas 4 rodas. Mesmo que a sua vida seja predominantemente cosmopolita, a calçada portuguesa e os nossos típicos buracos nas estradas e nos passeios são quase uma garantia de experiência todo o terreno em cidade. A suspensão nas 4 rodas garante um passeio mais suave ao seu bebé.

Suspensão

2. Assento/ cadeira elevados pois tornam-se numa opção mais interessante e saudável serão para o seu bebé porque:

  • Consegue interagir mais com os pais e sentir-se mais seguro;

  • Está mais protegido dos fumos dos cabos de escape dos automóveis;

  • Certos carrinhos têm a posição do assento tão elevada que permitem substituir a cadeira da papa quando tomamos refeições fora ou vamos ao café.

Carrinho

  • Carrinhos estreitos, para garantir que passa no pouco espaço que existe nos passeios.

3. Altura do assento e da alcofa: quanto mais alto ficar o assento e/ou alcofa melhor a comunicação entre pais e filhos, melhor a nossa postura quando estamos ao pé do bebé e por vezes salvamos o custo de uma cadeira de papa transportável dado que a altura do assento do carrinho permite ao bebé comer à mesa connosco.

4. Nos passeios rurais privilegie carrinhos com:

  • Suspensão nas 4 rodas e rodas com câmara-de-ar: vão amortecer a trepidação e, consequentemente, garantir uma viagem mais tranquila para o seu bebé. Além disso vencem o terreno muito mais facilmente; dificilmente ficará com os braços doridos pela força exercida ao empurrar o carrinho.

carrinho

 

5. Verifique a presença das menções "EN 1888" (norma europeia), e o cumprimento dos requisitos de segurança do carrinho.

6. Certifique-se que o assento/cadeira é acolchoado e confortável e a capa é amovível, para poder lavá-la.

7. Verifique se a marca de carrinho que escolheu é multifacetado quanto à utilização de acessórios extras: não deverá utilizar acessórios extra de outras marcas no seu carrinho pois poderá estar a comprometer a segurança do mesmo, principalmento no que se refere a malas de maternidade.

8. Neste seguimento, são preferíveis carrinhos com cesto de compras XL em deterimento de cestos minusculos de arrumaçao. Lembre-se que é extremamente perigoso colocar sacos de compras, malas de maternidade na grande maioria de carrinhos de bebé.

Carrinho

9. A capota deve ser de tecido que confira protecção contra os raios solares.

10. Para recém-nascidos o ideal é a utilização de uma alcofa de passeio no carrinho em detrimento de uma cadeira reclinada a 180º ou do “ovinho”. Numa alcofa de passeio homologada para dormir durante uma noite completa (BS EN 1888 & BS EN 1466) ) o bebé consegue desenvolver mais rapidamente a mosculatura do pescoço (factor que ajuda a prevenir o sindrome de morte súbidta), o bebé tem maior liberdade de movimentos, está mais confortável quer acordado quer a dormir, está mais protegido dos factores extermos (poluição, vento, frio, exposição solar) e a alcofa, para além de não ter limite de utilização por dia, pode servir de caminha nos primeiros tempos. Dever-se-ia evitar a utilização dos “ovinhos” nos carrinhos de bebé porque estes têm uma utilização máxima de 1h30mn por dia (este limite máximo deve-se à privação de oxigénio que o bebé pode ter no ovinho, principal razão pela qual os bebés adormecem no ovinho) , ao peso que a cabeça acaba por exercer no corpo, à postura incorrecta, excesso de calor, ao desenvolvimento tardio da mosculatura (pescoço, abdominal elombar). As cadeiras reclinadas a 180º também não são aconselhaveis antes dos 6 meses por não protegerem devidamente o bebé dos factores externos.

Carrinho

11. Certifique-se que as pegas ou o manípulo são ajustáveis em altura e que essa altura é adequada à sua estatura: se o casal tiver estatura diferente, o carrinho poderá adaptar-se a diferentes alturas!

12. Assento reversível principalmente no primeiro ano de vida é muito importante para os bebés estarem em constante contacto com os seus pais. Tal reforça a comunicação, a interacção e impede o aparecimento de objectos/pessoas estranhas em direcção ao seu bebé. Procure um carrinho de bebé que permita que a cadeira esteja virada para os papás até pelo menos 1 ano de idade.

Carrinho

 

13. Assento reclinável aprox. 180º: Numa primeira fase (4-12 meses) não irá utilizar o assento (por estar a utilizar a alcofa ou a babycoque), mas a partir do momento em que começa a utilizar a alcofa apercebe-se que o seu bebé adormece várias vezes nos vossos passeios. Um assento reclinável garante uma sesta confortável sem ter de ir a correr a casa para o deitar na cama. O seu bebé agradece, ficando mais tranquilo, tornando toda a experiência do passeio mais agradável.

14. Embora não seja aconselhável a utilização da cadeira grupo 0+ (babycoque/ alcofa) no carrinho, caso opte por utilizar certifique-se de que a marca dessa cadeira está testada para a marca do carrinho. Isto porque a maioria das marcas de carrinhos diferem das marcas de cadeiras/ sistemas de retenção para bebés . No website das marcas dos carrinhos ou das marcas das cadeiras encontra uma lista de que carrinhos são adequados para determinadas cadeiras ou que cadeiras são adequadas para determinados carrinhos.

15. Quantas vezes já repararam em pais desesperados no parque de estacionamento a tentar fechar o carrinho de bebé? Por vezes a força exercida parece que vai partir o carrinho e por vezes quase que o faz. Por isso é muito importante seleccionar um carrinho de bebé que seja fácil de abrir e fechar para si! O carrinho que é fantástico e super fácil para a sua amiga pode ser um quebra-cabeças para si. Teste na loja se consegue abrir e fechar facilmente o carrinho que adora antes de o comprar.

 

Segurança do carrinho de bebé

Para escolher o carrinho de bebé mais seguro para o seu filho, procure fazer os seguintes testes:

  • Procure o autocolante com a homologação europeia do produto.

  • Recline na totalidade as costas do carrinho, faça pressão com a mão para baixo ao nível do local onde irá ficar a cabeça

  • da criança. As rodas dianteiras não deverão erguer-se do chão.

  • Verifique se os cintos de segurança são firmes e almofadados de modo a não magoar a criança. Deve ter um cinto de

  • segurança de 5 pontos de fixação, e ser suficientemente resistente.

  • Os travões devem ser acessíveis, fáceis de manobrar, devem bloquear completamente as rodas traseiras quando

  • necessário. Devem igualmente ser fáceis de destravar.

  • Verifique que o assento está devidamente colocado, sem tocar na estrutura metálica.

  • Verifique a flexibilidade das molas, empurrando a estrutura do carrinho para baixo. Este deve ceder e voltar para a

  • posição inicial.

  • Deve ser fácil de abrir e fechar e deve ter um mecanismo de bloqueio que impeça que se feche acidentalmente.

  • Não deve ter peças cortantes nem espaços ou dobradiças que ofereçam risco à criança; Da mesma forma não deve ter

  • peças metálicas que fiquem expostas ao sol, pelo risco de queimaduras associado.

 

Depois de adquirir o carrinho

  • Verifique com regularidade o estado geral do carrinho de bebé.

  • Nunca transporte o bebé no carrinho sem o prender adequadamente com o cinto de segurança, devido ao grande risco de queda.

  • Se o seu carrinho tiver rodas com câmara-de-ar não se esqueça de verificar a pressão dos pneus e de os encher com uma bomba adequada (não utilizar as bombas para os pneus dos automóveis pois pode romper a câmara de ar do carrinho)

  • Tenha o cuidado de bloquear com os travões sempre que tenha o carrinho parado.

  • Limpe, ou envie para uma limpeza geral, o seu carrinho por questões de higiene (muitas vezes os bebés comem nos seus carrinhos, e os restos de comida acumulada proporcionam o ambiente adequado ao crescimento de bactérias) e por questões de segurança (terra e outro tipo de sujidade que possa interferir com o sistema de suspensão, travagem ou rodas)

  • Evite pendurar sacos muito pesados no guiador, pelo risco do carrinho tombar.

  • Equipe o carrinho com os acessórios essenciais para o bem-estar do bebé: sombrinhas, capa para a chuva, ninho paraproteger o bebé do frio.

 

Carrinho de bebé, até que idade?

Não existe uma regra formal, e cada mãe/ pai, conhece melhor o seu bebé. A maioria dos carrinhos é adequado para crianças até aos 3 anos de idade. No entanto, em crianças mais velhas ainda poderão ser uma opção, sobretudo em passeios mais prolongados. A partir dos 3 anos, a maioria das crianças não permanece durante muito tempo sentada no mesmo local, pelo que o carrinho deixa de ser uma opção.

Nas lojas, peça para testar os vários modelos aí existentes: abrir, fechar, andar um pouco pela loja… poderá ajudar nas indecisões.

Resumo

A escolha do carrinho não tem de estar condicionada á marca da cadeira auto de bebé (babycoque / ovinho). Escolha a cadeira auto mais segura e quanto ao carrinho tenha em consideração:

1. Se tem um carro com bagageira pequena e tem um estilo de vida mais citadino, opte por um carrinho citadino, confortável, suspensão nas 4 rodas e de fecho compacto.

Carrinho

2. Se tem uma boa bagageira no automóvel e um estilo de vida citadino, opte por carrinhos com assentos mais elevados, suspensão nas 4 rodas e fáceis de limpar.

Carrinho

3. Se tem um estilo de vida citadino e rural, opte por carrinhos com rodas com câmara-de-ar, suspensão nas 4 rodas e assentos elevados.

Carrinho

4. Se tem um estilo de vida mais rural, é importante ter um carrinho que vença o terreno e portanto com suspensão às 4, rodas em câmara-de-ar e fácil de limpar.

 

Acima de tudo, opte por um carrinho que vos deixe feliz!

 

Centro Pré e Pós Parto